Haldol

Bula do remédio Haldol. Classe terapêutica dos Antipsicoticos. Princípios Ativos Haloperidol.

Indicação

Para que serve Haldol?

Haldol é indicado para o alívio de transtornos do pensamento, de afeto e do comportamento como:

Acreditar em idéias que não correspondem à realidade (delírios); desconfiança não usual; ouvir ou ver ou sentir coisa que não está presente (alucinações); confusão (algumas vezes associada ao alcoolismo); agitação psicomotora.

Além disso, Haldol é indicado para tratar movimentos incontrolados como: tiques; soluços; náusea e vômito.

Uso adulto e pediátrico - Uso oral e injetável

Farmacocinética

Como funciona este medicamento?

Haldol não exerce sua ação completa logo após as primeiras doses.

Os benefícios são mais amplamente observados após duas a três semanas de tratamento contínuo.

Para os sintomas de agitação e agressividade é possível obter melhora logo após as primeiras doses.

O tratamento com Haldol poderá produzir sintomas desconfortáveis que podem não justificar sua interrupção. Neste caso, consulte o médico.

Posologia

Como usar Haldol?

  • Adultos

Dose inicial de 0,5 a 2 mg, 2 a 3 vezes ao dia, podendo ser aumentada progressivamente em função da resposta terapêutica e da tolerância.

Dose de manutenção, entre 1 e 15 mg ao dia, deve contudo ser reduzida até o mais baixo nível de efetividade.

Pacientes idosos geralmente requerem doses menores.

Pacientes severamente perturbados ou inadequadamente controlados, podem requerer, às vezes, posologia mais elevada. Em alguns casos a resposta ótima pode exigir dose diária acima de 100 mg, principalmente em pacientes com alta resistência. Entretanto, não está demonstrada a segurança de tais doses em administração prolongada.

  • Crianças

0,1 mg (1 gota)/3 kg de peso, duas vezes ao dia por via oral, podendo ser ajustada, se necessário.

  • Administração Parenteral

Indicada nos estados agudos de agitação psicomotora ou quando a via oral é impraticável.

Injete de 2,5 a 5 mg por via intramuscular ou endovenosa lenta.

Repita após cada hora, se necessário, embora intervalos de 4 a 8 horas sejam satisfatórios.

Tão logo seja possível, esta via será substituída pela via oral.

publicidade

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Efeitos colaterais muito comuns:

  • Anormalidades da coordenação ou movimentos involuntários dos músculos (também conhecidos como sintomas extrapiramidais, que incluem movimentos lentos, rígidos ou espasmódicos dos membros, pescoço, face, olhos ou boca e língua que podem resultar em postura involuntária ou expressões faciais atípicas;
  • Movimentação excessiva e atípica do corpo e membros;
  • Dor de cabeça;

Efeitos colaterais comuns:

  • Agitação, dificuldade em pegar no sono ou permanecer dormindo, sentimento de tristeza ou depressão.
  • Após tratamento prolongado, a doença pode incluir contração da língua, face, boca ou maxila possivelmente com movimentos lentos e coreiformes da língua e boca, com redução da habilidade de abrir a boca completamente, todos podem não desaparecer mesmo após a interrupção do tratamento.
  • Anormalidades adicionais da coordenação ou movimentos involuntários dos músculos tais como: movimento espático dos olhos para uma posição fixa, geralmente para cima, movimentos lentos, movimentos espasmódicos, tremor, rigidez muscular, contração muscular causada por movimentos repetidos e rígidos ou postura anormal e expressões faciais, anormalidades no jeito de andar, dificuldade em permanecer sentado.
  • Tontura.
  • Sono excessivo.
  • Anormalidades na visão.
  • Dificuldade na movimentação intestinal, náusea, vômito, aumento na produção de saliva; boca seca.
  • Diminuição da pressão sanguínea (hipotensão); anormalidade da pressão sanguínea perceptível ao levantar ou alterar a posição do corpo.
  • Anormalidades nos testes sanguíneos do fígado.
  • Erupções cutâneas.
  • Dificuldade em urinar.
  • Impotência ou disfunção erétil.
  • Aumento ou perda de peso, não intencionais.

