Garamicina

publicidade

Bula do remédio Garamicina. Classe terapêutica dos Antibióticos. Princípios Ativos Sulfato de Gentamicina.

Indicação

Para que serve Garamicina?

Garamicina Injetável é indicada para o tratamento de infecções causadas por bactérias sensíveis ao medicamento, como: septicemia, bacteremia (incluindo sepse do recém-nascido), infecções graves do sistema nervoso (incluindo meningite), infecção nos rins e trato genitourinário (incluindo infecções pélvicas), infecções respiratórias, infecções gastrintestinais, infecções na pele, ossos ou tecidos moles (incluindo queimaduras e feridas infectadas), infecções intra-abdominais (incluindo peritonite), infecções oculares.

Uso adulto e pediátrico - Via injetável: intramuscular, intravenosa, subconjuntival, subcapsular (cápsula de Tenon), nebulização ou instilação intratraqueal direta.

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

Não utilize Garamicina​ Injetável se você tem reação alérgica ou apresentou, em tratamentos anteriores, reações tóxicas à gentamicina ou a outros antibióticos aminoglicosídeos (por exemplo: amicacina, canamicina, neomicina, etc.).

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica. Informe imediatamente seu médico em caso de suspeita de gravidez.

Posologia

Como usar Garamicina?

Garamicina Injetável também pode ser aplicada por via subconjuntival ou subcapsular (cápsula de Tenon), nebulização ou instilação intratraqueal direta, de acordo com as instruções prescritas pelo seu médico.

Antes de iniciar o tratamento, seu médico irá determinar seu peso corporal para calcular a dose correta.

A dose de Garamicina para pacientes obesos deverá basear-se na massa corporal magra estimada.

Garamicina Injetável não deve ser misturada com outros medicamentos. Aplique-a em separado, de acordo com a via de administração e o esquema de dose recomendados.

Normalmente, a duração do tratamento é de 7 a 10 dias.

Em infecções complicadas, seu médico poderá recomendar um tratamento mais prolongado e avaliar regularmente as funções dos rins, ouvidos e equilíbrio.

Garamicina Injetável somente deve ser aplicada por profissionais habilitados e treinados.

Dependendo do local da infecção a ser tratada e da sua gravidade, o produto pode ser administrado por via intramuscular, intravenosa, injeção nos olhos, nebulização (inalação) ou instilação diretamente dentro da traqueia.

Seu médico decidirá qual a via de administração adequada no seu caso.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Se você tiver problemas no sistema nervoso e músculos, como miastenia gravis, parkinsonismo ou botulismo infantil, Garamicina Injetável será usada com precaução, pois pode aumentar a fraqueza muscular.

Os pacientes idosos podem apresentar certo grau de insuficiência renal durante o tratamento com Garamicina Injetável.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

Os pacientes tratados com aminoglicosídeos deverão estar sob observação clínica, diante da possível toxicidade associada ao seu uso.

Pacientes que recebem Garamicina Injetável por mais de 7 a 10 dias para o tratamento de infecções graves ou que recebem doses maiores do que as recomendadas devem ter acompanhamento periódico da função renal e dos eletrólitos sanguíneos durante o tratamento.

Garamicina Injetável é potencialmente tóxica para os rins e pode causar toxicidade nos ouvidos.

Recomenda-se que a função renal e do oitavo par craniano sejam monitoradas, principalmente em pacientes com insuficiência renal anterior.

Caso você apresente sinais para os ouvidos (enjoos, tonturas, zumbidos e diminuição da audição) ou de toxicidade para os rins, seu médico irá ajustar a dose ou suspender o tratamento com Garamicina Injetável.

Quando possível, as concentrações de antibiótico no sangue deverão ser monitoradas.

Caso você tenha queimaduras extensas, seu médico deverá ajustar a dose de Garamicina Injetável.

Há relatos de casos de uma doença rara, grave, dos rins (similar à chamada síndrome de Fanconi) em alguns adultos e lactentes tratados com Garamicina Injetável.

Pode ocorrer alergia cruzada entre aminoglicosídeos.

O tratamento com Garamicina Injetável pode resultar na proliferação de germes não sensíveis a ela.

Garamicina Injetável contém bissulfito de sódio, composto que pode causar reações alérgicas, inclusive que ameaçam a vida, ou crises de asma de menor gravidade em pacientes sensíveis.

Muito raramente, com o uso de Garamicina Injetável, podem ocorrer reações cutâneas graves de tipo alérgico (Síndrome de Stevens-Johnson e necrose epidérmica tóxica).

