Lexotan

Bula do remédio Lexotan. O genérico de Lexotan é Bromazepam. Classe terapêutica dos Ansiolíticos. Princípios Ativos Bromazepam.

Indicação

Para que serve?

Lexotan é indicado para ansiedade, agitação, tensão e outras queixas físicas ou psicológicas associadas à síndrome de ansiedade, e também para o tratamento de transtornos do humor e esquizofrenia, em adultos.

Farmacocinética

Como funciona?

Lexotan tem na sua composição Bromazepam, um composto que quando usado em doses baixas, reduz seletivamente a tensão e a ansiedade, e que quando usado em em doses elevadas, tem efeito sedativo e relaxante.

A ação de Lexotan inicia-se cerca de 20 minutos após sua administração.

Posologia

Como usar?

A dose geralmente recomendada de Lexotan para adultos é de 1,5 mg a 3 mg, meio comprimido de Lexotan 3 mg a 1 comprimido de Lexotan 3 mg, 3 vezes por dia, nunca excedendo a dose máxima diária de 36 mg.

As doses de Lexotan devem ser decididas pelo seu médico, pois vão depender da gravidade e do tipo de problema a tratar. A duração total do tratamento com Lexotan não deve exceder um período máximo de 8 a 12 semanas de tratamento.

publicidade

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Alguns dos efeitos colaterais de Lexotan incluem confusão mental, perturbações emocionais, depressão, inquietação, agitação, irritabilidade, agressividade, ilusões, raiva, pesadelos, alucinações, psicose, comportamentos inadequados, dependência física e psíquica, sonolência, dores de cabeça, tontura, diminuição do estado de alerta, falta de coordenação motora, visão dupla, distúrbios gastrintestinais, reações cutâneas, fraqueza muscular, fadiga, quedas e fraturas, depressão respiratória ou parada cardíaca.

Contraindicações

Quando não devo usar?

Lexotan está contraindicado para crianças, mulheres grávidas ou amamentando, pacientes com insuficiência respiratória grave, doença do fígado grave, síndrome de apneia do sono e para pacientes com alergia ao Bromazepam ou a outros componentes da fórmula.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

Antes de usar Lexotan​, deverá falar com o seu médico se estiver a tomar outros medicamentos, tiver intolerância à galactose, tiver miastenia gravis ou de insuficiência respiratória crônica, tiver historial de abuso de alcóol ou drogas, estiver a tomar medicamentos que deprimem o sistema nervoso central, estiver com depressão ou ansiedade associada à depressão, tiver mais de 60 anos, tiver de dirigir veículos ou máquinas, sentir sonolência, cansaço, relaxamento muscular, dificuldade para andar, agitação, agressividade, irritação ou pesadelos, dor de cabeça, diarreia, dores musculares, ansiedade extrema, tensão, inquietude, confusão, irritabilidade, alterações de humor, ansiedade, distúrbios do sono, inquietude ou amnésia anterógrada.

Os benzodiazepínicos, como é o caso de Lexotan, apenas devem ser utilizados em último caso, em pacientes nos quais o transtorno se torna desconfortante ou mesmo incapacitante.

O tratamento com Lexotan nunca deve ser interrompido sem conhecimento do seu médico e os horários, as doses e duração do tratamento devem ser rigorosamente respeitados.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Em caso de toma excessiva de Lexotan, deve dirigir-se ao hospital mais próximo, levando a embalagem ou bula do medicamento. Quando administrado em doses excessivas Lexotan pode causar sonolência, falta de coordenação motora, dificuldades na fala, movimentos rápidos involuntários do globo ocular, ausência de reflexo, parada respiratória, pressão baixa, perda de função cardíaca e respiratória ou coma.

Composição

Lexotan 3 mg

Cada comprimido de Lexotan 3 mg contém:

Bromazepam ____________________________________ 3 mg
Excipientes ______________________________ 1 Comprimido

(Excipientes: celulose microcristalina, estearato de magnésio, lactose, talco e laca de eritrosina).

Lexotan 6 mg

Cada comprimido de Lexotan 6 mg contém:

Bromazepam ____________________________________ 6 mg
Excipientes ______________________________ 1 Comprimido

(Excipientes: celulose microcristalina, estearato de magnésio, índigo carmim, lactose, óxido de ferro amarelo e talco).

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar este medicamento?

Caso ocorra o esquecimento da administração de uma dose de Lexotan, deverá saltar a dose esquecida e tomar apenas a dose do horário seguinte. As doses de Lexotan nunca devem ser administradas a dobrar ou em horários muito próximos.

Interações Medicamentosas

Lexotan não deve ser administrado em conjunto com alguns medicamentos ou substâncias sem orientação médica, como antidepressivos, alguns analgésicos potentes, antipsicóticos, ansiolíticos, sedativos, anticonvulsivantes, antialérgicos sedativos, anestésicos, cimetidina, bebidas alcoólicas ou com outros medicamentos.

Lexotan engorda?

Lexotan pode causar fraqueza muscular e fadiga, tal como é referido na bula, e por isso em algumas pessoas pode fazer engordar.

Lexotan dá sono?

Lexotan é um remédio que dá sono, pois tem efeito sedativo e relaxante.

Laboratório

Roche Químicos e Farmacêuticos S.A.

SAC: 0800 7720 289

O genérico da Lexotan é o Bromazepam, porém outro remédio que também pode tratar a ansiedade além de Lexotan, pode ser o Ansitec.

Dizeres Legais:

MS: 1.0100.0043
Farm. Resp.: Tatiana Tsiomis Díaz

publicidade
< Lexapro < Lexotan > Liberaflux >