Higroton

Bula de Higroton

Bula do remédio Higroton. Classe terapêutica dos Diurético. Princípios Ativos Clortalidona.

publicidade

Indicação

Para quê serve Higroton?

Este medicamento está indicado para:
- hipertensão arterial; como terapia primária ou em combinação com outros agentes antihipertensivos.
- insuficiência cardíaca congestiva estável de grau leve a moderado.
- edema de origem específica.
- tratamento profilático de cálculo de oxalato de cálcio recorrente.

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

- apresentar alergia à clortalidona, a seus outros derivados ou a algum dos componentes da formulação.
- estiver com doença grave do fígado ou dos rins, supressão da eliminação da urina, gota, níveis sangüíneos muito baixos de potássio ou de sódio ou níveis sangüíneos
muito altos de cálcio. Se você tem doença do fígado ou dos rins, problemas circulatórios, diabetes, baixos níveis de potássio no sangue ou altos níveis de colesterol, seu médico deve ser avisado.

Posologia

Como usar Higroton?

Como ocorre com todos os diuréticos, a terapia deve ser iniciada com a menor dose possível. Essa dose deve ser estabelecida de acordo com a resposta individual do paciente para se obter o benefício terapêutico máximo, enquanto se mantêm os efeitos colaterais em nível mínimo.
Recomenda-se uma dose única diária ou em dias alternados, administrada pela manhã, com alimento.
- Hipertensão
A variação da dose clinicamente eficaz é de 12,5 a 50 mg/dia. As doses iniciais recomendadas são de 12,5 ou 25 mg/dia, sendo a última suficiente para produzir o efeito hipotensivo máximo na maioria dos pacientes. O efeito total é atingido após 3 a 4 semanas para uma determinada dose. Se a redução da pressão arterial for inadequada com 25 ou 50 mg/dia, recomenda-se um tratamento combinado com outros antihipertensivos, tais como beta-bloqueadores, reserpina e inibidores da ECA.
- Insuficiência cardíaca congestiva estável (classe funcional II ou III)
A dose inicial recomendada é de 25 a 50 mg/dia; em casos graves, pode-se aumentar a dose até 100 a 200 mg/dia. A dose usual de manutenção é a menor dose efetiva, por exemplo 25 a 50 mg diariamente ou em dias alternados. Se a resposta for inadequada, pode-se adicionar ao tratamento um digitálico, um inibidor da ECA ou ambos.
- Edema de origem específica
A menor dose eficaz é identificada por titulação e administrada somente durante períodos limitados. Recomenda-se que as doses não devem exceder a 50 mg/dia.
- Tratamento profilático do cálculo de oxalato de cálcio recorrente em hipercalciúria normocalcêmica
Na maioria dos casos a dose profilática ótima é 25 mg/dia. A eficácia não aumenta com doses acima de 50 mg/dia.
- Pacientes idosos e pacientes com insuficiência renal
A menor dose padrão efetiva de Higroton é também recomendada a pacientes com insuficiência renal leve e a pacientes idosos. Nos pacientes idosos, a eliminação de clortalidona é mais lenta do que em jovens adultos sadios, embora a absorção seja a mesma. Portanto, recomenda-se rigorosa observação médica quando pacientes em idade avançada forem tratados com clortalidona.
Higroton e os diuréticos tiazídicos perdem seu efeito diurético quando o clearance (depuração) de creatinina é < 30 mL/min.
- Crianças e adolescentes
Dados de estudos clínicos sobre o uso de HIGROTON nesta população de pacientes é limitado. Em crianças e adolescentes com peso superior a 40 Kg, recomenda-se uma dose inicial de 12,5 mg (0,3 mg/Kg), sendo que a dose máxima de manutenção não deve exceder 50 mg/dia. A menor dose eficaz deve ser usada em crianças e adolescentes.

Efeitos Colaterais

Quais os males que este medicamento pode me causar?

