Conmel

Bula de Conmel

Bula do remédio Conmel. Classe terapêutica dos Analgésicos e Antipiréticos. Princípios Ativos Dipirona.

publicidade

Indicação

Para quê serve Conmel?

Analgésico e antitérmico.

Pode ser usado no tratamento sintomático de qualquer condição caracterizada por dor e febre: os exemplos incluem gripe, pneumonia e outras doenças infecciosas.

É também usado para o alivio de dores agudas ou cronicas de várias etiologias tais como cefalalgia, ciática, odontalgia e neuralgias.

Via oral - Uso adulto e pediátrico

Farmacocinética

Como funciona este medicamento?

Este produto contem dipirona, substancia que atua no alivio
das dores (analgésico), na redução da febre (antitérmico) e
também diminuindo a inflamação (anti-inflamatório).

Seu efeito se inicia cerca de 30 minutos após a administração.

Posologia

Como usar Conmel?

Comprimidos (adultos): 1 a 2 comprimidos até 4 vezes ao dia.

Gotas (crianças):

  • menores de 2 anos: (sob orientação medica): 6 a 20 gotas ao dia (150 a 500 mg/dia), divididos em várias tomadas;
  • de 2 a 6 anos: 6 a 40 gotas ao dia (150 mg a 1,0 g ao dia), divididos em várias tomadas;
  • de 6 a 12 anos: 20 a 80 gotas ao dia (500 mg a 2,0 g ao dia), divididos em várias tomadas.

Efeitos Colaterais

Quais os males que este medicamento pode me causar?

Conmel (dipirona sodica) usualmente é bem tolerado, mas pode provocar reações em pessoas sensíveis.

Algumas dessas reações podem ser graves e começam a se manifestar por coceira e vermelhidão na pele, dor de garganta, inflamação na boca, dificuldade de engolir, mal estar e calafrios.

Se isso acontecer, o tratamento deve ser interrompido e seu medico deve ser imediatamente informado.

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

Hipersensibilidade aos derivados pirazolônicos ou ao Acido acetilsalicilíco, particularmente, naqueles pacientes nos quais o Acido acetilsalicílico precipita crises de asma, urticaria ou rinite aguda; história de agranulocitose independente da origem; deficiência de g-6-pd (risco de hemólise); porfiria.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

Pessoas com tendência a reações alérgicas (asma, urticária, etc.) devem consultar o medico antes de tomar analgésicos.
Evite o uso de bebidas alcoólicas enquanto estiver tomando este medicamento.

Avise seu medico caso esteja fazendo uso de produtos à base de clorpromazina ou ciclosporina.

A dipirona pode induzir desenvolvimento de agranulocitose ou choque anafilático com evolução potencialmente fatal.

Agranulocitose: a agranulocitose induzida pela dipirona é um acidente de origem imunoalérgica, com duração de no mínimo uma semana.

Esta reação é muito rara mas pode ser fatal.

A agranulocitose não é dose dependente e pode ocorrer a qualquer momento durante o tratamento.

Os pacientes devem ser alertados para suspender a medicação e consultar imediatamente seu médico caso apareça algum dos seguintes sinais ou sintomas que podem estar relacionados com a neutropenia: febre, calafrio, inflamação da garganta, ulcerações na cavidade oral.

No caso de neutropenia (

Composição

Conmel comprimidos

Cada comprimido contém: 500 mg de dipirona sódica.

Excipientes: povidona, amido de milho, estearato de magnésio, água purificada.

Conmel solução oral (gotas)

Cada mL (20 gotas) contém: 500 mg de dipirona sódica.

Excipientes: sorbitol, metilparabeno, propilparabeno, sacarina sódica, água purificada.

Apresentação:

  • Conmel (dipirona sódica) comprimidos - embalagem com 200 comprimidos (fração de venda: 8 comprimidos), embalagem com 100 comprimidos (fração de venda: 4 comprimidos)
  • Conmel (dipirona sódica) gotas - frasco com 20 mL.

Armazenamento

Onde como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

Deve ser mantido em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C), protegido da luz; os comprimidos também devem ser protegidos da umidade.

Número do lote - Data de fabricação - Vencimento: vide cartucho.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada deste medicamento?

A margem de segurança da dipirona é bem ampla.

Podem ocorrer sintomas tais como: vomitos, vertigens e sonolência.

Não existe antidoto especifico para a dipirona e o tratamento da superdosagem é, portanto, sintomático.

Deve-se instituir a lavagem gástrica e administração de carão ativado bem como cuidados apropriados de suporte, caso necessários.

Laboratório

Farmasa Laboratório Americano de Farmacoterapia S.A.

SAC: 0800-0114033

Dizeres Legais

Farm. Resp.: J. G. Rocha CRF - SP n° 4067

MS - 1.0394.0482

SAC 0800 11 4033

publicidade