Efortil

Bula de Efortil

Bula do remédio Efortil. Classe terapêutica dos Hipertensores.

publicidade

Indicação

Para quê serve Efortil?

Como medicação hipertensiva. Em uso parenteral na falência cardiocirculatória, em quadros de pré-choque e choque com redução do débito cardíaco e do refluxo venoso.

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

Tireotoxicose, feocromocitoma, glaucoma de ângulo fechado, hipertrofia prostática com formação de urina residual.

Posologia

Como usar Efortil?

Comprimidos: adultos e crianças em idade escolar: 1 a 2 comprimidos, 3 vezes ao dia. Crianças de 2 a 6 anos: 1/2 a 1 comprimido 3 vezes ao dia. Gotas: adultos e crianças em idade escolar: 10 a 20 gotas (5 - 10 mg), 3 vezes ao dia. Crianças de 2 a 6 anos: 5 a 10 gotas (2,5 5,0 mg), 3 vezes ao dia. Crianças com menos de 2 anos de idade: 2 a 5 gotas (1,25 - 2,5 mg), 3 vezes ao dia. Ampolas: adultos e crianças em idade escolar: 0,7 a 1 ml (7-10 mg). Crianças de 2 a 6 anos: 0,4 a 0,7 ml (4-7 mg). Crianças menores de 2 anos: 0,2 a 0,4 ml (2-4 mg.). Efetuar a aplicação por via IM ou SC, várias vezes ao dia, a intervalos de 1 a 3 horas. Em casos de insuficiência circulatória grave pode-se aplicar aos adultos uma dose de 0,5 ml (5 mg) por via IV lenta; para crianças, a dose endovenosa deve ser correspondentemente menor. Na necessidade do uso endovenoso recomenda-se aplicar o produto por infusão gota a gota, devendo-se adaptar a dose à evolução da pressão arterial e do pulso. Neste caso, as doses médias recomendáveis de Efortil são estas: adultos e crianças em idade escolar: 0,4 mg/min (0,2-0,6 mg/min). Crianças de 2 a 6 anos: 0,2 mg/min (0,1-0,4 mg/min). Crianças menores de 2 anos: 0,1 mg/min (0,05-0,2 mg/min). - Superdosagem: sintomas: taquicardia, arritmia e elevação da pressão arterial. Tratamento: sedativos ou tranqüilizantes; nos casos graves recomenda-se o uso de um antídoto: bloqueador alfa ou beta.

Efeitos Colaterais

Quais os males que este medicamento pode me causar?

De um modo geral, Efortil é bem tolerado. No caso de sensibilidade especial e/ou com doses elevadas podem ocorrer palpitações, inquietação, sensação de pressão craniana e sudorese; ao se manifestarem estes sintomas, a dose deve ser reduzida.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

Recomenda-se precaução especial em pacientes com alterações cardíacas e vasculares orgânicas graves e naqueles com taquicardia e/ou transtornos do ritmo cardíaco. Em pacientes com graves doenças renais sujeitos ao tratamento com diálise, assim como nas moléstias hepáticas graves, a dose do medicamento deve ser a mais baixa possível. Desaconselha-se o uso de Efortil durante o primeiro trimestre da gravidez. Interações medicamentosas: é possível uma potenciação do efeito na administração simultânea de simpaticomiméticos, guanetidina, antidepressivos tricíclicos, cálcio ou desoxicorticosterona-acetato. O uso concomitante de quinidina e de betabloqueadores pode reduzir os efeitos de Efortil.

Composição

Cada comprimido contém: cloridrato deetilefrina 5 mg. Cada ml (aproximadamente 15 gotas) contém: cloridrato de etilefrina 7,5 mg. Cada ampola de 1 ml contém: cloridrato de etilefrina 10 mg.

Apresentação

Embalagem com 20 comprimidos. Frascos com 20 ml. Embalagem com 6 ampolas de 1 ml.

Laboratório

Boehringer Ingelheim do Brasil Química e Farmacêutica Ltda.

SAC 0800-7016633

publicidade