Magnostase

publicidade

Bula do remédio Magnostase.

Indicação

Para que serve Magnostase?

Tratamento de diarréias de origem bacteriana ou protozoária, ao lado das medidas de reidratação.

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

Nos pacientes sensíveis aos princípios ativos da fórmula ou com comprometimento da função hepática, gravidez e aleitamento. Crianças menores de 12 anos. Nas enterocolites pseudomembranosas após tratamento longo com clindamicina ou lincomicina. O uso concomitante de Magnostase e de medicamentos inibidores da monoaminoxidase é contra-indicado assim como anfetamínicos e descongestionantes nasais do tipo efedrina ou fenilefrina.

Posologia

Como usar Magnostase?

Comprimidos: adultos e crianças acima de 12 anos: 2 comprimidos de 6 em 6 ou de 8 em 8 horas. Suspensão: adultos e crianças acima de 12 anos: 4 colheres de chá de 6 em 6 ou de 8 em 8 horas. Obtidos os efeitos terapêuticos, reduzir paulatinamente a posologia, não diminuindo as doses, mas aumentando os intervalos entre as administrações do produto, até sua completa suspensão. A critério médico a posologia poderá ser aumentada ou reduzida de acordo com a gravidade do caso. A duração do tratamento não deve ultrapassar 7 dias. - Superdosagem: devido à presença do difenoxilato, uma superdosagem poderá determinar uma grave depressão respiratória e coma, levando eventualmente a uma lesão permanente do cérebro ou à morte. No caso de superdosagem aconselha-se provocar vômitos, lavagem gástrica e respiração mecânica. Deverá ser feita observação médica durante um período mínimo de 48 horas. A depressão respiratória pode ser tratada com um antagonista opióide (por exemplo, a naloxona).

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Secura da pele e mucosa, rubefação, hipertermia, taquicardia e retenção urinária especialmente em crianças. Náusea, cefaléia, urticária, vômitos, depressão, tonteira e anorexia também podem ocorrer.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

Deve ser administrado com máxima cautela aos doentes submetidos a tratamento com drogas, aditivos ou barbitúricos e em pacientes com insuficiência hepática ou renal grave. O uso de Magnostase deve ser acompanhado de medidas apropriadas de reidratação oral ou parenteral, no caso de diarréias intensas. Magnostase não deve ser administrado a crianças, as quais podem ser especialmente sensíveis a um eventual efeito depressor respiratório e do SNC pelo cloridrato de difenoxilato, sobretudo quando em superdosagem. O uso em idosos (acima de 65 anos) requer rigoroso acompanhamento médico. Interações medicamentosas: o produto não deve ser ingerido com bebidas alcoólicas, barbitúricos e tranqüilizantes.

Composição

Cada comprimido contém: atapulgita ativada(silicato de alumínio e magnésio) 300,0 mg; cloridrato de difenoxilato 2,5 mg; sulfato de atropina 25,0 mcg; furazolidona 50,0 mg; pectina 100,0 mg. Excipientes q.s.p. 1 comprimido. Cada colher de chá da suspensão (5 ml) contém: atapulgita ativada (silicato de alumínio e magnésio) 150,00 mg; cloridrato de difenoxilato 1,25 mg; sulfato de atropina 12,5 mcg; furazolidona 25,0 mg; pectina 50,00 mg. Veículo q.s.p. 5,00 ml.

Apresentação

Caixa com 20 comprimidos e suspensão em frasco com 60 ml.

Laboratório

Neo Química

SAC: 0800 97 99 900

publicidade