Mantidan

Bula de Mantidan

Bula do remédio Mantidan. Classe terapêutica dos Antiparkinsonianos. Princípios Ativos Amantadina e Cloridrato de Amantadina.

publicidade

Indicação

Para quê serve Mantidan?

Mantidan (cloridrato de amantadina) é indicado no tratamento do parkinsonismo, nas reações extrapiramidais induzidas por drogas e na profilaxia e tratamento dos sinais e sintomas de infecções causadas pelo vírus influenza A.

Via oral - Uso adulto

Farmacocinética

Como funciona este medicamento?

Mantidan (cloridrato de amantadina) é bem absorvido por via oral.

Picos de concentrações plasmáticas são relatadas com doses de 200 mg/dia.

Em doses superiores a 200 mg/dia pode haver um aumento proporcional nestes picos.

É primariamente excretada na urina in natura por filtração glomerular e secreção tubular.

Oito metabólitos da amantadina podem ser identificados na urina humana.

Um metabólito, o composto N-acetilado está presente na urina humana numa proporção de cerca de 5-15% da dose administrada.

Em estudo clínico, níveis de acetilamantadina plasmática perfizeram 80% da concentração plasmática total de amantadina em 5 de 12 voluntários sadios, seguido da ingestão de 200 mg de amantadina.

Acetilamantadina não foi identificada no plasma dos outro 7 voluntários.

O papel deste metabólito em quadros de intoxicação é desconhecido.

Provavelmente há uma relação entre a concentração plasmática da amantadina e sua toxicidade, embora valores absolutos dos níveis séricos da amantadina e sua associação com efeitos colaterais não esteja estabelecido.

A farmacocinética da amantadina foi determinada em 24 adultos normais após a administração oral de 100 mg de amantadina.

Os picos de concentrações plasmáticas tiveram uma média ± DP de 0,22 ± 0,03 μg/ml.

O tempo necessário para atingir estas concentrações foi de 3,3 ± 1,5 horas.

A meia vida observada foi de 17 ± 4 horas, ou 16 ± 6 horas segundo outro estudo com 19 voluntários.

As concentrações plasmáticas da amantadina podem estar aumentada em indivíduos idosos e em portadores de insuficiência renal.

Posologia

Como usar Mantidan?

As doses da amantadina devem ser reduzidas em caso de insuficiência cardíaca congestiva, edema periférico, hipotensão ortostática ou insuficiência renal.

Profilaxia e tratamento de infecção pelo hemofilus A: 200 mg/dia (2 comprimidos de 100 mg).

Em indivíduos maiores de 65 anos a dose da amantadina é de 100 mg/dia.

Parkinsonismo: A dose usual é de 100 mg, 2 vezes ao dia, quando usado isoladamente.

O seu início de ação é de cerca de 48 horas.

Em indivíduos com doenças médicas associadas ou recebendo outros antiparkinsonianos, a dose inicial deve ser de 100 mg/dia e pode ser aumentada para 200 mg/dia se necessário após observação do quadro.

Doses de até 400 mg/dia podem ser utilizadas desde que monitoradas adequadamente.

Quando a amantadina é introduzida com a levodopa concomitantemente, o paciente exibe rápidos efeitos terapêuticos.

A amantadina deve ser mantida em doses constantes de 100 ou 200 mg/dia enquanto a levodopa vai sendo gradativamente aumentada.

Reações extrapiramidais induzidas por drogas: 200 a 300 mg/dia em doses divididas.

Efeitos Colaterais

Quais os males que este medicamento pode me causar?

Eventualmente pode ocorrer anorexia, náusea, diarréia, visão borrada e alterações da acuidade mental.

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

Mantidan (cloridrato de amantadina) está contra-indicado para indivíduos hipersensíveis a amantadina, com úlcera gástrica e duodenais e com histórico de epilepsia.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

Evite levantar-se abruptamente da posição horizontal ou mesmo sentado.

Tonturas podem ocorrer.

Avisar ao seu médico caso alguma das alterações a seguir ocorram: alterações mentais ou do humor, sudorese nas extremidades, dificuldade para urinar.

Não tome uma dose maior do que a prescrita devido ao risco de intoxicação.

Se não houver melhora em alguns dias, ou se diminuírem os efeitos da medicação, converse com o seu médico.

Mantidan na gravidez: não deve ser utilizado nos três primeiros meses da gravidez e no período de amamentação.

Informe seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término. Informar ao médico se está amamentando.

Durante o tratamento, o paciente deve evitar atividades arriscadas que exijam alerta e coordenação motora.

A segurança e a eficácia da amantadina em crianças menores de 1 ano não está estabelecida.

A dose do Mantidan (cloridrato de amantadina) deve ser reduzida em pacientes acima de 65 anos devido a diminuição na filtração renal observada nestes indivíduos.

Interações Medicamentosas

O uso concomitante deste medicamento com antialérgicos deve ser feito sob estrita orientação médica.

Evitar o uso abusivo de álcool, uma vez que a droga pode potencializar os seus efeitos no SNC (sistema nervoso central) como tontura, confusão e hipotensão ortostática, entre outros.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada deste medicamento?

Procure tratamento médico imediatamente caso suspeite de superdosagem.

Em casos de uma intoxicação aguda podem ocorrer distúrbios neuromusculares e sintomas de psicose aguda, às vezes de caráter anticolinérgico.

Midríase, estado de confusão mental, desorientação, alucinações visuais, delírio, hiper-reflexia, inquietação motora e, eventualmente, convulsões.

Após ingestão oral recente, efetuar lavagem gástrica.

Administrar líquidos por via oral ou endovenosa, eventualmente instituir diurese forçada, com colocação de sonda vesical.

Nas convulsões, administrar Diazepam.

Manter o paciente sob vigilância contínua.

Não existe um antídoto específico para Amantadina.

Composição

Cada comprimido de Mantidan 100 mg contém:

cloridrato de amantadina ................................................................. 100 mg

Excipientes q.s.p. ................................................................... 1 comprimido

Excipientes: amido de milho, lactose, talco e estearato de magnésio.

Apresentação:

  • Mantidan (cloridrato de amantadina) 100 mg
  • Embalagem contendo 20 comprimidos.

Armazenamento

Onde como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

Conservar em temperatura ambiente (entre 15º e 30º C).

Proteger da luz e umidade.

Desde que observado os devidos cuidados de conservação, o prazo de validade de Mantidan (cloridrato de amantadina) é de 24 meses, contados a partir da data de fabricação impressa em sua embalagem externa.

Número do lote - Data de fabricação - Vencimento: vide cartucho.

Laboratório

Eurofarma Laboratórios Ltda.

SAC: 0800-704-3876

Dizeres Legais

MS - 1.0043.0519

Farm. Resp.: Dra. Sônia Albano Badaró - CRF-SP 19.258

Sac: 0800-704-3876

publicidade