Efortil

publicidade

Bula do remédio Efortil. Classe terapêutica dos Hipertensores.

Indicação

Para que serve Efortil?

Como medicação hipertensiva. Em uso parenteral na falência cardiocirculatória, em quadros de pré-choque e choque com redução do débito cardíaco e do refluxo venoso.

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

Tireotoxicose, feocromocitoma, glaucoma de ângulo fechado, hipertrofia prostática com formação de urina residual.

Posologia

Como usar Efortil?

Comprimidos: adultos e crianças em idade escolar: 1 a 2 comprimidos, 3 vezes ao dia. Crianças de 2 a 6 anos: 1/2 a 1 comprimido 3 vezes ao dia. Gotas: adultos e crianças em idade escolar: 10 a 20 gotas (5 - 10 mg), 3 vezes ao dia. Crianças de 2 a 6 anos: 5 a 10 gotas (2,5 5,0 mg), 3 vezes ao dia. Crianças com menos de 2 anos de idade: 2 a 5 gotas (1,25 - 2,5 mg), 3 vezes ao dia. Ampolas: adultos e crianças em idade escolar: 0,7 a 1 ml (7-10 mg). Crianças de 2 a 6 anos: 0,4 a 0,7 ml (4-7 mg). Crianças menores de 2 anos: 0,2 a 0,4 ml (2-4 mg.). Efetuar a aplicação por via IM ou SC, várias vezes ao dia, a intervalos de 1 a 3 horas. Em casos de insuficiência circulatória grave pode-se aplicar aos adultos uma dose de 0,5 ml (5 mg) por via IV lenta; para crianças, a dose endovenosa deve ser correspondentemente menor. Na necessidade do uso endovenoso recomenda-se aplicar o produto por infusão gota a gota, devendo-se adaptar a dose à evolução da pressão arterial e do pulso. Neste caso, as doses médias recomendáveis de Efortil são estas: adultos e crianças em idade escolar: 0,4 mg/min (0,2-0,6 mg/min). Crianças de 2 a 6 anos: 0,2 mg/min (0,1-0,4 mg/min). Crianças menores de 2 anos: 0,1 mg/min (0,05-0,2 mg/min). - Superdosagem: sintomas: taquicardia, arritmia e elevação da pressão arterial. Tratamento: sedativos ou tranqüilizantes; nos casos graves recomenda-se o uso de um antídoto: bloqueador alfa ou beta.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

De um modo geral, Efortil é bem tolerado. No caso de sensibilidade especial e/ou com doses elevadas podem ocorrer palpitações, inquietação, sensação de pressão craniana e sudorese; ao se manifestarem estes sintomas, a dose deve ser reduzida.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

Recomenda-se precaução especial em pacientes com alterações cardíacas e vasculares orgânicas graves e naqueles com taquicardia e/ou transtornos do ritmo cardíaco. Em pacientes com graves doenças renais sujeitos ao tratamento com diálise, assim como nas moléstias hepáticas graves, a dose do medicamento deve ser a mais baixa possível. Desaconselha-se o uso de Efortil durante o primeiro trimestre da gravidez. Interações medicamentosas: é possível uma potenciação do efeito na administração simultânea de simpaticomiméticos, guanetidina, antidepressivos tricíclicos, cálcio ou desoxicorticosterona-acetato. O uso concomitante de quinidina e de betabloqueadores pode reduzir os efeitos de Efortil.

Composição

Cada comprimido contém: cloridrato deetilefrina 5 mg. Cada ml (aproximadamente 15 gotas) contém: cloridrato de etilefrina 7,5 mg. Cada ampola de 1 ml contém: cloridrato de etilefrina 10 mg.

Apresentação

Embalagem com 20 comprimidos. Frascos com 20 ml. Embalagem com 6 ampolas de 1 ml.

Laboratório

Boehringer Ingelheim do Brasil Química e Farmacêutica Ltda.

SAC 0800-7016633

publicidade