Estreva gel

Bula de Estreva gel

Bula do remédio Estreva gel. Classe terapêutica dos Hormônios. Princípios Ativos estradiol hemiidratado.

publicidade

Indicação

Para quê serve Estreva gel?

Estreva gel é indicado para a correção de deficiência hormonal na mulher na menopausa, ou que teve os ovários removidos ou ainda com os ovários não funcionando plenamente. Essa deficiência se manifesta através de sintomas como fogachos (ondas de calor), dor na relação sexual, incontinência urinária, distúrbios do sono, sensação de fraqueza, apatia.

Uso adulto - Uso percutâneo

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

Você não deve usar Estreva gel nas seguintes situações:

Contraindicações absolutas

  • hipersensibilidade (alergia) ao estradiol ou qualquer outro componente da fórmula;
  • tumores malignos de mama e de útero;
  • tumores da hipófise (crescimento anormal da hipófise, parte do cérebro que regula o equilíbrio hormonal do corpo);
  • sangramentos genitais de causa desconhecida;
  • doenças tromboembólicas (formação de coágulos sanguíneos; em curso, recentes ou que deixaram sequelas) ou cardiovasculares, incluindo ataque cardíaco, doença cardíaca ou acidente vascular cerebral provocados por um coágulo sanguíneo, e trombose venosa profunda nas pernas ou nos pulmões;
  • problema grave de funcionamento do fígado;
  • porfiria (doença genética rara que se manifesta através de problemas na pele e/ou com complicações neurológicas);
  • otospongiose (doença do ouvido médio, porção interna do tímpano, que pode levar a surdez);
  • se estiver grávida ou amamentando.

O uso do produto nas seguintes situações deve ser cuidadosamente avaliado pelo médico:

Contraindicações relativas

  • histórico de tumores benignos da mama;
  • doenças do útero como hiperplasia (aumento do número de células do útero), mioma e endometriose (crescimento de células que revestem internamente o útero);
  • aumento de prolactina na corrente sanguínea (hormônio que atua sobre as glândulas mamárias, estimulando seu crescimento e a produção de leite), com galactorreia (secreção de leite fora do período de amamentação);colestase (diminuição ou interrupção do fluxo da bile);
  • problemas no funcionamento dos rins.

Posologia

Como usar Estreva gel?

A posologia média é de 1,5g de gel por dia (três compressões).

A posologia será eventualmente readaptada após 2 ou 3 ciclos de tratamento, de acordo com a avaliação do seu médico.

Observar atentamente as Instruções de Uso

  1. Retire a tampa.
  2. Segure a embalagem com uma das mãos, colocando a outra mão abaixo da bomba para recolher o gel.
  3. Pressione a bomba para obter cada dose. Ao iniciar a utilização de um frasco, poderão ser necessárias várias pressões sobre a bomba para acionar o dispositivo que permite a liberação do gel.
  4. Entre cada movimento de pressão, deixe a bomba retornar à posição inicial.

Efeitos Colaterais

Quais os males que este medicamento pode me causar?

Estreva gel pode causar algumas reações desagradáveis, descritas a seguir: dores nos seios, dores de cabeça, secreção das mamas, irritação ocular por lentes de contato, coceira no local de aplicação.

Estas reações apresentam intensidade e frequência variáveis de paciente a paciente.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

Se você apresentar alguma das seguintes condições, informe seu médico antes de iniciar o tratamento com Estreva gel, pois ele poderá querer tomar alguns cuidados especiais:

  • histórico familiar de câncer de mama;
  • asma, diabete, epilepsia, enxaqueca, porfiria, endometriose, lupus eritematoso sistêmico, que podem se agravar durante tratamento com medicamentos como o Estreva gel;
  • problemas leves a moderados do fígado;
  • pressão alta grave, sendo necessários exames médicos completos antes e durante o tratamento.

O tratamento com Estreva gel pode requerer aumento da dose de medicamentos utilizados para reposição de hormônios da tireoide.

Em mulheres que ainda possuem útero, normalmente o tratamento com Estreva gel deve ser associado a um medicamento do tipo progestágeno, por um mínimo de 12 dias ao mês, de forma sequencial ou contínua.

Estreva gel na gravidez e amamentação: você não deve usar Estreva gel se estiver grávida. Se descobrir que está grávida, você deve parar o tratamento imediatamente. Você não deve usar Estreva gel se estiver amamentando. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou que possam ficar grávidas durante o tratamento. Este medicamento causa malformação ao bebê durante a gravidez.

Pacientes idosas são geralmente mais susceptíveis às reações adversas, sendo que o risco de doenças tromboembólicas relacionadas à utilização de estrógenos aumenta com a idade.

O medicamento destina-se ao uso exclusivamente em mulheres adultas.

Não foram observados efeitos do Estreva gel na capacidade de dirigir veículos e de operar máquinas.

Interações Medicamenrosas

A ação do Estreva gel não é alterada pela ingestão de alimentos ou bebidas.

O uso simultâneo com protetores solares pode afetar a absorção do Estreva gel.

O emprego concomitante de medicamentos barbitúricos, fenitoína, carbamazepina, meprobanato, fenilbutazona ou rifampicina pode alterar a ação do Estreva gel.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada deste medicamento?

Doses acima das preconizadas podem causar dores nos seios, inchaço abdominal, ansiedade, nervosismo e agressividade. Estes sintomas desaparecem gradualmente, não sendo necessário tratamento.

Na eventualidade de ingestão acidental do produto, recomenda-se adotar as medidas habituais de controle das funções vitais.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível.

Composição

Cada 100 g do gel contém:

estradiol* .................................................. 0,1 g
Excipiente q.s.p............................................. 100 g
(*na forma de estradiol hemi-hidratado).

Cada pressão na bomba dosadora libera 0,5 g do gel, o que corresponde a 0,5 mg de estradiol.

Excipientes: água purificada, álcool etílico, éter monoetílico de dietilenoglicol, edetato de sódio, carbômer, propilenoglicol, trolamina.

Apresentação: Estreva gel - embalagem contendo 1 frasco de 50 g com bomba dosadora.

Armazenamento

Onde como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

Você deve conservar Estreva gel em temperatura ambiente (entre 15° e 30°C).

Guarde-o em sua embalagem original.

Aspecto físico: Estreva gel se apresenta como um gel translúcido, com odor de álcool.

Farmacocinética

Como funciona este medicamento?

Estreva gel é um tipo de terapia de substituição hormonal, sendo utilizado para aliviar os sintomas da menopausa.

Nesta fase da vida os níveis de estrogênio do corpo estão diminuindo, o que pode provocar os sintomas descritos acima.

Estreva gel fornece através da pele os estrogênios de que o organismo necessita.

O estradiol contido no Estreva gel é um hormônio natural, idêntico ao produzido pelos ovários antes da menopausa. V

ocê deve começar a notar um alívio dos sintomas no decorrer das primeiras semanas de tratamento.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar este medicamento?

Se uma aplicação for esquecida em determinado dia, realizá-la o mais rapidamente possível e retornar ao esquema posológico originalmente prescrito.

Não aplicar uma dose dupla para compensar a dose esquecida.

Se o produto deixar de ser aplicado por vários dias, poderá ocorrer sangramento irregular.

Laboratório

Laboratoires Chemineau Vouvray, França

Dizeres Legais

Reg. MS n.º 1.5573.0017

Farm. Resp.: Mônica Riyoko Nekozuka - CRF-SP nº 16.970

(Logotipo Teva)

publicidade