Efeitos colaterais incomuns:

  • Reações alérgicas, que podem incluir urticária ou inchaço da face.
  • Agitação, confusão, perda da vontade sexual ou da libido.
  • Contrações involuntárias dos músculos, ou condições como a doença de Parkinson.
  • Sedação.
  • Convulsões.
  • Redução anormal dos movimentos do corpo.
  • Contração rígida dos membros.
  • Visão embaçada.
  • Batimentos cardíacos acelerados.
  • Desconforto ao respirar (respiração encurtada).
  • Inflamação hepática (hepatite), excesso de bile no sangue causando amarelamento da pele, gengivas e olhos (conhecida como icterícia).
  • Coceira na pele, suor excessivo, reação excessiva da pele a exposição a luz;.
  • Alterações da menstruação, tais como período menstrual dolorido ou atrasos da menstruação.
  • Secreção pelos mamilos, dor ou desconforto no peito.
  • Anormalidades na marcha.
  • Inchaços das extremidades devido a retenção de líquidos.
  • Aumento anormal da temperatura do corpo.

Efeitos colaterais raros:

  • Aumento da quantidade de substâncias do corpo que resultam em produção de leite nas mamas, até mesmo em homens.
  • Síndrome Neuroléptica Maligna (situação de emergência médica que inclui rigidez do corpo com febre alta).
  • Movimentos de lateralização dos olhos associado a sensação de que o ambiente está rodando em volta da cabeça ou do corpo.
  • Estreitamento da passagem de ar para os pulmões, produzindo chiado.
  • Perda excessiva de sangue durante a menstruação.
  • Disfunção sexual.
  • Anormalidades no teste de traçado cardíaco (conhecido como eletrocardiograma).

Efeitos colaterais muito raros :

  • Diminuição ou ausência completa das células sanguíneas que auxiliam no combate a infecções (também conhecidas como células brancas sanguíneas) e das células que auxiliam na coagulação sanguínea (conhecidas como plaquetas). Diminuição acentuada de todos os tipos de células sanguíneas do corpo.
  • Reação anafilática (reação alérgica grave que pode ocasionar chiado e dificuldade em respirar e pressão sanguínea muito baixa).
  • Aumento de substância que regula o equilíbrio de fluidos do corpo, através da perda de água na urina. Isto pode ocasionar retenção de água diluindo as substâncias necessárias no seu sangue.
  • Diminuição anormal do açúcar sanguíneo.
  • Batimentos adicionais do coração, contrações coordenadas rápidas do coração;contrações descoordenadas rápidas do músculo cardíaco que rapidamente podem levar a morte se não tratadas.
  • Muito raro:inchaço das cordas vocais e da laringe, espasmos nas cordas vocais e da laringe.
  • Insuficiência da função do fígado durante período de dias ou semanas (conhecida como insuficiência hepática aguda). Bloqueando a bile no fígado (conhecido como colestase).
  • Pequenas marcas roxas, as vezes com inchaços doloridos na pele e outros tecidos causado por inflamação dos vasos sanguíneos, erupções causando perda da camada mais externa da pele.
  • Aumento das mamas, mesmo em homens.
  • Ereção do pênis prolongada e anormal não relacionada ao ato sexual.
  • Inchaço excessivo da face devido a retenção de líquidos.
  • Diminuição atípica da temperatura do corpo.

Pacientes idosos com demência que necessitem de tratamento com Haldol para controle de seus comportamentos podem ter o risco de morte aumentando quando comparado com os não tratados.

Se você observar batimento cardíaco irregular (palpitação, tontura, desmaio), febre alta, rigidez muscular, transpiração anormal, respiração acelerada ou redução do estado de alerta, contacte seu médico imediatamente.

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

Haldol não deve ser tomado por:

  • Pacientes portadores de Doença de Parkinson;
  • Pessoas que apresentam sonolência e lentidão decorrentes de doença ou do uso de medicamentos ou bebidas alcoólicas.
  • Pacientes com sensibilidade exacerbada (alérgicos) ao haloperidol ou aos excipientes (componentes) da formulação.

Não há contra-indicação relativa a faixas etárias.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

Se você tiver sofrido ou estiver sofrendo de alguns dos seguintes sintomas, informe seu médico.

Ele pode querer acompanhar seu caso mais de perto :

  • Problema cardíaco ou histórico familiar de problemas cardíacos ou se estiver tomando alguma medicação para o coração.
  • Depressão.
  • Problemas no fígado.
  • Epilepsia ou qualquer outra condição que possa causar convulsões (por exemplo, durante o tratamento de problemas alcoólicos).
  • Atividade aumentada das glândulas tireoides (hipertireoidismo).

Seu médico pode querer checar regularmente sua condição durante o tratamento com Haldol.

Haldol pode produzir sonolência o que pode reduzir a sua capacidade de atenção. Durante o tratamento, o paciente não deve dirigir veículos ou operar máquinas, pois sua habilidade e atenção podem estar prejudicadas.

Haldol na gravidez e amamentação: se você está grávida ou planeja engravidar, informe seu médico, ele decidirá se você pode tomar Haldol.

