Hepatilon

Bula do remédio Hepatilon. Classe terapêutica dos Fitoterápicos.

Indicação

Para que serve Hepatilon?

Este medicamento é indicado como colagogo, colerético, para dispepsias funcionais e distúrbios gastrintestinais espásticos.

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

Pacientes com histórico de hipersensibilidade e alergia a qualquer um dos componentes da fórmula não devem fazer uso do produto. Este medicamento é contraindicado nos casos de obstrução das vias biliares, cálculos biliares, infecções ou câncer no ducto biliar e câncer no pâncreas, face aos efeitos colagogo e colerético.

Pacientes com quadro de doenças severas no fígado, como hepatite viral, cirrose e hepatite tóxica não deverão fazer uso deste medicamento. Este produto não deve ser usado durante a gravidez, já que contém esparteína. Este alcalóide apresenta atividade oxitócica.

Mulheres em período de lactância não deverão fazer uso deste medicamento, face à presença de alcalóides e risco de neurotoxicidade.

Crianças menores de seis anos também não deverão fazer uso deste medicamento.

Posologia

Como usar Hepatilon?

Medicamento de uso exclusivo por via oral.

Ingerir 1 cápsula contendo 67 mg de extrato padronizado de quatro vezes ao dia, ou a critério médico.

Não se recomenda o uso contínuo deste medicamento.

O uso de Peumus boldus não deve ultrapassar quatro semanas consecutivas.

Limite máximo diário: 7 cápsulas (equivalente a 5 mg de alcalóides totais expressos em boldina).

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento.

publicidade

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Nas doses recomendadas não são conhecidos efeitos adversos ao medicamento. A revisão da literatura não revela a frequência e intensidade das mesmas. Porém, doses mais elevadas poderão causar irritação renal, vômitos e diarréia.

Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária - NOTIVISA, disponível em www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

Em casos de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o médico.

Não ingerir doses maiores do que as recomendadas.

Não se recomenda o uso contínuo deste medicamento. O uso de P. boldus não deve ultrapassar quatro semanas consecutivas.

De acordo com a categoria de risco de fármacos destinados às mulheres grávidas, este medicamento apresenta categoria de risco C. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgiãodentista.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Doses superiores às recomendadas poderão provocar transtornos renais, vômitos e diarréia. Em caso de superdosagem,
suspender o uso e procurar orientação médica de imediato.

Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Composição

Cada cápsula contém: Extrato 1% de Peumus boldus Molina 67mg (padronizado em 0,67 mg (1%) de boldina).

Excipientes: celulose microcristalina, dióxido de silício, estearato de magnésio.

Armazenamento

Onde como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

Conservar o produto em sua embalagem original e em temperatura ambiente (entre 15 e 30°). Proteger da luz e umidade.

Prazo de validade: 24 meses a partir a data de fabricação.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Apresentação

Cápsula com 67mg de Peumus boldus Molina 1% em cartucho contendo blíster com 20 ou 120 cápsulas.

Hepatilon Cápsulas apresenta-se como cápsulas de cor verde-clara translúcidas contendo pós mesclado marrom e branco. Odor característico de boldo. As cápsulas são coradas naturalmente com corante clorofila.

USO ORAL - USO ADULTO

Interações Medicamentosas

Não foram encontradas na literatura referências a interações medicamentosas com medicamentos a base de P. boldus.

Informações Legais

MS 1.0689.0161
Farm. Resp.: Paula Carniel Antônio
CRF-RS n° 4228

Laboratório

Kley Hertz S.A. – Indústria e Comércio
Rua Comendador Azevedo, 224
Porto Alegre – RS
C.N.P.J. nº 92.695.691/0001-03
INDÚSTRIA BRASILEIRA
SAC 0800 7049001

publicidade