Lamivudina

Bula do remédio genérico Lamivudina. Classe terapêutica dos antirretrovirais. Princípios Ativos Lamivudina.

Indicação

Para que serve?

Lamivudina comprimidos é indicado para o tratamento da AIDS, hepatite B crônica e inflamação hepática ativa.

Uso Adulto e Pediátrico - Uso Oral

Posologia

Como usar?

A dose recomendada de Lamivudina para adultos e crianças deve ser administrada de acordo com a idade, peso e tipo de tratamento necessário para o paciente, seguindo as indicações e quantidades da tabela seguinte:

Tipo de Tratamento/Doença

Tipo de PacienteDosagemNúmero de doses por dia
Infeção pelo HIVAdultos com idade superior a 16 anos150 mg2 doses
Adultos com peso inferior a 50 kg2 mg por cada Kg2 doses
Crianças dos 3 meses aos 16 anos4 mg por cada Kg2 doses, com dose máxima de 300 mg por dia
Hepatite B crônicaAdultos100 mg1 dose
Crianças3 mg por cada Kg1 dose, com dose máxima de 100 mg por dia
Dosagem em casos de Insuficiência RenalClearance da Creatinina entre 10 - 50 ml/min150 mg1 dose
Clearance da Creatinina menor que 10 ml/min50 mg1 dose

O tratamento com Lamivudina nunca deve ser interrompido sem conhecimento do seu médico e os horários, as doses e duração do tratamento devem ser respeitados.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Em geral, a Lamivudina é bem tolerada pelos pacientes, no entanto alguns dos efeitos colaterais mais comuns incluem: neuropatia periférica, parestesia, pancreatite, sonolência, fadiga, cefaleia - dores de cabeça, insônia, tosse, dor abdominal, diarreia, náuseas e vômitos.

publicidade

Contraindicações

Quando não devo usar?

A administração de Lamivudina é contraindicada a: pacientes alérgicos à Lamivudina ou qualquer outro componente da fórmula, pacientes com história de pancreatite, doença renal, doença hepática, pacientes obesos, pacientes com fatores de risco conhecidos para doença hepática, pacientes com acidose lática ou hepatotoxicidade grave e a mulheres amamentando.

Farmacocinética

Como funciona?

A Lamivudina é um agente anti-retroviral sintético, um inibidor da transcriptase reversa análogo de nucleosídeo. É estruturalmente semelhante à zalcitabina. Após conversão no metabólito ativo, lamivudina inibe a replicação do retrovírus interferindo na polimerase viral - transcriptase reversa. A lamivudina é rapidamente absorvida após administração oral em pacientes infetados com HIV e a sua absorção não é afetada pela ingestão de alimentos. Apresenta um tempo de meia-vida de 2,5 horas, distribui-se no espaço extravascular, e é eliminada pela urina após 5 a 7 horas.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar?

Antes de tomar Lamivudina deverá falar com o seu médico ou farmacêutico se estiver grávida, planejando engravidar ou amamentando. A administração contínua de Lamivudina, em casos raros, pode causar pancreatite, pelo que o paciente deverá estar atento ao aparecimento dos seguintes sintomas: dor abdominal, náuseas, vômitos, ou alterações da amilase sérica. Em caso de aparecimento de algum destes sintomas deverá consultar o seu médico.

Lamivudina deve sempre ser administrada em conjunto com outros medicamentos para o tratamento do HIV e sempre usada segundo orientação médica, uma vez que o seu uso "sozinho" conduz a elevados níveis de resistência.

Lamivudina não cura a infecção pelo HIV ou AIDS e os pacientes que estejam a ser tratados com Lamivudina continuam em risco de transmitir o vírus do HIV para outras pessoas e de contrair infecções oportunistas.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Em caso de superdosagem de Lamivudina deve dirigir-se ao hospital mais próximo, levando a embalagem ou bula do medicamento, se possível.

Interações Medicamentosas

O tratamento com Lamivudina deve ser complementado com a utilização de outros medicamentos para o combate do HIV. Lamivudina geralmente é combinada com um inibidor da transcriptase reversa nucleosídeo, 1 ou 2 inibidores da protease ou com um inibidor da transcriptase reversa não nucleosídeo.
Antes de tomar Lamivudina informe o seu médico se estiver a tomar: Zidovudina, Trimetoprima ou Zalcitabina.

Laboratório

Instituto de Tecnologia em Fármacos/Farmanguinhos

Instituto de Tecnologia em Fármacos/Farmanguinhos - Av. Comandante Guaranys, 447 - Jacarepaguá, Rio de Janeiro, RJ - Brasil - Indústria Brasileira; - CNPJ/MF: 33.781.055/0049-80; - sac@far.fiocruz.br; - SAC 0800 024 1692

O remédio 3 em 1 para a AIDS é a combinação de Lamivudina com Viread e Efavirenz.

publicidade
< Lamitor < Lamivudina > Lanabol >