Torsilax

Bula do remédio Torsilax. Classe terapêutica dos Analgésicos, Anti-inflamatórios e Miorrelaxantes. Princípios Ativos Cafeína, Paracetamol, Diclofenaco Sódico e Carisoprodol.

Indicação

Para que serve?

Torsilax é indicado para o tratamento do reumatismo nas suas formas inflamatório-degenerativas agudas e crônicas, crises agudas de gota, exacerbações agudas de artrite reumatoide nos tecidos extra-articulares, estados inflamatórios agudos, pós-traumáticos e pós-cirúrgicos e utilizado como coadjuvantes em processos inflamatórios graves.

Uso Oral - Uso Adulto e Crianças Acima de 14 Anos

Posologia

Como usar?

A dose mínima e recomendada de Torsilax comprimidos para adultos é de 1 comprimido, de 12 em 12 horas.

Os Comprimidos devem ser engolidos inteiros, sem partir ou mastigar, com um copo de água e alimentos.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Alguns dos efeitos colaterais de Torsilax incluem: manifestações alérgicas cutâneas como prurido, placas vermelhas, urticárias, eritema pigmentar fixo, angioedema, choque anafilático, náuseas, vômitos, dor de cabeça, vertigem, icterícia, lesões eritematosas na pele, febre e hipoglicemia.

publicidade

Contraindicações

Quando não devo usar?

A administração de Torsilax é contraindicada a mulheres grávidas ou amamentando, especialmente nos últimos 3 meses de gravidez, e a pacientes: com historial de hipersensibilidade ao Carisoprodol, ao Diclofenaco Sódico, ao Paracetamol ou à Cafeína ou a outros componentes da fórmula, que consumam bebidas alcoólicas, que estejam a tomar outros medicamentos contendo Paracetamol ou consumam álcool, com úlcera péptica, insuficiência cardíaca, hepática ou renal grave, com discrasias sanguíneas, diáteses hemorrágicas, porfiria ou com hipertensão grave.

Medicamentos contendo Diclofenaco Sódico, como é o caso do Torsilax, são contraindicados a pacientes portadores de úlcera péptica, a crianças menores de 14 anos com excepção de crianças com artrite juvenil crônica, a pacientes com comprometimento das funções cardíaca ou renal ou tomando diuréticos, a pacientes em recuperação de longas cirurgias e a pacientes alérgicos ao Diclofenaco Sódico, nos quais as crises de asma, urticária ou rinite aguda sejam agravadas pelo ácido acetilsalicílico e outras drogas inibidoras da prostaglandina - sintetase.

Farmacocinética

Como funciona?

Torsilax é um medicamento que tem na sua composição 4 componentes, Carisoprodol, Diclofenaco Sódico, Paracetamol e Cafeína, responsáveis pelas propriedades Miorrelaxantes, Anti-inflamatórias e Analgésicas de Torsilax.

O Carisoprodol é um miorrelaxante, um fármaco usado para relaxar os espasmos que acompanham as síndromes musculares crônicas dolorosas, com ação central, cuja estrutura está relacionada com a mefenesina e atua reduzindo indiretamente a tensão da musculatura esquelética em humanos. Os miorrelaxantes atuam bloqueando ou retardando a transmissão dos impulsos nervosos nas sinapses internunciais na medula, no tronco encefálico, tálamo e gânglios basais do cérebro.

O Diclofenaco Sódico é um composto não - esteroidal, AINE, que exibe propriedades anti-inflamatórias, anti-reumáticas, analgésicas e antipiréticas.

O Paracetamol é o metabólito da Acetanilida e Fenacetina, um derivado do para - aminofeno, sendo a sua eficácia semelhante à do Ácido Acetilsalicílico, com a excepção de que não possui propriedades anti-inflamatórias.

Por último, a Cafeína é um estimulante do Sistema Nervoso Central, SNC, pertencente ao grupo das Metilxantinas, sendo responsável por provocar estímulos psíquicos através do aumento da disponibilidade de Glicose para o cérebro. Os efeitos da Cafeína recaem sobre a musculatura estriada, permitindo um melhor desempenho acompanhado de menor fadiga. A fórmula de Cafeína presente em Torsilax, também ajuda a corrigir a sonolência que o Carisoprodol provoca, e ajuda a potencializar o efeito analgésico de Torsilax.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

Antes de tomar Torsilax, deverá falar com o seu médico ou farmacêutico se: estiver a tomar outros medicamentos, tiver sintomas indicativos de insuficiência hepática grave ou distúrbios gastrintestinais com historial de ulceração gastrintestinal com colite ulcerativa ou Doença de Crohn, tiver idade superior a 60 anos, estiver mal nutrido ou tiver problemas de consumo de álcool excessivo.

