Keflex

Bula de Keflex

Bula do remédio Keflex. Classe terapêutica dos Antibióticos Sistêmicos. Princípios Ativos Cefalexina.

publicidade

Indicação

Para quê serve Keflex?

Keflex é indicado para o tratamento das seguintes infecções causadas por bactérias sensíveis à cefalexina: sinusites (inflamação dos seios da face), infecções do trato respiratório, otite média (inflamação do ouvido médio), infecções da pele e tecidos moles, infecções ósseas, infecções do trato geniturinário e infecções dentárias.

Via oral - Uso adulto e pediátrico

Farmacocinética

Como funciona este medicamento?

Apresenta ação bactericida, destruindo as bactérias causadoras do processo infeccioso.

Após a administração de Cefalexina em indivíduos normais, via oral, em jejum, a sua absorção é rápida e os níveis sanguíneos máximos são geralmente atingidos em 1 hora, apesar de o tempo necessário para atingir níveis máximos poderem variar.

Posologia

Como usar Keflex?

Adultos:

As doses para adultos variam de 1 a 4 g diários, em doses fracionadas.

A dose usual para adultos é de 250 mg a cada 6 horas.

Para faringites estreptocócicas, infecções da pele e estruturas da pele e cistites não complicadas em pacientes acima de 15 anos de idade, uma dose de 500 mg pode ser administrada a cada 12 horas.

O tratamento de cistites deve ser de 7 a 14 dias.

Para infecções mais graves ou aquelas causadas por micro-organismos menos sensíveis poderão ser necessárias doses mais elevadas.

Se doses diárias de cefalexina acima de 4 gramas forem necessárias, deve ser considerado o uso de uma cefalosporina parenteral, em doses adequadas.

Crianças:

A dose diária recomendada para crianças é de 25 a 50 mg/kg em doses fracionadas.

Para faringites estreptocócicas em pacientes com mais de um ano de idade, infecções do trato urinário leves e não complicadas e infecções da pele e estruturas da pele, a dose diária total poderá ser fracionada e administrada a cada 12 horas.

Keflex Líquido (250 mg/5 ml)

Dose de 25 mg/KgDose de 50 mg/Kg
Peso (Kg)Duas vezes ao diaQuatro vezes ao diaDuas vezes ao diaQuatro vezes ao dia

10

20

40

¼ colher-medida

½ colher-medida

1 colher-medida

½ colher-medida

1 colher-medida

2 colher-medida

½ colher-medida

1 colher-medida

2 colher-medida

½ colher-medida

2 colher-medida

4 colher-medida

Keflex Gotas (100 mg/ml)

Dose de 25 mg/KgDose de 50 mg/Kg
Peso (Kg)Duas vezes ao diaQuatro vezes ao diaDuas vezes ao diaQuatro vezes ao dia
4
5
6
7
8
6 gotas
7 gotas
8 gotas
9 gotas
10 gotas
12 gotas
13 gotas
14 gotas
15 gotas
16 gotas
12 gotas
14 gotas
16 gotas
18 gotas
20 gotas
24 gotas
28 gotas
32 gotas
36 gotas
40 gotas

Nas infecções graves a dose pode ser dobrada.

No tratamento da otite média, os estudos clínicos demonstraram que são necessárias doses de 75 a 100 mg/kg/dia em 4 doses fracionadas.

No tratamento de infecções causadas por estreptococos beta-hemolíticos, a dose terapêutica deve ser administrada, no mínimo, por 10 dias.

Nota: no conta-gotas que acompanha o produto, cada gota corresponde a aproximadamente 4,5 mg de cefalexina.

Efeitos Colaterais

Quais os males que este medicamento pode me causar?

Gastrintestinais: sintomas de colite pseudomembranosa podem aparecer durante ou após o tratamento com antibiótico.

Náuseas e vômitos têm sido relatados raramente.

A reação adversa mais frequente tem sido a diarréia, sendo raramente grave o bastante para determinar a cessação da terapia.

Tem também ocorrido dispepsia e dor abdominal.

Como acontece com algumas penicilinas ou cefalosporinas, têm sido raramente relatadas hepatite transitória e icterícia colestática.

