Fitoscar

publicidade

Bula do remédio Fitoscar. Classe terapêutica dos Cicatrizantes. Princípios Ativos Stryphnodendron Adstringens (mart.) Coville.

Indicação

Para que serve Fitoscar?

Fitoscar​ pomada é indicada como agente cicatrizante em vários tipos de lesões e feridas.

Uso adulto - Uso tópico

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

Fitoscar é contra-indicado em pacientes que apresentam hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula.

Fitoscar é contra-indicado em escaras em estágio III e IV: necrose de tecido com comprometimento de ossos ou estruturas de suporte (tendão, cápsulas, etc.) segundo a classificação do Quick Reference Guide for Clinicians. Hipótese de osteomielite, artrite séptica ou celulite avançada. Em feridas com indicação de debridamento com a presença de septicemia, febre sem foco evidente, taquicardia, deterioração do estado mental, endocardite bacteriana em atividade. Estado geral muito comprometido como desnutrição grau IV, caquexia, crises de hipotensão, paciente acamado durante longos períodos.

Posologia

Como usar Fitoscar?

Adulto: Realizar a aplicação da pomada de 2 a 3 vezes ao dia, em quantidade suficiente para cobrir toda a área lesada.

  • Lavar bem as mãos com água corrente e sabão antes de começar o curativo.
  • Tirar o curativo velho com muito cuidado para não machucar a pele do paciente.
  • Lavar o ferimento com o sabonete indicado enxaguando bem com bastante água.
  • Secar bem com uma gaze e fazer a limpeza do ferimento com outras gazes secas e limpas. Não se preocupe se sangrar um pouco.
  • Depois de secar o ferimento aplicar a pomada contendo o princípio ativo cicatrizante, em quantidade suficiente para cobrir toda a área lesada.
  • Fechar o ferimento com três gazes no máximo e prende-las com esparadrapo tipo micropore. Se a pele estiver muito sensível enfaixar o ferimento sem o esparadrapo.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Não foram relatadas quaisquer reações adversas ao uso estabelecido do produto.

Pacientes com transtornos na tireóide devem consultar um especialista antes de fazer uso deste medicamento.

Atenção: Este produto é um novo medicamento e, embora as pesquisas tenham indicado eficácia e segurança aceitáveis para comercialização, podem ocorrer efeitos indesejáveis não conhecidos. Se isto ocorrer, o médico responsável deve ser comunicado.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

Em caso de hipersensibilidade ao produto, descontinuar o uso e comunicar ao médico o mais breve possível.

Pacientes com transtornos na tireóide devem consultar um especialista antes de fazer uso deste medicamento.

Fitoscar pomada na gravidez e lactação: não há estudos adequados e bem-controlados sobre a sua segurança. A administração de Fitoscar na gravidez ou durante o período de amamentação não é recomendada, exceto sob supervisão médica.

Interações Medicamentosas

Não há relatos de interações com outros medicamentos.

Interações com alimentos: não há relatos de interações com alimentos.

Interferência em exames laboratoriais: não há relato de interferência em exames laboratoriais.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Em caso de superdose, o médico deverá ser contatado urgentemente ou o paciente deverá ser encaminhado ao pronto atendimento mais próximo para procura de socorro médico.

Composição

Cada g da pomada contém:

Extrato seco de Stryphnodendron adstringens (Mart.) Coville a 50% ..............60 mg
Excipientes* .............................................................................................................qsp 1 g
*Excipientes: polietilenoglicol, propilenoglicol, metilparabeno e propilparabeno.

Correspondência em marcador:
60 mg do extrato seco de Stryphnodendron adstringens (Mart.) Coville correspondem a 30 mg de fenóis totais e 27 mg de taninos totais.

Parte da planta utilizada: Casca

Apresentação: Fitoscar 60 mg/g pomada 20 g

Farmacocinética

Como funciona este medicamento?

Fitoscar é composto pelo extrato seco de Stryphnodendron adstringens (Mart.) Coville, que possui efeitos cicatrizantes.

Seu mecanismo de ação, embora ainda não totalmente elucidado, envolve os seguintes processos:

De um modo geral, os taninos, como classe química, promovem a cicatrização pela formação de uma película protetora na região lesionada (formação de crostas espessas, secas e irregulares), que se estabelece pela complexação das proteínas e/ou polissacarídeos dos tecidos lesados com as hidroxilas fenólicas das substâncias tânicas (que são polifenólicas), possibilitando assim a reepitalização da pele.

Quanto a mecanismos mais específicos, de acordo com vários estudos foi possível confirmar que extratos de barbatimão, aplicados diretamente ou na forma de pomadas, diminuem o processo inflamatório, a neovascularização e o edema do ferimento; por outro lado, estimulam a formação do tecido de granulação subjacente ao epitélio bem como estimulam a proliferação epitelial, confirmada pelo maior número de metáfases nas células da região e também pelo aumento do comprimento do epitélio.

Por fim, complementarmente aos efeitos anteriores, os extratos das cascas do barbatimão apresentam igualmente atividade anti-séptica e antimicrobiana que se deve a vários fatores, tais como inibição de enzimas de bactérias e fungos e/ou a complexação dos substratos de tais enzimas, ação direta sobre as membranas celulares dos microorganismos modificando seu metabolismo e finalmente a complexação com íons metálicos diminuindo sua disponibilidade para o metabolismo dos microorganismos.

Armazenamento

Onde como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

Fitoscar deve ser armazenado em temperatura ambiente (entre 15˚C e 30˚C).

Laboratório

Apsen Farmacêutica S.A.

Tel: (11) 5644.8200

Dizeres Legais

MS - 1.0118.0605.003-1

Farmacêutico Responsável: Dr. Eduardo Sérgio Medeiros Magliano - CRF SP nº 7179

publicidade