A duração do tratamento com Torsilax deve ser indicada pelo seu médico e os horários, as doses e duração do tratamento devem ser respeitados. Deve sempre proceder-se à administração de doses o mais baixas possível, e sempre que possível, a duração do tratamento com Torsilax não deve exceder os 10 dias seguidos. Se a duração do tratamento com Torsilax for superior a 10 dias, é recomendado acompanhamento médico e deve ser feita uma contagem do número de células sanguíneas e a monotorização regular das funções renal e hepática.

Para o tratamento de pacientes com insuficiência renal, o intervalo das doses de Torsilax deve ser ajustado pelo médico.

Medicamentos contendo Paracetamol, como é o caso de Torsilax, podem influenciar os testes laboratoriais da função hepática que utilizem a bentiromida, sendo recomendada a interrupção da administração de qualquer medicamento contendo Paracetamol cerca de 3 dias antes da realização do exame. Para além disto, o Paracetamol pode produzir valores falsos em testes laboratoriais, para determinação do ácido úrico sérico, utilizando o método do tungstato. O Torsilax pode interferir nos resultados da dosagem da glicemia, quando determinada pelo método Glicose-Oxidase, e pode produzir valores falsamente positivos na determinação qualitativa do Ácido 5-hidroxilindolacético, quando utilizado o reagente Nitrozonaftol.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Em caso de toma excessiva de Torsilax, deve dirigir-se ao hospital mais próximo, o mais rápido possível, levando a embalagem ou bula do medicamento. Alguns dos efeitos mais comuns que pode sentir após a toma excessiva de Torsilax são: náuseas, vômitos, sudorese intensa e mal-estar geral.

A Cafeína presente em Torsilax pode produzir efeitos tóxicos como excitação do SNC, taquicardia e extra-sístoles, quando administrada em dosagens extremamente elevadas. Por outro lado, o Carisoprodol, também presente na fórmula de Torsilax, pode provocar torpor, coma, choque e depressão respiratória quando administrado em doses elevadas.

Composição

Cada comprimido de Torsilax contém:

Cafeína ______________________________________ 30mg
Carisoprodol _________________________________ 125mg
Diclofenaco Sódico _____________________________ 50mg
Paracetamol _________________________________ 300mg
excipientes q.s.p. ________________________ 1 comprimido

(Excipientes: celulose microcristalina, glicolato amido sódico, polivinilpirrolidona, corante amarelo FDC nº 06, croscarmelose sódica, dióxido de silício e estearato de magnésio).

Interações Medicamentosas

O Diclofenaco Sódico presente na fórmula de Torsilax, pode: aumentar o efeito dos anticoagulantes orais e da Heparina, aumentando o risco de hemorragia pela inibição da função plaquetária, aumentar o efeito hipoglicemiante das Sulfonamidas e aumentar a toxicidade hematológica do Metotrexato, provocar elevação das suas concentrações plasmáticas quando administrado juntamente com Digoxina ou outros medicamentos contendo Lítio e pode inibir a atividade dos diuréticos.

O Paracetamol quando administrado juntamente com Barbitúricos, Carbamazepina, Hidantoína, Rifampicina ou Sulfimpirazona ou quando administrado juntamente com ingestão crônica e excessiva de álcool, pode ter a sua potencial hepatotoxicidade aumentada.

A administração de Glicocorticóides e outros agentes antiinflamatórios não-esteroidais, AINEs, juntamente com Torsilax, pode conduzir ao agravamento de reações adversas gastrintestinais.

O Carisoprodol quando administrado juntamente com álcool, anestésicos gerais, antidepressivos tricíclicos ou outros depressores do Sistema Nervoso Central - SNC, Sulfato de Magnésio parenteral, hipnoanalgésicos ou inibidores da monoaminooxidase - IMAO, pode provocar o aumento dos efeitos depressores do SNC.

Torsilax serve para passar dor de dente?

Na bula de Torsilax não existem indicações de que este medicamento possa ser utilizado no tratamento da dor de dente, no entanto, Torsilax é um medicamento com propriedades Anti-inflamatórias e Analgésicas, uma vez que tem na sua composição Diclofenaco Sódico e Paracetamol, propriedades que podem ser responsáveis pelo alivio da dor de dente.

Laboratório

Neo Química

Laboratório Neo Química Com. e Ind. Ltda.: - SAC: 0800 97 99 900

Dizeres Legais:

Registro M.S.: 1.0465.0220
Farm. Resp.: Dr. Marco Aurélio Limirio G. Filho

publicidade
< Torante xarope < Torsilax > Torval CR >