Haloperidol

publicidade

Bula do remédio genérico Haloperidol. Classe terapêutica dos Neurolepticos. Princípios Ativos Haloperidol.

Indicação

Para que serve Haloperidol?

Haloperidol solução injetável é indicado para delírios e alucinações na esquizofrenia aguda e crônica; na paranoia, na confusão mental aguda e no alcoolismo; mania, demência, alcoolismo, oligofrenia; agitação e agressividade no idoso; distúrbios graves do comportamento e nas psicoses infantis acompanhadas de excitação psicomotora; movimentos coreiformes; soluços; tiques, disartria; estados impulsivos e agressivos; síndrome de Gilles de la Tourette.

Náuseas e vômitos incoercíveis de várias origens, quando outras terapêuticas mais específicas não foram suficientemente eficazes.

Uso adulto - Uso intravenoso ou intramuscular

Farmacocinética

Como funciona este medicamento?

A melhora dos sintomas é observada progressivamente com o decorrer do tratamento.

O haloperidol não exerce sua ação completa logo após as primeiras doses.

Os benefícios são mais amplamente observados após duas a três semanas de tratamento contínuo.

Para os sintomas de agitação e agressividade é possível obter melhora logo após as primeiras doses.

O tratamento com haloperidol poderá produzir sintomas desconfortáveis que podem não justificar sua interrupção. Neste caso, consulte o médico.

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

Este medicamento não deve ser tomado por pacientes portadores de doença de parkinson; pessoas que apresentam sonolência e lentidão decorrentes de doença ou do uso de medicamentos ou álcool; pacientes com sensibilidade exacerbada (alérgicos) ao haloperidol; em caso de dúvida, contacte seu médico.

Este medicamento é contraindicado na faixa etária pediátrica.

Posologia

Como usar Haloperidol?

O haloperidol, sendo uma medicação terapeuticamente potente, deverá ter sua dose média diária ajustada segundo a gravidade de cada caso e a sensibilidade individual do paciente, conforme critério médico.

Os estudos clínicos preconizam as seguintes doses:

Administração parenteral: Indicada nos estados agudos de agitação psicomotora ou quando a via oral é impraticável.

Injetar de 2,5 a 5 mg por via intramuscular ou endovenosa lenta.

Repetir após cada hora, se necessário, embora intervalos de 4 a 8 horas sejam satisfatórios.

Tão logo seja possível, esta via será substituída pela via oral.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Com quantidades pequenas de haloperidol (1 a 2 mg por dia), os efeitos colaterais são brandos e raros.

Com doses maiores, aumenta a chance de ocorrência de determinados efeitos.

Você pode sentir sonolência e cansaço se a dose do medicamento for razoavelmente alta.

Isto pode ocorrer especialmente no início do tratamento.

Podem ocorrer problemas de movimento que geralmente são leves, e incluem: tremor, agitação nas pernas e rigidez muscular. Se isto ocorrer, contacte seu médico.

Pacientes que tomam haloperidol por tempo prolongado, podem apresentar contrações involuntárias dos músculos da face, da língua e queixo, tremores de dedos e mãos, náuseas, prisão de ventre e sensação de boca seca.

Caso ocorra alguns desses efeitos, avise seu médico.

Se você apresenta convulsões (por exemplo, se você é epiléptico ou está se curando de um problema de alcoolismo), a chance deste sintoma ocorrer será ligeiramente maior após o início do tratamento com haloperidol.

Durante um tratamento prolongado, as mulheres podem produzir secreção de leite ou ter menstruação irregular, enquanto que os homens podem apresentar aumento dos seios.

A sensibilidade exacerbada (alergia) ao haloperidol é rara.

Ela pode ser reconhecida, por exemplo, por erupção de pele, coceira, encurtamento da respiração ou inchaço da face.

Na ocorrência de qualquer um destes sintomas, contacte seu médico imediatamente.

A ocorrência de outros efeitos colaterais é rara, tais como: sensação de que a doença pode piorar, nervosismo, confusão, depressão, distúrbios do sono, dor de cabeça, tontura ou alteração do peso corporal.

Em casos extremamente raros, podem ocorrer batimentos cardíacos irregulares. Se isto ocorrer contacte seu médico.

Se você observar febre alta, rigidez muscular, transpiração anormal, respiração acelerada ou redução do estado de alerta, contacte seu médico imediatamente.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

Informe seu médico se você tiver depressão, problemas no fígado, epilepsia ou qualquer outra condição que possa causar convulsões (por exemplo, durante a cura de problemas alcoólicos); atividade aumentada das glândulas tireoides (hipertireoidismo).

Seu médico pode querer checar regularmente sua condição durante o tratamento com haloperidol.

Segurança e eficácia não foram estabelecidas quanto ao uso em crianças.

Efeitos sobre a capacidade de dirigir e operar máquinas: o haloperidol pode produzir sonolência. Isto pode fazer com que você fique menos atento e reduz a sua capacidade de dirigir e operar máquinas.

Então, você só deverá dirigir e operar máquinas se seu médico permitir.

Durante o tratamento, o paciente não deve dirigir veículos ou operar máquinas, pois sua habilidade e atenção podem estar prejudicadas.

Haloperinol na gravidez e amamentação: em estudos populacionais amplos, nenhum aumento significante nas anormalidades fetais foi associado com o uso de haloperidol.

O haloperidol poderá ser usado durante a gravidez, quando os benefícios forem claramente superiores aos potenciais riscos fetais.

O haloperidol é excretado no leite materno. Se a sua administração é considerada essencial para a mãe, os benefícios da amamentação devem ser balanceados com os riscos potenciais.

Sintomas extrapiramidais têm sido observados em crianças lactantes de mulheres tratadas com haloperidol.

Informe a seu médico ou cirurgião-dentista se ocorrer gravidez ou iniciar amamentação durante o uso deste medicamento.

Interações Medicamentosas

Este medicamento potencializa os efeitos do álcool. Portanto, você deve evitar ingerir álcool se estiver tomando haloperidol.

O haloperidol pode alterar os efeitos de alguns medicamentos, como por exemplo: medicamentos que lentificam suas reações: soníferos, tranquilizantes e alguns analgésicos potentes; medicamentos para depressão; medicamentos para pressão alta; medicamentos para epilepsia; medicamentos para doença de Parkinson.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Se você ingeriu acidentalmente uma quantidade maior de haloperidol, contacte seu médico imediatamente.

Os possíveis sinais de uma superdose são: diminuição do estado de alerta, tremor severo e contração muscular importante. Nestes casos, procure seu médico.

Composição

Cada mL da solução injetável contém:

haloperidol................................................................5mg

Veículo q.s.p..........................................................................1mL

Excipientes: ácido láctico, água para injeção, álcool etílico, metilparabeno e propilparabeno.

Apresentação: solução injetável 5mg/mL; embalagens contendo 5, 25, 50 e 60 ampolas com 1mL.

Armazenamento

Onde como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

Durante o consumo este produto deve ser mantido no cartucho de cartolina, conservado em temperatura ambiente (15 a 30°c).

Proteger da luz e umidade.

Aspecto físico: solução límpida e incolor.

Laboratório

Teuto Brasileiro S.A.

SAC: 0800 621 800

Dizeres Legais

Farm. Resp.: Andreia Cavalcante Silva CRF-GO nº 2.659

M.S. Nº 1.0370.0390

publicidade