Proflam

publicidade

Bula do remédio Proflam. Classe terapêutica dos Analgésicos, Antiartriticos, Antiinflamatórios e Antireumáticos. Princípios Ativos Aceclofenaco.

Indicação

Para que serve Proflam?

Proflam está indicado para o tratamento de processos dolorosos e inflamatórios tais como: dores de dentes, traumatismos, dores musculares (ex: lombares), dores pós-cirúrgicas (após o parto normal, após extração dentária), dores nas articulações dos ombros e reumatismos.

Também é eficaz no tratamento crônico de processos inflamatórios como artrite reumatoide, osteoartrite e espondilite anquilosante.

Uso adulto - Uso oral

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

Proflam (aceclofenaco) é contraindicado em caso de hipersensibilidade (alergia) conhecida ao aceclofenaco e/ou a qualquer componente da formulação.

Proflam (aceclofenaco) está contraindicado em crianças menores de 12 anos.

O aceclofenaco não deve ser administrado para pacientes alérgicos ao diclofenaco, pois relata-se a ocorrência de reações alérgicas graves nestes pacientes quando em tratamento com agentes anti-inflamatórios não esteroidais.

Também não deve ser administrado a aqueles que sofrem de broncoespasmo, urticária ou rinite aguda devido ao ácido acetilsalicílico ou a outros anti-inflamatórios não-esteroidais.

Proflam (aceclofenaco) não deve ser usado em pacientes com úlcera péptica em fase ativa.

Pacientes que sofrem de tontura e vertigem ou outros distúrbios nervosos devem evitar tomar medicamentos anti-inflamatórios não-esteroidais quando vão operar automóveis ou outros equipamentos perigosos até que se saiba como uma droga em particular os afeta.

Farmacocinética

Como funciona este medicamento?

Proflam (aceclofenaco) é uma droga anti-inflamatória não-esteroidal que é estruturalmente semelhante ao diclofenaco.

Apresenta efeitos na inflamação, possuindo propriedades analgésicas e anti-inflamatórias, o que leva ao alívio de diversas condições dolorosas.

O efeito analgésico do produto se inicia cerca de 30 minutos após a ingestão do comprimido.

Posologia

Como usar Proflam?

A dose usual é de 1 comprimido de 100 mg por via oral a cada 12 horas.

A duração do tratamento varia de acordo com cada caso e deve ser orientada pelo médico.

Para cada indicação e característica do paciente, a posologia deve ser individualizada.

  • Proflam em Pacientes Geriátricos

A dose para idosos deve ser a mesma que a usual para adultos.

Entretanto, como com qualquer outro anti-inflamatório não-esteroidal, o tratamento requer cuidados, já que os pacientes geriátricos, em geral, são mais susceptíveis às reações adversas destas substâncias.

  • Proflam na Insuficiência Renal

Não há evidências de que a dose de aceclofenaco deva ser modificada em pacientes com insuficiência renal leve, bem como não há dados suficientes que suportem o uso de Proflam (aceclofenaco) em pacientes com insuficiência renal grave.

  • Proflam na Insuficiência Hepática

Para pacientes com insuficiência hepática leve é indicado uma dose única diária de 100 mg.

A segurança do uso de drogas anti-inflamatórias não-esteroidais em pacientes com insuficiência hepática de intensidade leve a moderada não foi estudada.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

A maioria dos efeitos adversos observados são de intensidade leve e reversíveis.

As seguintes reações adversas são as mais frequentemente observadas:

  • Gastrintestinais: mal estar gástrico geral, dor abdominal, náusea e diarreia, gases, irritação gastrintestinal incluindo gastrites e úlceras pépticas, constipação e vômitos.
  • Sistema nervoso central e periférico: tonturas e vertigem.
  • Dermatológicas: coceira, erupções cutâneas e vermelhidão (menos de 1% dos casos) .
  • Orgânicos gerais: cefaleia, fadiga, edema facial, acessos de calor e reações alérgicas, incluindo choque anafilático.
  • Alterações dos testes laboratoriais: enzimas hepáticas, ureia, creatinina e fosfatase alcalina séricas aumentadas.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

A critério médico, orienta-se fazer um acompanhamento dos pacientes em tratamento prolongado com anti-inflamatórios não hormonais (ex: hemograma, provas de função hepática e renal).

