Creon

Bula do remédio Creon. Classe terapêutica dos Enzimas Pancreáticas. Princípios Ativos Pancreatina.

Indicação

Para que serve Creon?

CREON® é indicado para o tratamento da insuficiência pancreática exócrina de adultos e crianças.

A insuficiência pancreática exócrina costuma estar associada, mas não exclusivamente, às seguintes situações:
Fibrose cística
Pancreatite crônica
Pós-pancreatectomia
Gastrectomia
Câncer pancreático
Cirurgia de bypass pós-gastrintestinal (por exemplo: gastroenterostomia de Billroth II)
Obstrução do ducto pancreático ou ducto biliar comum (por exemplo: por neoplasia)

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

CREON® não deve ser administrado a pacientes com conhecida hipersensibilidade à
pancreatina de origem suína ou aos demais componentes do medicamento.

Posologia

Como usar Creon?

A posologia deve ser ajustada segundo as necessidades de cada paciente e depende da gravidade da doença e do tipo de alimentos ingeridos.

Recomendações gerais:
Recomenda-se tomar metade ou um terço da dose total (veja abaixo) no início das refeições e o restante durante as mesmas. As cápsulas de CREON® devem ser ingeridas inteiras e com auxílio de um líquido durante as refeições ou lanches, não devendo ser mastigadas ou
amassadas. Quando a deglutição das cápsulas for difícil (por exemplo: crianças muito
pequenas ou idosos) as cápsulas poderão ser cuidadosamente abertas e as minimicroesferas ingeridas com a ajuda de um líquido (exemplo: sucos de frutas). Qualquer mistura das minimicroesferas com alimento ou líquidos deve ser ingerida imediatamente, não devendo ser armazenada.

Posologia na fibrose cística (FC):
De acordo com a "Cystic Fibrosis Consensus Conference" e estudos promovidos pelas fundações da FC nos Estados Unidos e no Reino Unido, recomenda-se o seguinte esquema posológico para a terapia de reposição enzimática:
A dose de enzimas baseada no peso deve começar com 1000 unidades de lipase/Kg/refeição para crianças com menos de 4 anos de idade, e com 500 unidades de lipase/Kg/refeição para crianças com mais de 4 anos;
A dose deve ser ajustada de acordo com a gravidade da doença, o controle da esteatorréia e a manutenção de um bom estado nutricional;
De um modo geral, os pacientes não devem exceder a dose de 10.000 unidades de lipase/Kg de peso por dia.

Posologia em outros distúrbios da insuficiência pancreática exócrina:
A dose deve ser individualizada e determinada conforme o grau de má absorção e o conteúdo de gordura das refeições.

O número de cápsulas a serem administradas durante as refeições ou lanches deve ser aquele que reduz a esteatorréia a um mínimo e garante um bom estado nutricional.

CREON® 10.000: A dose inicial habitual é de 1 ou 2 cápsulas de CREON® 10.000 por refeição ou lanche. A prática clínica sugere que se administrem por refeição, no mínimo, 2 a 4 cápsulas de CREON® 10.000 e, durante o lanche, 2 cápsulas.

CREON® 25.000: A dose inicial habitual é de 1 cápsula de CREON® 25.000 por refeição ou lanche. A prática clínica sugere que se administrem por refeição, no mínimo, 1 a 2 cápsulas de CREON® 25.000 e, durante o lanche, 1 cápsula.

publicidade

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

A incidência de reações adversas é muito baixa.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

Não administrar medicamentos por via oral durante os estágios iniciais da pancreatite aguda.

Gravidez e lactação
As evidências sobre a segurança de CREON® durante a gravidez ou a lactação não são exaustivas. Por isso, CREON® deve ser administrado durante a gravidez e lactação somente quando os benefícios suplantarem os potenciais riscos.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Doses excessivas de pancreatina podem desencadear hiperuricosúria e hiperuricemia.

Apresentação

Creon® 10.000 é apresentado em cartuchos contendo 30 e 100 cápsulas de pancreatina sob a forma de minimicroesferas com revestimento ácido-resistente.

Creon® 25.000 é apresentado em cartucho contendo 30 cápsulas de pancreatina sob a forma de minimicroesferas com revestimento ácido-resistente.

Interações Medicamentosas

Não existem evidências de interações com outras drogas ou quaisquer outros tipos de interação.

Composições

Cada cápsula de CREON® contém:
CREON® 10.000 CREON® 25.000
U.F.Eur.(1)/FIP(2) U.USP(3) U.F.Eur.(1)/FIP(2) U.USP(3)
Lipase 10.000 10.000 25.000 25.000
Amilase 8.000 33.200 18.000 74.700
Protease 600 37.500 1.000 62.500
(1) - Unidade de atividade enzimática determinada conforme a European Pharmacopeia
(2) - Unidade de atividade enzimática determinada conforme a Fédération Internationale Pharmaceutique
(3) - Unidade de atividade enzimática determinada conforme a United States Pharmacopeia
Excipientes - polietilenoglicol, ftalato de metilhidroxipropilcelulose, dibutilftalato, parafina líquida, dimeticona, gelatina, óxido de ferro vermelho, óxido de ferro amarelo, dióxido de titânio e óxido de ferro preto (somente para CREON® 10.000)
q.s.p....................1 cápsula

Laboratório

Solvay Farma Ltda.

SAC: 0800-0141500

publicidade