Hipersensibilidade: foram observadas reações alérgicas na forma de erupções cutâneas, urticária, angioedema e raramente eritema multiforme, síndrome de Stevens-Johnson, ou necrólise tóxica epidérmica.

Essas reações geralmente desaparecem com a suspensão da droga.

Terapia de suporte pode ser necessária em alguns casos.

Anafilaxia também foi relatada.

Outras reações têm incluindo prurido anal e genital, monilíase genital, vaginite e corrimento vaginal, tonturas, fadiga e dor de cabeça, agitação, confusão, alucinações, artralgia, artrite e doenças articulares.

Tem sido raramente relatada nefrite intersticial reversível.

Eosinofilia, neutropenia, trombocitopenia e elevações moderadas da transaminase glutâmico-oxilacética no soro (TGO) e transaminase glutâmico-pirúvica no soro (TGP) têm sido referidas.

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

A cefalexina é contra-indicada em pacientes alérgicos as cefalosporinas.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

Gerais: Antes de ser instituída a terapêutica com a cefalexina, deve-se pesquisar cuidadosamente reações prévias de hipersensibilidade às cefalosporinas e às penicilinas.

Os derivados da cefalosporina-C devem ser administrados cuidadosamente a pacientes alérgicos à penicilina.

Reações agudas graves de hipersensibilidade podem levar à necessidade do uso de adrenalina ou outras medidas de emergência.

Há alguma evidência clínica e laboratorial de
imunogenicidade cruzada parcial entre as penicilinas e as cefalosporinas.

Foram relatados casos de pacientes que apresentaram reações graves (incluindo anafilaxia) a ambas as drogas.

Qualquer paciente que tenha demonstrado alguma forma de alergia, particularmente a drogas, deve receber antibióticos com cautela, não devendo haver exceção com a cefalexina.

Foi relatada colite pseudomembranosa com praticamente todos os antibióticos de amplo espectro (incluindo os macrolídeos, penicilinas semi-sintéticas e cefalosporinas); portanto, é importante considerar este diagnóstico em pacientes que apresentam diarréia em associação
ao uso de antibióticos.

Essas colites podem variar de gravidade, de leve a intensa com risco de vida.

Casos leves de colite pseudomembranosa usualmente respondem somente com a interrupção do tratamento.

Em casos moderados a graves, medidas apropriadas devem ser tomadas.

Os pacientes devem ser seguidos cuidadosamente para que qualquer reação adversa ou manifestação inusitada de idiossincrasia à droga possa ser detectada.

Se ocorrer uma reação alérgica à cefalexina, a droga deverá ser suspensa e o paciente tratado com drogas apropriadas (por ex.: Adrenalina ou outras aminas pressoras, anti-histamínicos ou corticosteróides).

O uso prolongado e/ou inadequado da cefalexina poderá resultar na proliferação de bactérias resistentes.

A observação cuidadosa do paciente é essencial.

Se uma superinfecção ocorrer durante a terapia, devem-se tomar as medidas apropriadas.

Quando indicada uma intervenção cirúrgica, esta deverá ser feita junto com a terapia antibiótica.

Antibióticos de amplo espectro devem ser prescritos com cuidado a pacientes com história de doença gastrointestinal, particularmente colite.

Atenção: este produto contém o corante amarelo de tartrazina que pode causar reações de natureza alérgica, entre as quais asma brônquica, especialmente em pessoas alérgicas ao ácido acetilsalicílico.

Atenção: este medicamento contém açúcar, portanto deve ser usado com cautela em portadores de diabetes.

Pacientes Idosos e outros grupos de risco: deve-se administrar com cautela Keflex nestes indivíduos.

Este medicamento é conhecido por ser substancialmente excretado pela via renal, e o risco de reações tóxicas devido ao medicamento pode ser grande em pacientes com insuficiência renal.

Devido aos pacientes idosos serem mais propensos a apresentarem função renal diminuída, a escolha da dose deve ser feita com cautela e a função renal deve ser monitorada.