Recomenda-se cautela quando da administração do aceclofenaco nos seguintes grupos de pacientes: portadores de qualquer doença gastrintestinal e que tenham história anterior de úlcera péptica; pacientes com história de descompensação cardíaca, hipertensão severa ou outras condições que predisponham à retenção de líquidos; pacientes com insuficiência renal; pacientes convalescentes de cirurgias.

Em pacientes com alterações da função hepática (fígado), a dose de aceclofenaco deve ser reduzida.

Como com qualquer outros agente anti-inflamatório não-esteroidal, o tratamento de pacientes idosos deve ser conduzido com cautela.

A segurança e a eficácia do aceclofenaco em crianças menores de 12 anos de idade não foram estabelecidas.

Proflam na gravidez e lactação: não deve ser administrado quando houver suspeita ou durante a gravidez e lactação, a não ser que, a critério médico, os benefícios do tratamento esperados para a mãe superem os riscos potenciais para o feto.

Você deve informar o médico se está amamentando.

Interações medicamentosas

A administração de anti-inflamatórios não-esteroidais com ácido acetilsalicílico não é recomendado porque a terapia concomitante pode aumentar a frequência dos efeitos colaterais.

As drogas anti-inflamatórias não-esteroidais aumentam a atividade do lítio e da digoxina.

O controle da pressão sanguínea de pacientes sob tratamento com beta-bloqueadores, inibidores da eca e diuréticos deve ser cuidadosamente monitorado em caso de administração concomitante de agentes anti-inflamatórios não-esteroidais.

Pacientes em tratamento com este tipo de substância e concomitante tratamento com diuréticos poupadores de potássio podem apresentar aumento do potássio no sangue.

A administração de drogas anti-inflamatórias não-esteroidais com anti-coagulantes exige acompanhamento cuidadoso e provável ajuste de dosagem do agente anti-coagulante.

Existem relatos isolados de hiperglicemia e hipoglicemia em pacientes diabéticos tomando aceclofenaco.

Sendo assim, o médico deve levar em conta a possibilidade do ajuste de dosagem de agentes anti-diabéticos orais.

Os anti-inflamatórios não-esteroidais podem aumentar o potencial de toxicidade da ciclosporina e do metotrexato.

Ingestão concomitante com outras substâncias

Recomenda-se informar o médico caso haja uso concomitante de medicamentos que contenham lítio, digoxina, anti-coagulantes, anti-diabéticos orais, diuréticos e outros analgésicos.

Não são conhecidas interações deste medicamento com alimentos e álcool.

Entretanto, recomenda-se não ingerir bebidas alcóolicas durante o tratamento.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Se houver suspeita ou a constatação do uso de Proflam (aceclofenaco) em doses maiores do que a recomendada, procure o atendimento médico imediatamente.

O tratamento é feito de acordo com o quadro e a gravidade dos sintomas que podem surgir como: irritação e hemorragia gastrintestinais, hipotensão, insuficiência renal, depressão respiratória e convulsões.

Composição

Cada unidade contém:

aceclofenaco.......................................................................100 mg
excipiente q.s.p. ...............................................................1 comprimido

Excipientes: croscarmelose sódica, palmitato de estearato glicerol, povidona, celulose microcristalina, hipromelose, macrogol e dióxido de titânio.

Apresentação: comprimido revestido - embalagens contendo 6 ou 12 comprimidos.

Armazenamento

Onde como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

Conservar o produto em temperatura ambiente (entre 15ºC e 30ºC).

O prazo de validade do medicamento encontra-se impresso na embalagem externa.

Aspecto físico: comprimido revestido, redondo, biconvexo, vincado, branco.

Laboratório

Eurofarma Laboratórios Ltda.

SAC: 0800-704-3876

Dizeres Legais

M.S.: 1.0043.0817
Farm. Resp.: Dra. Sônia Albano Badaró – CRF-SP 19.258

publicidade