Velamox

publicidade

Bula do remédio Velamox. Classe terapêutica dos Antibióticos. Princípios Ativos Amoxicilina.

Indicação

Para que serve Velamox?

Velamox é um antibiótico utilizado para o tratamento de infecções das vias respiratórias, do aparelho urinário, infecções intestinais, cutâneas e pós-operatórias.

Via oral e injetável - Uso adulto e pediátrico

Farmacocinética

Como funciona este medicamento?

O nome químico da amoxicilina é d-(-)-alfa-amino-p-hidroxibenzil penicilina.

A amoxicilina é mais absorvida que a ampicilina quando administradas por via oral.

A absorção alcança 80% da dose administrada, proporcionando concentrações séricas duas vezes maior do que as obtidas com a mesma dose de ampicilina.

A concentração sérica máxima da amoxicilina é obtida cerca de uma hora após a administração oral.

Tem baixa porcentagem de ligação às proteínas plasmáticas, aproximadamente 20%, e meia-vida de 1 a 1,5 horas.

A meia-vida pode ser mais prolongada em recém-nascidos e idosos; em pacientes com deficiência renal a meia-vida é de 7 a 20 horas.

A amoxicilina é amplamente distribuída, nos tecidos e fluidos do organismo, com exceção do líquido cefalorraquidiano, a menos que as meninges estejam inflamadas.

Aproximadamente 60% da dose oral é eliminada por via renal sob forma inalterada nas primeiras 6 horas.

Posologia

Como usar Velamox?

Deve ser usado em intervalos regulares e adequados para a obtenção e a manutenção de concentrações séricas terapêuticas.

O medicamento deve ser mantido por um número de dias adequado à infecção sob tratamento que, habitualmente, não deve ser inferior a 7 dias.

As apresentações orais devem ser as preferidas, ficando a via parenteral (injetável) disponível para infecções potencialmente graves e para pessoas que apresentem intolerância gastrintestinal à administração por via oral.

Via oral:

Doses aconselhadas, para adultos e crianças, de acordo com a gravidade da infecção leve a moderada:

  • Adultos: 1 comprimido de 500 mg de 8/8 horas. 1 comprimido de 1 g de 12/12 horas.
  • Crianças (0-5 anos): 20 a 40 mg/kg/dia divididos em intervalos de 8 horas (1 ml = 50 mg).
  • Crianças (6-12 anos): 5 ml de 8/8 horas (5 ml = 250 mg).

Doses aconselhadas, para adultos e crianças, de acordo com a gravidade da infecção moderada a grave:

  • Adultos: 1 comprimido de 1 g de 8/8 horas*.
  • Crianças (0-5 anos): 20 a 40 mg/kg/dia divididos em intervalos de 8 horas*.
  • Crianças (6-12 anos): 20 a 40 mg/kg/dia*.

Via Injetável - intramuscular e intravenosa:

Doses aconselhadas, para adultos e crianças, de acordo com a gravidade da infecção leve a moderada:

  • Adultos: 1 g de 12/12 horas.
  • Crianças (0-5 anos) 20 a 40 mg/kg/dia divididos em intervalos de 8 horas.
  • Crianças: (6-12 anos) 250 a 500 mg de 8/8 horas.

Doses aconselhadas, para adultos e crianças, de acordo com a gravidade da infecção moderada a grave:

  • Adultos: 1 g de 8/8 horas*.
  • Crianças: (0-5 anos) 20 a 40 mg/kg/dia divididos em intervalos de 8 horas*.
  • Crianças: (6-12 anos) 500 mg de 12/12 horas*. (*doses maiores poderão ser necessárias de acordo com a gravidade da infecção).

Os comprimidos podem ser administrados independentemente das refeições, conforme as seguidas modalidades: deglutição do comprimido com água.

Mastigação do comprimido e deglutição.

Suspensão oral: adicionar água filtrada ou mineral até a marca indicada no frasco.

Agite bem o frasco antes de usar.

Injetável: adicionar o diluente no frasco contendo pó; agitar até dissolução, aspirar com seringa de 5 ml e administrar por via intramuscular (I.M.) ou intravenosa (I.V.).

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

As reações adversas potenciais com o uso da amoxicilina são, predominantemente, de hipersensibilidade.

As reações de anafilaxia e hipersensibilidade podem ser desencadeadas após a administração por qualquer via, sendo, no entanto, mais frequentes pela via parenteral.

As seguintes reações podem estar associadas ao uso de amoxicilina: reações cutâneas (eritematosas ou urticariformes), gastrintestinais (náuseas, vômito e diarréia), hepática (aumento das transaminases), hematológicas (anemia, trombocitopenia, eosinofilia, leucopenia e agranulocitose).

