Tetraciclina 500 mg

publicidade

Bula do remédio genérico Tetraciclina 500 mg. Classe terapêutica dos Antibióticos. Princípios Ativos Cloridrato de Tetraciclina.

Indicação

Para que serve Tetraciclina 500 mg?

Tetraciclina 500 mg cápsula é indicado no tratamento de infecções causadas por micro-organismos sensíveis à tetraciclina.

Uso adulto - Uso oral

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

O uso do cloridrato de tetraciclina é contraindicado a pessoas com hipersensibilidade às tetraciclinas, a mulheres que estão amamentando ou durante a gravidez.

Posologia

Como usar Tetraciclina 500 mg?

A dose para o cloridrato de tetraciclina como antibacteriano sistêmico e antiprotozoário é de 500 mg a cada 6 horas ou 500 mg a 1 g a cada 12 horas.

No tratamento da acne, administra-se, inicialmente, 500 mg a 2 g ao dia, em doses divididas, nos casos moderados a graves como adjuvante terapêutico. Após observar melhora, geralmente após 3 semanas, a dose deve ser reduzida gradualmente para uma dose de manutenção diária de até 1 g.

A lesão também pode ser tratada através da administração do cloridrato de tetraciclina em dias alternados.

Na brucelose, administra-se 500 mg de cloridrato de tetraciclina a cada 6 horas, durante 3 semanas, juntamente a 1 g de estreptomicina por via intramuscular a cada 12 horas, na primeira semana e uma vez ao dia na segunda semana.

Na gonorreia utiliza-se 500 mg a cada 6 horas, durante 5 dias.

Para o tratamento da sífilis devem ser administrados 500 mg a cada 6 horas por 15 dias ou por 30 dias no caso da sífilis tardia.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

O cloridrato de tetraciclina pode provocar efeitos gastrintestinais como náuseas, vômitos, diarreias; candidíase oral, vulvovaginite, prurido anal; escurecimento ou descoloração da língua; colite pseudomembranosa, fotossensibilidade da pele, pigmentação da pele e mucosa e descoloração e hipoplasia do esmalte do dente em formação.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

As tetraciclinas, ao se depositarem nos dentes em formação, causam descoloração do dente e hipoplasia do esmalte.

Elas também se depositam nos ossos e unhas e complexam-se com o cálcio formando um complexo estável.

Desta forma, o cloridrato de tetraciclina não deve ser utilizado por crianças menores de 8 anos de idade, para evitar que seu crescimento ósseo seja comprometido.

Tetraciclina 500 mg na gravidez: não é recomendado utilizar o cloridrato de tetraciclina durante a segunda metade da gestação pois é capaz de atravessar a barreira placentária e causar descoloração e hipoplasia do esmalte do dente e inibição do crescimento linear do esqueleto do feto. As tetraciclinas não devem ser administradas em mulheres que estejam amamentando, pois são encontradas no leite materno e causam descoloração e hipoplasia do esmalte do dente e inibição do crescimento linear do esqueleto do bebê além de reações fotossensitivas e afta oral e vaginal.

Micro-organismos sensíveis à tetraciclina podem desenvolver resistência caso o cloridrato de tetraciclina não seja utilizado adequadamente.

Pode haver fotossensibilização da pele caso o paciente exponha-se excessivamente ao sol durante o tratamento com o cloridrato de tetraciclina.

Atenção: Este produto contém o corante amarelo de Tartrazina que pode causar reações de natureza alérgica, entre as quais asma brônquica, especialmente em pessoas alérgicas ao ácido acetilsalicílico.

Interações Medicamentosas

Quando o cloridrato de tetraciclina é utilizado simultaneamente a antiácidos, suplementos de cálcio, salicilatos de colina e magnésio, ferro e laxantes contendo magnésio, pode haver a formação de complexos estáveis não absorvíveis.

A administração concomitante com bicarbonato de sódio pode diminuir a absorção das tetraciclinas, pois ocorre um aumento do pH gástrico.

A colestiramina pode ter sua absorção diminuída se administrada concomitantemente à tetraciclina.

A eficácia dos contraceptivos orais é diminuída durante o tratamento com cloridrato de tetraciclina.

O cloridrato de tetraciclina inibe parcialmente o efeito anticoagulante da heparina.

O potencial nefrotóxico do metoxifluorano é aumentado quando associado ao cloridrato de tetraciclina.

Pode ser observada uma sensível diminuição da ação bacteriana das penicilinas devido à associação com tetraciclina.

A absorção gastrintestinal das tetraciclinas pode ser diminuída pela administração concomitante de cimetidina. A tetraciclina pode elevar o nível de digoxina no soro.

É necessário monitorizar o nível da glicose sanguínea visto que o cloridrato de tetraciclina pode reduzir a necessidade de insulina.

As tetraciclinas podem provocar aumento das concentrações séricas da fosfatase alcalina, transaminase glutâmico pirúvica (TGP), amilase, transaminase glutâmico oxalacético e das bilirrubinas.

Em exames laboratoriais, o uso de cloridrato de tetraciclina pode produzir falsas elevações das catecolaminas urinárias e alterações na concentração de ureia sérica devido ao seu efeito antianabólico.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Não foram descritos casos de superdose aguda.

Não há antídoto específico, porém há indicação de diálise, visto que a droga é bastante dialisável.

Composição

Cada cápsula contém:

cloridrato de tetraciclina........................................500 mg
excipiente q.s.p..................................................1 cápsula
Excipientes: dióxido de silício coloidal, talco, laurilsulfato de sódio e estearato de magnésio.

Apresentação: Cápsula de 500 mg - embalagem com 8, 12, 70, 84, 100, 140, 280, 300 e 600 cápsulas.

Armazenamento

Onde como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

O cloridrato de tetraciclina deve ser armazenado em temperatura ambiente (entre 15 a 30ºC), em lugar seco, fresco e ao abrigo da luz.

Nestas condições, o prazo de validade é de 24 meses a contar da data de fabricação.

Farmacocinética

Como funciona este medicamento?

O cloridrato de tetraciclina pertence à classe das tetraciclinas, que são agentes bacteriostáticos, ou seja, inibem o desenvolvimento de bactérias.

Este medicamento tem ação sobre um amplo número de micro-organismos e age inibindo a síntese de proteínas das bactérias sensíveis.

O cloridrato de tetraciclina apresenta taxa de ligação proteica de 65% e praticamente não sofre biotransformação; possui meia vida de 6 a 11 horas.

Após a ingestão de dose única oral de 500 mg de cloridrato de tetraciclina, o tempo para atingir a concentração máxima varia entre 1 e 2 horas.

Quando se administra continuamente doses adequadas a cada 6 horas, as concentrações plasmáticas são alcançadas após 2 dias.

Laboratório

Prati, Donaduzzi & Cia Ltda.

Tel.: +55 45 2103-1166

Dizeres Legais

M.S. 1.2568.0171
Farmacêutico Responsável: Dr. Luiz Donaduzzi - CRF-PR 5842

publicidade