Garamicina na gravidez: o uso de Garamicina Injetável por mulheres grávidas pode prejudicar o feto, podendo causar surdez bilateral irreversível na criança.

Você deve estar ciente do perigo para o feto caso utilize Garamicina Injetável durante a gravidez ou caso engravide durante o tratamento.

A Garamicina Injetável passa para o leite materno aos poucos, podendo causar reações adversas na criança.

Portanto, seu médico deverá escolher entre manter a amamentação e suspender o tratamento com Garamicina Injetável da mãe, ou manter o tratamento com Garamicina Injetável se este for necessário para a mãe e interromper a amamentação.

Interações Medicamentosas

O uso concomitante e/ou sequencial de outros antibióticos potencialmente tóxicos para os rins e para o sistema nervoso deve ser evitado.

O uso dos seguintes medicamentos deve ser evitado durante o tratamento com Garamicina Injetável:

  • antibióticos: aminoglicosídeos, cefalosporinas, vancomicina, polimixina B, colistina, anfotericina B;
  • organoplatínicos;
  • alta dose de metotrexato, pentamidina, ifosfamida, foscarnet;
  • algumas drogas antivirais: aciclovir, ganciclovir, adefovir, cidofovir e tenovir;
  • imunossupressores: ciclosporina ou tacrolimo;
  • produtos de contraste contendo iodo;
  • diuréticos: ácido etacrínico ou furosemida.

Comunique seu médico caso esteja fazendo uso de algum deles.

Outros fatores que podem aumentar o risco de toxicidade para os rins durante o uso de Garamicina Injetável são a idade avançada e a desidratação.

Antibióticos tóxicos para os rins e para o sistema nervoso podem ser absorvidos através da pele após irrigação ou aplicação local.

Se Garamicina Injetável for administrada em pacientes recebendo bloqueadores neuromusculares, tais como succinilcolina, tubocurarina ou decametônio; anestésicos ou transfusões maciças de sangue anticoagulado por citrato poderá ocorrer bloqueio muscular e parada respiratória.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Em casos de superdose, podem ocorrer as reações adversas descritas para a gentamicina.

Se você estiver hospitalizado é pouco provável que ocorra superdose.

Entretanto, se estiver tomando Garamicina Injetável em casa, e se for administrada uma superdose, ou, no caso de aparecimento de reações tóxicas, procure atendimento médico imediatamente.

Nesses casos a hemodiálise (filtração do sangue para eliminar impurezas) pode ajudar a retirar a gentamicina do sangue.

Com a diálise peritoneal (realizada no abdome), a proporção é consideravelmente menor à obtida por hemodiálise.

Em recém-nascidos, deve-se considerar a possibilidade de realizar exsanguineotransfusão.

Procedimentos desse tipo são de particular importância em pacientes com insuficiência renal.

Composição

Garamicina Injetável 60 mg

Cada mL contém 40 mg de gentamicina, sob a forma de sulfato.

Garamicina Injetável 80 mg

Cada mL contém 40 mg de gentamicina, sob a forma de sulfato.

Garamicina Injetável 120 mg

Cada mL contém 80 mg de gentamicina, sob a forma de sulfato.

Garamicina Injetável 160 mg

Cada mL contém 80 mg de gentamicina, sob a forma de sulfato.

Garamicina Injetável 280 mg

Cada mL contém 140 mg de gentamicina, sob a forma de sulfato.

Excipientes: metilparabeno, propilparabeno, metabissulfito de sódio, edetato dissódico, água para injeção.

Apresentação:

  • Garamicina Injetável 60 mg - embalagem com 2 ampolas de 1,5 mL.
  • Garamicina Injetável 80 mg - embalagem com 2 ampolas de 2 mL.
  • Garamicina Injetável 120 mg - embalagem com 2 ampolas de 1,5 mL.
  • Garamicina Injetável 160 mg - embalagem com 1 ampola de 2 mL.
  • Garamicina Injetável 280 mg - embalagem com 1 ampola de 2 mL.

Armazenamento

Onde como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

Conservar a Garamicina Injetável em locais com temperatura entre 2 e 25ºC.

Proteger da luz.

Aspecto físico: solução incolor a amarelada.

Laboratório

MANTECORP INDÚSTRIA QUÍMICA E FARMACÊUTICA LTDA

SAC: 0800 011 7788

Dizeres Legais

MS 1.0093.0046
Farm. Resp.: Lucia Lago Hammes - CRF-RJ 2.804

publicidade