Maracugina

Bula do remédio Maracugina. Classe terapêutica dos Calmantes Fitoterápicos. Princípios Ativos Passiflora alata, Erythrina mulungu e Crataegus oxyacantha.

Indicação

Para que serve?

Maracugina em comprimido ou líquida é indicada no tratamento de estados de nervosismo, estresse e excitação, problemas do sono e no tratamento da ansiedade e nervosismo com palpitações cardíacas e problemas gastrintestinais, em adultos e crianças com mais de 12 anos de idade.

Outras alternativas de calmantes naturais fitoterápicos, à base de plantas, podem ser o Calman, Valeriana ou Kava Kava.

Farmacocinética

Como funciona?

Maracugina é um produto composto por plantas com propriedades medicinais, Passiflora alata, Erythrina mulungu e Crataegus oxyacantha, que apresenta propriedades sedativas e calmantes para o organismo.

Maracugina é um produto sedativo e calmante, capaz de prolongar o período de sono e de tratar casos de insônia associada ao nervosismo, estresse e excitação.

Posologia

Como usar?

Maracugina em comprimido

  • Adultos e crianças com mais de 12 anos: a dose recomendada varia de 1 a 2 comprimidos, administrados 3 vezes por dia, de preferência após as refeições. A duração do tratamento com Maracugina nunca deve exceder os 3 meses de tratamento sem orientação médica.

Os comprimidos de Maracugina devem ser engolidos inteiros, juntamente com um copo de água, sem partir ou mastigar.

Maracugina líquida

  • Adultos e crianças com mais de 12 anos: a dose recomendada é de 15 ml diários, administrados 3 vezes por dia em doses de 5 ml, equivalente a 1 colher de chá ou 1 copo doseador cheio.
publicidade

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Alguns dos efeitos colaterais de Maracugina podem incluir sonolência, náusea, vômito, dor de cabeça, diminuição da pressão arterial e dos batimentos cardíacos.

Contraindicações

Quando não devo usar?

Maracugina está contraindicado para crianças com menos de 12 anos de idade, pacientes com alergia aos extratos de Passiflora alata, Erythrina mulungu ou Crataegus oxyacantha ou a algum dos componentes da fórmula.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

Antes de usar Maracugina, deverá falar com o seu médico se estiver grávida ou amamentando,

Durante o tratamento com Maracugina deve tomar especial cuidado ao dirigir veículos ou máquinas, pois este medicamento pode causar sonolência.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Em caso de toma excessiva de Maracugina​, deve dirigir-se ao hospital mais próximo, levando a embalagem ou bula do medicamento.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar este medicamento?

Caso ocorra o esquecimento da administração de uma dose de Maracugina deve tomar a dose esquecida logo que se lembre, ajustando posteriormente os horários das doses seguintes em função da hora a que tomou a dose esquecida. As doses de Maracugina nunca devem ser administradas em dobro ou em horários muito próximos.

Composição

Maracugina comprimido por cada comprimido revestido contém:

Extrato seco de Passiflora alata, Ailton - Maracujá ___ 25,00 mg - Equivalente a 1,5% de flavonóides totais expressos em vitexina

Extrato seco de Erythrina mulungu, Martius ________ 12,50 mg

Extrato seco de Crataegus oxyacantha, Linné ______ 12,50 mg - Equivalente a 1,5% de flavonóides totais expressos em vitexina

Excipiente _______________________________ 1 comprimido

(Excipientes: fosfato de cálcio dibásico diidratado, álcool etílico, amido, povidona, estearato de magnésio, copolímero metacrilato, talco, dióxido de titânio, macrogol, álcool isopropílico).

Maracugina líquida por cada 1 ml contém:

Extrato seco de Passiflora alata, Ailton - Maracujá _ 0,132 ml/ml

Extrato seco de Erythrina mulungu, Martius ______ 0,066 ml/ml

Extrato seco de Crataegus oxyacantha, Linné ____ 0,066 ml/ml

Veículo _________________________________________ 1 ml

Interações Medicamentosas

Maracugina não deve ser administrado em conjunto com alguns medicamentos ou substâncias sem orientação médica, como bebidas alcoólicas, outros medicamentos com efeito sedativo como Fenobarbital e Tiopental, hipnótico como Codeína, Cloridrato de meperidina, Sulfato de morfina, Flunitrazepam, Trizolam, Midazolam, Oxazepam, Clordiazepóxido e Clonazepam, ou antialérgico como Betametasona, Dexclorfeniramina, Budesonida, Dexametasona, Triancinolona e Hidrocortisona, medicamentos que diminuem a pressão arterial como Furosemida e Hidroclortiazida, heterosídeos cardiotônicos como Digoxina, anticoagulantes como Warfarina, medicamentos inibidores da MAO como Fenelzina, Iproniazida, Isocarboxazida, Armalina, Nialamida, Pargilina, Selegilina, Toloxatona, Tranilcipromina e Moclobemida.

Maracugina dá sono?

Sim Maracugina dá sono, pois é um remédio com propriedades sedativas e calmantes, que causa sonolência.

Laboratório

Hypermarcas S.A.

- SAC: 0800 97 99 900

Dizeres Legais:

Ms: 1.7287.0051​
Farm. Resp.: Carlos Takashi Maki

publicidade
< Mansil < Maracugina > Marbopet >