Gynax N

Bula de Gynax N

Bula do remédio Gynax N. Classe terapêutica dos Antibióticos Tópicos Ginecológicos e Corticosteroides Topicos. Princípios Ativos Neomicina, Dexametasona, Nistatina, Ácido Bórico, Propionato de Sodio e Tirotricina.

publicidade

Indicação

Para quê serve Gynax N?

Gynax N é indicado para tratamento das afecções vaginais geradas por fungos e bactérias, como: Leucorréias inespecíficas; Candidíase vaginal, Infecções puerperais ( pós-aborto e pós-operatórias ); Pós cauterizações do Cérvix uterino; Cervicites e Vulvovaginites.

Uso adulto - Uso vaginal

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

Está contraindicado em paciente que apresentem manifestações alérgicas a qualquer um de seus componentes, particularmente a Neomicina.

Não é conveniente o seu uso em paciente imunodeprimidos ou com processos extremamente purulentos na mucosa vaginal.

Posologia

Como usar Gynax N?

Carregar o aplicador até o seu limite ( 5 g ) e aplicar via vaginal, 1 vez ao dia, durante um período de 7 a 10 dias.

  1. Retire a tampa da bisnaga e adapte o aplicador;
  2. Aperte a base da bisnaga com os dedos, de maneira a forçar a entrada do creme no aplicador, até que o êmbolo tenha atingido a trava;
  3. Retire o aplicador e feche novamente a bisnaga;
  4. Após a aplicação, desprezar o aplicador.

Estando em posição ginecológica, coloque o aplicador até o fundo e esvazie-o, de preferência no período noturno.

Efeitos Colaterais

Quais os males que este medicamento pode me causar?

As reações adversas mais frequentes são prurido, ardor e vermelhidão no local de aplicação.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

A aplicação do medicamento durante o período de menstruação é prejudicada, devido ao fluxo menstrual.

Em caso de irritação local ou contato com os olhos, lave o local com água corrente.

Gynax N na gravidez e lactação: os componentes da formulação apresentam ação exclusivamente tópica, não apresentando absorção significativa no local de aplicação, por isto, Gynax N (dexametasona fosfato, nistatina, neomicina sulfato, tirotricina)pode ser utilizado durante a gravidez e no período de aleitamento materno.

Interações Medicamentosas

Até o momento não se tem notícias de interações medicamentosas com o produto.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada deste medicamento?

Até o momento não se tem relato de casos de administração de doses elevadas do produto.

Entretanto, tendo-se em vista o fato deste medicamento apresentar ação tópica, fica claro que casos de superdose são de difícil ocorrência.

Composição

Creme Vaginal - cada 5 gramas contém:

Dexametasona fosfato.............................................................................................. 0,32 mg
Nistatina................................................................................................. 100.000 UI
Neomicina sulfato................................................................................................ 10 mg
Tirotricina....................................................................................................... 2 mg

Excipientes: álcool cetílico, base neutra hidrossolúvel, óleo mineral, metilparabeno, propilparabeno, álcool etílico absoluto, ácido láctico, propionato de sódio, ácido bórico e água de osmose.

Apresentação:

  • Gynax N Creme Vaginal - cartucho com bisnaga 60 g e 10 aplicadores.
  • Gynax N Creme Vaginal - cartucho com 10 aplicadores pré-envasados de 5 g.

Farmacocinética

Como funciona este medicamento?

  • Dexametasona

Difunde-se através das membranas celulares e forma complexos com os receptores citoplasmáticos específicos.

Estes complexos penetram no núcleo da célula, unem-se ao DNA e estimulam a transcrição do RNAm e posterior síntese de enzimas, que são as responsáveis por dois tipos de efeitos dos corticosteroides sistêmicos.

Estes agentes podem suprimir a transcrição do RNAm em algumas células (por ex. linfócitos).

Como anti-inflamatório esteroide, inibe a acumulação de células inflamatórias, incluindo macrófagos e leucócitos, na zona de inflamação, inibe a fagocitose e a liberação de alguns mediadores químicos da inflamação.

Como imunossupressor, reduz a concentração de linfócitos dependentes do timo, monócitos e eosinófilos.

Diminui a união das imunoglobulinas aos receptores celulares da superfície e inibe a síntese ou liberação de alguns mediadores químicos da inflamação.

Estimula o catabolismo proteico e induz o metabolismo dos aminoácidos.

Metaboliza-se no fígado, porém de forma mais lenta que outros corticoides.

Elimina-se, principalmente, por excreção renal sob a forma de metabólitos inativos.

Entretanto, sob a forma tópica, não é absorvido e portanto, não metabolizado, visto que age somente no local.

  • Nistatina

Seu mecanismo de ação consiste na sua união aos esterois na membrana celular fúngica, que ocasiona a incapacidade da membrana para funcionar como barreira seletiva.

Não é absorvida pelo trato gastrintestinal e é excretada pelas fezes, sob a forma inalterada.

Não é absorvida quando aplicada topicamente.

  • Neomicina

A absorção digestiva é baixa (3%) e por isso não é empregada em infecções sistêmicas; mesmo assim, com tomadas repetidas pode ser acumulada no córtex renal e nos tecidos cocleares.

A eliminação nestes tecidos é muito lenta e pode demorar semanas após suspensa a sua administração.

Sob a forma de aplicação tópica não é absorvida, portanto, não atinge o sistema circulatório.

  • Ácido Bórico

O ácido bórico é absorvido no trato gastrintestinal, nas peles danificadas, feridas e membranas mucosas.

Mas, não penetra na pele íntegra.

Cerca de 50% da quantidade absorvida é excretada na urina em cerca de 12 horas; a quantidade remanescente é provavelmente excretada em 5 a 7 dias.

Armazenamento

Onde como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

O medicamento deve ser conservado ao abrigo do calor excessivo, da umidade, da luz e em temperatura ambiente (entre 15º e 30ºC).

Prazo de validade de 24 meses após a data de fabricação.

Laboratório

Myralis Pharma Ltda.

Dizeres Legais

M.S. n° 1.1861.0028
Farm. Resp.: Dra. Amanda Públio da Silva - CRF-SP nº 37.152

publicidade