Pondera

Bula de Pondera

Bula do remédio Pondera. Classe terapêutica dos Antidepressivos. Princípios Ativos Paroxetina.

publicidade

Indicação

Para quê serve Pondera?

Tratamento da depressão, incluindo as formas graves e as acompanhadas por ansiedade, dos sintomas do transtorno obsessivo compulsivo e para o tratamento dos sintomas da doença do pânico com ou sem agorafobia.

Via oral - Uso adulto

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

Pacientes com conhecida hipersensibilidade à droga ou a qualquer componente do produto.

Pondera não deve ser usado concomitantemente com inibidores da MAO.

Posologia

Como usar Pondera?

Adultos:

O tratamento pode ser iniciado com 1/2 comprimido (10 mg) ao dia, ou a critério médico.

Se necessário acrescentar 1/2 comprimido (10 mg) ao dia, semanalmente até atingir a dose ideal recomendada, conforme a indicação.

Depressão: a dosagem máxima é de 50 mg ao dia.

Transtorno obsessivo compulsivo: a dose ideal recomendada é de 40 mg ao dia. A dosagem máxima é de 60 mg ao dia.

Doença do pânico: a dose ideal recomendada é de 40 mg ao dia. A dosagem máxima é de 50 mg ao dia. Deve ser administrado em dose única diária, pela manhã, juntamente com alimentação.

O tratamento deve ser descontinuado gradativamente.

Não é recomendado em crianças e no caso de pacientes idosos, a posologia deve ser iniciada com 1/2 comprimido (10 mg) ao dia, ou a critério médico.

Abuso e dependência: até o momento, não existem relatos que evidenciem ser o cloridrato de paroxetina uma droga capaz de causar abuso ou dependência.

Efeitos Colaterais

Quais os males que este medicamento pode me causar?

Náusea, sonolência, sudorese, tremor, astenia, boca seca, insônia e disfunção sexual (incluindo impotência e distúrbios de ejaculação), vertigem, vômito, diarréia, inquietação, alucinações e hipomania, erupção cutânea, hipotensão postural, movimentos distônicos da face, língua e olhos, boca seca, constipação e sonolência, agitação, tremor, sudorese e confusão foram relatados após descontinuação abrupta do tratamento.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

Recomenda-se cautela no tratamento de pacientes com problemas cardíacos, com epilepsia, história de mania ou que estejam em tratamento com anticoagulantes orais.

A droga deve ser descontinuada em qualquer paciente que apresente convulsão embora não esteja associada à deterioração das funções cognitiva ou psicomotora.

Pondera na gravidez e aleitamento: não deve ser usado durante a gravidez ou em mulheres que estejam amamentando.

Interações Medicamentosas

Quando Pondera é co-administrado com uma droga inibidora do metabolismo, o uso da dose mínima deve ser considerado.

O uso concomitante de álcool por pacientes deprimidos recebendo Pondera não é aconselhável.

A administração de Pondera e lítio deve ser feita com cautela.

A co-administração de Pondera e fenitoína não é aconselhada.

A co-administração de Pondera com outros anticonvulsivantes também pode ser associada a um aumento da incidência de experiências adversas.

Composição

Cada comprimido de Pondera 15 mg contém:

cloridrato de paroxetina ............................................................................................................15 mg

Excipientes q.s.p. ........................................................................................................ 1 comprimido

Excipientes: fosfato de cálcio dibásico, amidoglicolato de sódio, dióxido de silício coloidal, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de titânio, óxido de ferro amarelo.

Cada comprimido de Pondera 25 mg contém:

cloridrato de paroxetina .......................................................................................................... 25 mg

Excipientes q.s.p. ......................................................................................................... 1 comprimido

Excipientes: fosfato de cálcio dibásico, amidoglicolato de sódio, dióxido de silício coloidal, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de titânio, óxido de ferro amarelo.

Cada comprimido de Pondera 40 mg contém:

cloridrato de paroxetina ........................................................................................................... 40 mg

Excipientes q.s.p. ......................................................................................................... 1 comprimido

Excipientes: fosfato de cálcio dibásico, amidoglicolato de sódio, dióxido de silício coloidal, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de titânio, sicovit laca indigotina

Apresentação:

  • Pondera 15 mg Embalagem com 20 comprimidos revestidos.
  • Pondera 25 mg Embalagem com 20 comprimidos revestidos.
  • Pondera 40 mg Embalagem com 20 comprimidos revestidos.

Farmacocinética

Como funciona este medicamento?

O cloridrato de paroxetina é bem absorvido após administração oral e sofre metabolismo de primeira passagem.

O cloridrato de paroxetina é extensivamente distribuído nos tecidos.

A ligação protéica, no plasma, do cloridrato de paroxetina, em concentrações terapêuticamente relevantes, é cerca de 95%.

A meia-vida de eliminação é variável, mas geralmente é cerca de 1 dia.

O estado de equilíbrio dos níveis sistêmicos é atingido em 7-14 dias após o início do tratamento e a farmacocinética parece não se alterar durante o tratamento prolongado.

O tratamento prolongado com Pondera (cloridrato de paroxetina) conserva a eficácia por períodos de pelo menos um ano.

E estudos controlados por placebo, a eficácia de Pondera (cloridrato de paroxetina) no tratamento da Doença do Pânico tem se mantido por pelo menos um ano.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada deste medicamento?

Uma ampla margem de segurança é evidente a partir dos dados disponíveis.

As superdosagem com Pondera demonstraram os seguintes sintomas: náusea, vômito, tremor, pupila dilatada, boca seca, irritabilidade, sudorese e sonolência, mas não coma ou convulsão.

Não se conhece um antídoto específico, porém a rápida administração de carvão ativado pode retardar a absorção do cloridrato de paroxetina.

Armazenamento

Onde como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

Conservar em temperatura ambiente (entre 15° e 30°C).

Proteger da umidade.

Desde que observado os devidos cuidados de conservação, o prazo de validade do produto é de 24 meses, contados a partir da data de fabricação impressa em sua embalagem externa.

Laboratório

Eurofarma Laboratórios Ltda.

SAC: 0800-704-3876

Dizeres Legais

Apresentações de 40 mg: Reg. MS - 1.0043.0637
Apresentações de 15 mg, 25 mg: Reg. MS - 1.0043.0947
Farm. Resp.: Dra. Sônia Albano Badaró - CRF-SP 19.258
SAC: 0800-704-3876

Venda sob prescrição médica
Só pode ser vendido com retenção de receita

publicidade