Psicosedin

publicidade

Bula do remédio Psicosedin. Princípios Ativos Cloridrato de Clordiazepoxido.

Indicação

Para que serve Psicosedin?

Estados de tensão e ansiedade.

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

Pacientes com história de hipersensibilidade aos benzodiazepínicos ou a qualquer componente da fórmula. gravidez e lactação. deve-se evitar o tratamento prolongado em mulheres com chance de procriar.

Posologia

Como usar Psicosedin?

Nas formas de pequena e média gravidade, a dose recomendada é de 1 comprimido de 10 mg, 3 a 4 vezes ao dia. Nas formas graves 2 comprimidos de 10 mg, 2 a 4 vezes ao dia. Nos casos mais graves, ou quando se deseja importante efeito miorrelaxante, recomenda-se 1 comprimido de 25 mg 3 a 4 vezes ao dia.

Pacientes idosos: 1 comprimido de 10 mg por dia.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Hipotensão, taquicardia, erupção cutânea, edema, irregularidade menstrual, náusea, constipação, sintomas extrapiramidais, assim como aumento ou diminuição da libido. alterações no eeg foram observadas. discrasias sangüíneas, icterícia e disfunção hepática foram relatadas ocasionalmente durante o tratamento. como ocorre com todos os hipnóticos, sedativos e tranqüilizantes, durante tratamento prolongado, existe o risco de farmacodependência em pessoas predispostas. sua interrupção abrupta pode ocasionar sintomas de abstinência. recomenda-se redução gradual da posologia.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

Segundo a dose e a sensibilidade do paciente, sua capacidade de reagir poderá ser influenciada. desta forma, durante o tratamento , o paciente não deve dirigir veículos ou operar máquinas, pois sua habilidade e atenção podem estar prejudicadas. precauções devem ser tomadas ao se administrar psicosedin (cloridrato de clordiazepóxido) a pacientes com miastenia gravis, devido ao relaxamento muscular preexistente. nos pacientes idosos ou portadores de insuficiência renal ou hepática, a dose deverá ser adaptada à tolerância individual, muito variável de paciente para paciente. Os benzodiazepínicos não são indicados para o tratamento primário de doença psicótica, assim como também não devem ser utilizados isoladamente no tratamento da depressão ou ansiedade associada a depressão devido ao risco de suicídio. Os benzodiazepínicos devem ser utilizados com
extrema cautela em pacientes com história de uso de drogas e álcool.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Lavagem gástrica e terapêutica de apoio.

Antídoto específico: Flumazenil.

Composição

Cada comprimido contém 10 mg ou 25 mg de cloridrato de clordiazepóxido.

Excipientes: lactose, amido, goma arábica (comp. de 10 mg), estearato de magnésio, talco, Eudragit, propanona, isopropanol,
dióxido de titânio, carbowax, corante (comp. de 10 mg), polivinilpirrolidona (comp. de 25 mg), celulose microcristalina (comp. de 25 mg), água.

Armazenamento

Onde como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

O produto deve ser mantido em sua embalagem original ao abrigo da luz, umidade e calor. Seu prazo de validade está impresso na embalagem externa. Não use produto com prazo de validade vencido.

Apresentação

PSICOSEDIN 10 mg e 25 mg (cloridrato de clordiazepóxido)
comprimido - embalagem com 20 comprimidos.

USO ADULTO

Interações Medicamentosas

Os pacientes devem abster-se de bebidas alcoólicas, pois as reações individuais são imprevisíveis. Seu efeito sedativo pode ser intensificado por drogas de ação central, tais como neurolépticos, tranqüilizantes, antidepressivos, hipnóticos, analgésicos e anestésicos. Embora estudos clínicos não tenham estabelecido a relação causa/efeito, foram relatados efeitos variáveis na coagulação em pacientes recebendo clordiazepóxido e anticoagulantes.

interações de mínimo valor clínico foram relatadas com a cimetidina.

Laboratório

LABORATÓRIO AMERICANO DE FARMACOTERAPIA S.A.

RUA NOVA YORK, 245 - 04560-908 -SÃO PAULO - SP - SAC 0800 11 4033

publicidade