Informe ao médico se você está amamentando, pois Haldol passa para o leite materno. Ele decidirá se você pode tomar Haldol.

Tremor, rigidez muscular e dificuldade em amamentar são reversíveis e foram observados em recém-nascidos de mães que utilizaram Haldol durante o último trimestre de gravidez.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas, sem orientação médica.

Atenção: Haldol comprimidos contém Açúcar (amido), portanto, deve ser usado com cautela em portadores de Diabetes.

Solução Injetável: Uso restrito a hospitais.

Caso haja necessidade de interromper o tratamento, faça-o de modo gradual, durante vários dias.

A interrupção repentina do tratamento pode causar alguns efeitos indesejáveis, tais como náusea e vômito.

Haldol deverá ter sua dose média diária ajustada segundo a gravidade de cada caso e a sensibilidade individual do paciente, a critério médico.

Você poderá tomar Haldol (comprimidos e gotas) junto com as refeições ou entre elas.

Os comprimidos podem ser ingeridos junto com um pouco de água.

As gotas podem ser dissolvidas em uma pequena quantidade de água ou de suco de frutas.

Importante! Demora algum tempo antes de você sentir os efeitos completos do medicamento. Somente se o seu médico permitir, você pode parar de tomar Haldol, se você parar sem o consentimento do seu médico, seu problema pode retornar.

Se o seu médico solicitar que você pare o tratamento, você deve fazer de forma gradual, principalmente se você estiver tomando altas doses.

Parar o tratamento repentinamente pode causar alguns efeitos indesejáveis, tais como: náusea e vômito.

Desta forma, mantenha o contato com o seu médico no momento que você parar o seu tratamento.

Interações Medicamentosas

Você deve evitar ingerir bebidas alcoólicas se estiver tomando Haldol.

Haldol pode alterar os efeitos de alguns medicamentos, como por exemplo:

  • Medicamentos que lentificam (tornam lentas, retardam) suas reações: soníferos, ​tranquilizantes e alguns analgésicos potentes.
  • Medicamentos para depressão.
  • Medicamentos para pressão alta.
  • Aconselha-se cautela ao tomar Haldol com outros medicamentos, como diuréticos, que podem diminuir o potássio e magnésio.
  • Medicamentos para epilepsia.
  • Medicamentos para Doença de Parkinson.

Informe seu médico se você está tomando algum destes medicamentos ou qualquer outro
medicamento.

Seu médico decidirá quais os medicamentos que você poderá tomar junto com Haldol.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Se você ingeriu acidentalmente uma quantidade maior de Haldol, contacte seu médico imediatamente.

Os possíveis sinais de uma superdose são: diminuição do estado de alerta, tremor severo e contração muscular importante.

Nestes casos, procure seu médico.

Composição

  • Haldol 1 mg

Cada comprimido branco contém 1 mg de haloperidol.

Excipientes: amido, lactose, óleo vegetal hidrogenado, sacarose e talco.

  • Haldol 5mg

Cada comprimido azul contém 5 mg de haloperidol.

Excipientes: amido, corante azul indigotina, lactose, óleo vegetal hidrogenado e talco.

  • Haldol Gotas

Cada mL (20 gotas) da solução oral contém 2 mg de haloperidol. (1 gota contém 0,1 mg de haloperidol).

Excipientes: ácido lático, água e metilparabeno.

  • Haldol Injetável

Cada mL da solução injetável contém 5 mg de haloperidol.

Excipientes: ácido lático e água para injeção.

Apresentação:

  • Haldol 1 mg e 5mg - Comprimidos de 1 mg ou 5 mg em embalagens com 20 comprimidos.
  • Haldol Gotas - Solução oral em embalagens com frasco conta-gotas de 30 mL de solução oral.
  • Haldol Injetável - Solução injetável em embalagens com 5 ampolas de 1 mL de solução injetável.

Armazenamento

Onde como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

Comprimidos: Conserve em temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C). Proteja da luz e umidade.

Solução Oral (Gotas): Conserve em temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C). Proteja do congelamento.

Solução Injetável: Conserve em temperatura ambiente (entre 15° C e 30° C). Proteja da luz.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento.

Aspecto Físico

  • Haldol está disponível na forma de comprimidos.Haldol 1 mg: comprimidos circulares brancos, Haldol 5 mg: comprimidos circulares azuis),
  • Haldol gotas- solução límpida e incolor
  • Haldol solução injetável - solução límpida e incolor.

Laboratório

Janssen-Cilag Farmacêutica Ltda.

Telefone: 0800 - 701185

Dizeres Legais

MS- 1.1236.0011

Farmacêutico responsável: Marcos R. Pereira CRF-SP n° 12304

publicidade