Insuficiência renal: A cefalexina deve ser administrada com cuidado na presença de insuficiência renal grave, tal condição requer uma observação clínica cuidadosa, bem como exames de laboratório frequentes, porque a dose segura poderá ser menor do que a usualmente recomendada.

Keflex na Gravidez: Categoria de risco na gravidez - B

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.

Uso durante a lactação: A excreção da cefalexina no leite aumentou até 4 horas após uma dose de 500 mg, alcançando o nível máximo de 4 mcg/ml, decrescendo gradualmente, até desaparecer 8 horas após a administração; portanto, a cefalexina deve ser administrada com cuidado a mulheres que estão amamentando.

Interações Medicamentosas

Poderá ocorrer uma reação falso-positiva para glicose na urina com as soluções de Benedict ou Fehling ou com os comprimidos de sulfato de cobre para teste.

A eliminação da cefalexina pelos rins é inibida pela probenecida.

Keflex e metformina, em doses únicas de 500 mg, apresentaram interação medicamentosa em indivíduos saudáveis.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada deste medicamento?

Os sintomas de uma superdose oral podem incluir náusea, vômito, dor epigástrica, diarréia e hematúria.

Se outros sintomas surgirem é provável que sejam secundários à doença concomitante, a uma reação alérgica ou aos efeitos tóxicos de outra medicação.

Ao tratar uma superdose, considerar a possibilidade de intoxicação múltipla, interação entre drogas e cinética inusitada da droga no paciente.

Não será necessária a descontaminação gastrointestinal, a menos que tenha sido ingerida uma dose 5 a 10 vezes maior que a dose habitualmente recomendada.

Composição

Keflex ​500 mg

Cada drágea de 500 mg contém: cefalexinamonoidratada, equivalente a 500,00 mg de cefalexina base. Amarelo FD&C nº 6 (sunset yellow) 3,00 mg; excipiente q.s.p. uma drágea.

Keflex ​1 g

Cada drágea de 1 g contém: cefalexina monoidratada, equivalente a 1,00 g de cefalexina base. Amarelo FD&C nº 6 (sunset yellow) 4,50 mg; excipiente q.s.p. uma drágea.

Keflex Gotas 100 mg/ml

Cada ml (20 gotas) contém: cefalexina monoidratada, equivalente a 100,00 mg de cefalexina base; excipiente q.s.p. 1,00 ml.

Atenção: cada ml desta preparação contém: sacarose 525,13 mg. Amarelo FD&C nº 5 com laca de alumínio (tartrazina) 1,00 mg.

Keflex Líquido 250 mg/5 ml

Cada 5 ml da suspensão contém: cefalexina monoidratada, equivalente a 250,00 mg de cefalexina base; excipiente q.s.p. 5,00 ml.

Atenção: cada ml desta preparação contém: sacarose 300,00 mg. Amarelo F D & C nº 6 com laca de alumínio sunset yellow) 0,60 mg. Amarelo F D & C nº 5 com laca de alumínio (tartrazina) 1,00 mg.

Apresentação:

  • Keflex drágea 500 mg - Embalagens com 8 e 40 drágeas
  • Keflex drágea 1 g - Embalagens com 8 e 40 drágeas
  • Keflex gotas 100 mg/mL - frascos de vidro contendo pó para 15 mL de suspensão
  • Keflex líquido 250 mg / 5 ml – frasco de vidro com 100 ml de suspensão oral preparada

Armazenamento

Onde como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

O medicamento deve ser armazenado em temperatura ambiente controlada (15 a 30ºC) e ao abrigo da luz.

Conservar os frascos bem tampados.

O prazo de validade do produto é de 2 anos e a data de validade está impressa no rótulo e no cartucho.

Keflex Gotas: depois de abrir e reconstituir o medicamento você só poderá usá-lo em 14 dias, mantido em geladeira.

Número do lote - Data de fabricação - Vencimento: vide cartucho.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar este medicamento?

Caso o paciente deixe de tomar uma dose, deverá tomá-la assim que possível.

Laboratório

Eli Lilly do Brasil Ltda.

SAC: 0800 723 6666

Dizeres Legais

MS - 1.1260.0065
Farm. Responsável: Dalton nivoloni - CRF-SP nº 11422

publicidade