Higroton é geralmente bem tolerado, entretanto algumas reações desagradáveis podem ocorrer, na maioria transitórias, e que tendem a desaparecer sem necessidade de interromper o tratamento. As reações desagradáveis mais comuns são: coceira, reações alérgicas na pele, tontura ao se levantar quando se está deitado ou sentado, problemas de estômago e de intestino, fraqueza ou cansaço, perda de apetite e impotência. Informe ao seu médico sobre o aparecimento de reações desagradáveis.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

Gravidez e lactação: este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou que estejam amamentando. Informe seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término. Informe ao médico se está amamentando.
Pacientes idosos: nos pacientes idosos, a eliminação da clortalidona é mais lenta do que em indivíduos adultos jovens, embora a absorção seja a mesma (vide “Posologia”). Portanto, o médico deverá fazer rigoroso acompanhamento quando pacientes em idade avançada forem tratados com clortalidona.
PRECAUÇÕES
Efeitos sobre a habilidade de dirigir veículos e, ou operar máquinas: recomenda-se cuidado aos pacientes que dirigem veículos e, ou operam máquinas, pois sua capacidade de reação pode ser afetada, especialmente no início do tratamento.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada deste medicamento?

Os sinais e sintomas, na intoxicação causada por uma superdose de Higroton são: vertigem, náusea, sonolência, diminuição anormal do volume de sangue, pressão baixa e distúrbios eletrolíticos associados a arritmias cardíacas e espasmos musculares. Portanto, para o tratamento adequado no caso de uma ingestão de grande quantidade do medicamento procure um pronto-socorro. As instruções para o tratamento de emergência consistem de indução de vômito ou lavagem gástrica e administração de carvão ativado, se o paciente estiver consciente. Pode ser indicada a reposição hidroeletrolítica intravenosa.

Composição

Cada comprimido de 12,5 mg contém: clortalidona 12,5 mg. Excipientes: celulose microcristalina, amidoglicolato de sódio, dióxido de silício, estearato de magnésio e óxido de ferro vermelho.
Cada comprimido de 25 mg contém: clortalidona 25 mg. Excipientes: dióxido de silício, óxido de ferro vermelho, óxido de ferro amarelo, estearato de magnésio, celulose microcristalina e amidoglicolato de sódio.
Cada comprimido de 50 mg contém: clortalidona 50 mg. Excipientes: dióxido de silício, amido, celulose microcristalina, croscarmelose sódica, óxido de ferro amarelo e estearato de magnésio.

Armazenamento

Onde como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

Você deve conservar o produto em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C). A data de validade está impressa no cartucho. Não use o produto após a data de validade.

Apresentação

Comprimidos de 12,5 mg e 25 mg - embalagem com 42 comprimidos.
Comprimidos de 50 mg - embalagem com 28 comprimidos.
Uso adulto e pediátrico (crianças acima de 40 Kg)
Via Oral

Interações Medicamentosas

Podem ocorrer com outros anti-hipertensivos, assim como com lítio, derivados do curare, corticosteróides, ACTH, beta2-agonistas, anfotericina e carbenoxolona, insulina, antidiabéticos orais, antiinflamatórios não-esteroidais, digitálicos, alopurinol, amantadina, diazóxido, agentes citotóxicos, agentes anticolinérgicos, colestiramina, vitamina D, sais de cálcio e ciclosporina.
Ingestão concomitante com outras substâncias: evite a ingestão de bebida alcoólica, pois o álcool pode fazer sua pressão aumentar ou diminuir, aumentando a possibilidade do aparecimento de tonturas ou fraqueza. Este medicamento é contra-indicado para crianças com peso abaixo de 40 Kg.
Informe ao médico o aparecimento de reações indesejáveis. Informe ao seu médico se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Laboratório

Fabricado por: Novartis Biociências S.A.
Av. Ibirama, 518 - Complexos 441/3 – Taboão da Serra – SP
CNPJ: 56.994.502/0098-62 – Indústria Brasileira

publicidade