Estas reações, de hipersensibilidade ou por intolerância são, habitualmente, reversíveis com a suspensão da terapia com amoxicilina.

É possível a ocorrência de sensibilização cruzada entre as diferentes penicilinas e cefalosporinas.

Antes de se iniciar uma terapia com penicilina é necessária a realização adequada de anamnese.

Caso ocorram reações de hipersensibilidade deve-se interromper o tratamento e instituir terapêutica apropriada (anti-histamínicos, corticosteróides).

Em presença de anafilaxia deve-se aplicar tratamento imediato com administração de adrenalina e/ou outras medidas de emergência.

Quando o tratamento for prolongado com doses elevadas é necessário um controle periódico hemático, hepático e renal.

Reações do sistema nervoso central, tais como agitação, hiperatividade, ansiedade, insônia, vertigem e confusão mental são raramente relatadas.

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

Está contra-indicado aos pacientes com reação de hipersensibilidade às penicilinas e às cefalosporinas.

Por causar reações exantemáticas em pacientes com mononucleose infecciosa, deve ser contra-indicado nesta eventualidade.

Velamox não está indicado nas infecções causadas por microorganismos resistentes à amoxicilina (como estafilococos penicilino-resistentes), nas infecções causadas pela Pseudomonas aeruginosa, Rickettsias e vírus.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

Velamox na gravidez e lactação:

A amoxicilina deve ser usada durante a gravidez apenas quando claramente necessário e sob acompanhamento médico.

Embora não haja estudos adequados ou controlados sobre a administração de amoxicilina em gestantes, não foram verificados efeitos adversos para o feto, sendo esta droga recomendada para o tratamento da infecção por clamídia durante a gravidez.

Por ser excretada no leite materno, seu uso em lactantes deve ser rigorosamente avaliado.

Da mesma forma que os demais derivados penicilínicos, a amoxicilina pode desencadear reações de hipersensibilidade, inclusive anafiláticas; ocorrendo com mais frequência após a administração parenteral e nos indivíduos com história prévia de hipersensibilidade à penicilina.

Pode ocorrer hipersensibilidade cruzada entre amoxicilina e cefalosporinas.

Interações Medicamentosas

Amicacina, gentamicina, canamicina, tobramicina, ácido clavulânico, sulbactam: quando administrados concomitantemente com amoxicilina pode ocorrer ação bactericida sinérgica.

Contraceptivos hormonais contendo estrógenos: a amoxicilina pode reduzir a eficácia destes contraceptivos.

Probenecida: o uso associado reduz a eliminação renal da amoxicilina.

Alopurinol: erupções cutâneas podem ocorrer quando se associa amoxicilina.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

A amoxicilina tem potencial para efeitos adversos fundamentalmente relacionados às reações de hipersensibilidade, as quais independem da dose.

Reações tóxicas, dependentes de doses elevadas, são praticamente desprezíveis.

No entanto, a ocorrência de distúrbios gastrintestinais, principalmente diarréia, merece consideração.

A interrupção do medicamento corrigirá, em poucas horas, o eventual excesso do medicamento.

Em pacientes com insuficiência renal o risco de superdosagem aumenta.

Em situações excepcionais, a amoxicilina poderá ser removida por hemodiálise.

Composição

Velamox comprimidos (500mg e 1 g):

Cada comprimido contém,respectivamente: amoxicilina triidratada equivalente a 500 mg e 1 g de amoxicilina.

Velamox suspenção (50mg/ml):

Cada 5 ml de suspensão reconstituída contém amoxicilina triidratada equivalente a 250 mg de amoxicilina.

Solução injetável:

Frasco-ampola contendo pó com amoxicilina sódica equivalente a 1 g de amoxicilina.

Apresentação:

  • Velamox comprimidos 500mg - caixa contendo 18 comprimidos
  • Velamox comprimidos​ 1g- caixa contendo 12 comprimidos
  • Velamox suspenção 50mg/ml - frasco contendo pó para reconstituição com água a 150ml (50mg/ml)
  • Velamox solução injetável 1g - frasco-ampola contendo pó para reconstituição e diluente com 5ml (1g/5ml).

Armazenamento

Onde como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

Velamox deve ser conservado em local seco, fresco (temperatura menor que 30° C) e protegido da luz, na sua embalagem original até o término do seu uso.

A suspensão de Velamox​ deve ser guardada à temperatura ambiente e utilizada durante 14 dias no máximo.

O medicamento não utilizado neste período deve ser eliminado.

Número do lote - Data de fabricação - Vencimento: vide cartucho.

Laboratório

Novaquímica Sigma Pharma Natures Plus

Dizeres Legais

Registro MS nº 1.0583.0150
Farm. Resp.: Dra. Maria Geisa P. de Lima e Silva - CRF-SP nº 8.082

publicidade