Gino-tralen

Bula de Gino-tralen

Bula do remédio Gino-tralen. Classe terapêutica dos Antifúngico. Princípios Ativos Tioconazol.

publicidade

Indicação

Para quê serve Gino-tralen?

Gino-Tralen® (tioconazol), apresentado sob as formas de pomada e óvulo vaginal, é indicado para tratamento local de pacientes com infecções vaginais por leveduras. O tioconazol também pode ser uma alternativa para vulvo-vaginites causadas por Trichomonas vaginalis, sobretudo em infecções mistas.

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

Gino-Tralen® (tioconazol) é contraindicado a pacientes que apresentam
hipersensibilidade a agentes antifúngicos imidazólicos ou a qualquer componente da
fórmula.

Posologia

Como usar Gino-tralen?

Gino-Tralen® (tioconazol) pomada vaginal 6,5% (4,62 g equivalem a 300 mg de tioconazol) contido em um aplicador ou Gino-Tralen® óvulo vaginal 300 mg, devem ser aplicados à noite ao deitar-se, como terapia de dose única. Esta dose promove a cura da maioria das pacientes.

Naquelas que apresentarem melhora sem cura com o primeiro tratamento, pode-se repetir a aplicação uma semana mais tarde.

Efeitos Colaterais

Quais os males que este medicamento pode me causar?

Gino-Tralen® (tioconazol) é bem tolerado após aplicação local e reações adversas sistêmicas não foram observadas. Sintomas de irritação local foram relatados em algumas pacientes durante o tratamento, sendo de natureza leve e transitória.

Aplicação/Injeção/Incisão/Inserção: edema, dor e prurido.

Gerais: reação alérgica (incluindo edema periférico, edema periorbital e urticária), reação anafilactóide.

Sistema Nervoso Central e Periférico: parestesia.

Gastrintestinal: dor abdominal.

Pele/Anexos: rash.

Urogenital: edema genital, prurido genital, sangramento vaginal, distúrbios vaginais (incluindo dor vaginal, inchaço vaginal, vermelhidão vaginal, irritação vaginal, secreção vaginal, queimação vaginal e coceira vaginal), vaginite, distúrbios na vulva (incluindo irritação vulvar, inchaço vulvar, dor vulvar, queimação vulvar e vulvite).

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

Os componentes do óvulo e da pomada podem ser incompatíveis com preservativos de látex e diafragmas.

Uso durante a Gravidez
Gino-Tralen® (tioconazol) foi eficaz no tratamento da candidíase vaginal durante a gravidez, mas assim como ocorre com qualquer outro fármaco, deve ser utilizado com cautela durante o primeiro trimestre de gravidez.

A absorção sistêmica após aplicação vaginal mostrou-se insignificante. Gino-Tralen® deve ser utilizado durante a gravidez somente se, após julgamento médico, os potenciais benefícios justificarem os possíveis riscos ao feto.

Uso durante a Lactação
Não se tem conhecimento se o tioconazol é excretado no leite materno. Uma vez que muitos fármacos são excretados no leite materno, a amamentação deve ser descontinuada temporariamente durante o tratamento com tioconazol.

Efeitos na Habilidade de Dirigir e Operar Máquinas
Não há evidências de que Gino-Tralen® possa afetar a habilidade do paciente de dirigir ou operar máquinas.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada deste medicamento?

Em caso de superdosagem, medidas gerais de suporte e sintomáticas são indicadas conforme necessidade.

Composição

Gino-Tralen® pomada vaginal 6,5%
Cada 4,62 g de Gino-Tralen® pomada vaginal contém o equivalente a 300 mg de tioconazol.

Excipientes: vaselina branca e veegum F.

Gino-Tralen® óvulo vaginal 300 mg
Cada óvulo vaginal de Gino-Tralen® contém o equivalente a 300 mg de tioconazol.

Excipientes: cera de abelha, glicina, gordura vegetal hidrogenada, parafina líquida, polissorbato 80 e lecitina.

Interações Medicamentosas

Não há evidências de que Gino-Tralen® (tioconazol) possa interagir com outros medicamentos.

Laboratório

Pfizer Ltda.

SAC: 0800-16-7575

publicidade