Maracugina

Bula de Maracugina

Bula do remédio Maracugina. Classe terapêutica dos Calmante Fitoterápico. Princípios Ativos Passiflora alata, Erythrina mulungu e Crataegus oxyacantha.

publicidade

Indicação

Para quê serve Maracugina?

Maracugina é indicada no tratamento dos estados de nervosismo, estresse, distúrbios do sono, ansiedade com palpitações cardíacas e distúrbios gastrintestinais ligados ao nervosismo.

Os sinais de melhora nos sintomas podem ocorrer em um prazo variável de dias, após o início do tratamento.

Uso adulto acima de 12 anos - Uso oral

Farmacocinética

Como funciona este medicamento?

A Maracugina é um produto composto de plantas medicinais cujos princípios ativos atuam como sedativos e calmantes, prolongando o período de sono.

Os sinais de melhora nos sintomas podem ocorrer em um prazo variável de dias, após o início do tratamento.

Posologia

Como usar Maracugina?

Adultos (acima de 12 anos): 1 a 2 comprimidos revestidos 3 vezes ao dia após às refeições.

A duração do tratamento por uso contínuo não deve ultrapassar 3 meses sempre respeitando a dosagem recomendada.

Períodos maiores de uso deste medicamento somente através de orientação médica.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Efeitos Colaterais

Quais os males que este medicamento pode me causar?

Nas doses recomendadas não são conhecidos efeitos colaterais ao medicamento.

Raramente podem ocorrer efeitos colaterais como náuseas, vômitos, dor de cabeça.

Pode ocorrer a queda da pressão arterial e dos batimentos cardíacos.

Durante a utilização de preparações comerciais de Crataegus oxyacantha, um pequeno grupo de pacientes apresentou alguns efeitos colaterais, tais como:

Fadiga, transpiração, náusea e coceira na pele, os quais desapareceram com a suspensão do tratamento.

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

O produto é contra-indicado para pacientes que apresentarem antecedentes de hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula.

Maracugina na gravidez: este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião dentista”.

Este medicamento é contra-indicado para menores de 12 anos.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

Durante o tratamento, o paciente não deve dirigir veículos ou operar máquinas.

O extrato de Crataegus oxyacantha também é usado para cólicas e atua como relaxante muscular do intestino e útero podendo ser prejudicial durante a gravidez.

Interações Medicamentosas

Medicamentos à base de maracujá não devem ser associados a bebidas alcoólicas nem a outros medicamentos com efeito sedativo, hipnótico, antialérgico, hipotensores arteriais (que abaixa a pressão alta), heterosídeos cardiotônicos (digoxina).

Medicamentos que não devem ser tomados com Maracugina:

  • Sedativos: Fenobarbital e tiopental.
  • Hipnóticos: Codeína,Cloridrato de meperidina, Sulfato de morfina, flunitrazepam, trizolam, midazolam, oxazepam, clordiazepóxido, clonazepam, 3
  • Antialérgicos: Betametasona, dexclorfeniramina, Budesonida, Dexametasona, Triancinolona, Hidrocortisona.
  • Anticoagulantes: Warfarina
  • Inibidores da MAO: Fenelzina, Iproniazida, Isocarboxazida, Armalina, Nialamida, Pargilina, Selegilina, Toloxatona, Tranilcipromina e Moclobemida.
  • Hipotensores arteriais: Furosemida, Hidroclortiazida.
  • Heterosídeos Cardiotônicos: Digoxina.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada deste medicamento?

Doses excessivas poderão provocar sono prolongado e diminuição da atenção e dos reflexos.

Se a ingestão do medicamento for alta, ou seja, bem maior do que a recomendada, deve-se procurar socorro médico a fim de aliviar os efeitos causados pelo medicamento.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível.

Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar este medicamento?

No caso de esquecimento de administração, reintroduzir a medicação, não devendo, portanto, dobrar a dose porque esqueceu de tomar a dose anterior.

Composição

Cada comprimido revestido contém:

Extrato seco de Passiflora alata, Ailton (Maracujá) – (Folhas)......................................... 25,00 mg (1,5% de flavonóides totais expressos em vitexina) Farmacopéia Européia

Extrato seco de Erythrina mulungu, Martius – (Cascas)...................................................12,50 mg

Extrato seco de Crataegus oxyacantha, Linné – (Folhas).................................................12,50 mg (1,5% de flavonóides totais expressos em vitexina) Farmacopéia Européia

Excipiente q.s.p. ...................................................................................... 1 comprimido revestido

Excipientes: fosfato de cálcio dibásico diidratado, álcool etílico, amido, povidona, estearato de magnésio, copolímero metacrilato, talco, dióxido de titânio, macrogol, álcool isopropílico.

Apresentação:

Embalagem contendo 45 comprimidos revestidos

Armazenamento

Onde como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

Maracugina deverá ser conservado evitando o calor excessivo (temperatura superior a 40ºC) e proteger da luz e umidade.

Guarde-o em sua embalagem original.

Aspecto físico:

Maracugina apresenta-se na forma de comprimido biconvexo, circular, revestido e liso, coloração bege e revestimento branco

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento.

Laboratório

Hypermarcas S.A.

SAC: 080077-17017

Dizeres Legais

Reg. MS – 1.7287.0051

Farm. Resp.: Carlos Takashi Maki - CRF-SP nº 5606

SAC:0800 7717017

publicidade