Rifocina M

Bula de Rifocina M

Bula do remédio Rifocina M. Classe terapêutica dos Antibióticos. Princípios Ativos Rifamida.

publicidade

Indicação

Para quê serve Rifocina M?

Rifocina M é indicada para tratamento de: infecções da pele e tecidos moles; infecções bronco pulmonares, septicemia estafilocócica e osteomielite; infecções das vias biliares causadas por germes Gram-positivos, Gram-negativos e por flora mista, na ausência de obstrução dos ductos biliares ou síndromes septicêmica.

Uso adulto e pediátrico - Uso injetável

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

Rifocina M é contra indicada em pacientes com antecedentes de hipersensibilidade às rifamicinas, com insuficiência hepática grave ou com obstrução total dos ductos biliares.

Posologia

Como usar Rifocina M?

A posologia média para adultos é de 2-3 ampolas repartidas em intervalos iguais de tempo;

Nas crianças, 6-30 mg por Kg de peso corpóreo, em 2-3 doses, regularmente repartidas nas 24 horas.

Em formas particularmente graves e sempre a critério médico, tais doses podem ser aumentadas.

Para obter melhores resultados terapêuticos, continuar a administração por alguns dias após o desaparecimento da febre, e evitar doses insuficientes.

Efeitos Colaterais

Quais os males que este medicamento pode me causar?

A Rifocina M é geralmente bem tolerada; em raros casos poderão haver reações de hipersensibilidade com erupção cutânea; raramente poderá ocorrer edema de glote e choque anafilático.

Excepcionalmente poderão ocorrer distúrbios gastrintestinais (náuseas, vômitos ou diarreia) ou hepáticos (elevação moderada da bilirrubina e/ou de transaminases e icterícia). Poderá haver coloração alaranjada da pele, mucosas, lágrimas e urina.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

Tem-se relatado casos de germes mutantes resistentes durante o tratamento (fundamentalmente estafilococos) e este fato deve ser considerado nos casos de falha terapêutica nas quais deve-se mudar o antibiótico.

Nos casos de bacteremia comprovada, as concentrações séricas de rifamicina não são bactericidas para todos os germes implicados e portanto deve-se utilizar terapia combinada com outros antibióticos.

A rifamicina compete com a excreção biliar de bilirrubina e de bromosulfaleína no trato biliar.

Por este motivo pode-se observar um aumento transitório dos níveis séricos destas substâncias, particularmente em pessoas com disfunção hepática.

Nestes pacientes aconselha-se realizar avaliações das funções hepáticas utilizando-se amostras de sangue na manhã anterior à primeira administração do produto.

Em pacientes com insuficiência renal, a posologia, a princípio, é a habitual, porém em tratamentos prolongados e em doses elevadas, deve-se avaliar as concentrações séricas do antibiótico.

Rifocina M contém metabissulfito de potássio, o qual pode desencadear reações alérgicas incluindo choque anafilático ou episódios asmáticos menos severos em pessoas sensíveis.

A prevalência geral de sensibilidade ao sulfito na população em geral não é conhecida e provavelmente seja baixa.

A sensibilidade ao sulfito é observada mais frequentemente em pessoas asmáticas.

Rifocina M na gravidez e lactação: este medicamento não deve ser administrada durante a gravidez e a lactação a menos que a juízo do médico, os benefícios potenciais superem os prováveis riscos do tratamento.

Interações Medicamentosas

Têm sido relatadas interações de possível significado clínico com os anticoagulantes, antidiabéticos orais, compostos digitálicos e anticoncepcionais orais.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada deste medicamento?

Em caso de superdosagem poderá ocorrer icterícia decorrente da maior captação do antibiótico pela célula hepática e que desaparece espontaneamente em 24 a 48 horas.

Composição

Rifocina M 150 mg

Cada ampola de 3 ml contém:

Rifamida......................................................................150 mg

Rifocina M 75 mg

Cada ampola de 1,5 ml contém:

Rifamida.......................................................................75 mg

Apresentação:

  • Rifocina M Solução injetável 150 mg - caixas com 5 e 25 ampolas.​
  • Rifocina M Solução injetável 75 mg - caixas com 5 e 25 ampolas.

Armazenamento

Onde como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

Conservar em lugar fresco e ao abrigo da luz.

Prazo de validade: desde que sejam observados os cuidados de armazenamento Rifocina M apresenta prazo de validade de 2 anos.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar este medicamento?

Caso você se esqueça de tomar uma das doses, tome-a assim que possível, no entanto, se estiver próximo do horário da dose seguinte, espere por este horário, respeitando sempre o intervalo determinado pela posologia.

Nunca tome duas doses de uma só vez.

Laboratório

Sanofi Aventis Farmacêutica Ltda.

SAC: 0800-703 00 14

publicidade