Cimetidina

publicidade

Bula do remédio genérico Cimetidina. Classe terapêutica dos Antagonistas H2 e Antiulcerosos. Princípios Ativos Cimetidina.

Indicação

Para que serve Cimetidina?

Cimetidina comprimido ou Cimetidina injetável é indicada para tratar úlceras no estômago e intestino; para tratar e prevenir sangramentos das úlceras; em situações onde muito ácido é produzido no estômago, podendo ocorrer sangramento; para tratar azia ou outras condições causadas pelo excesso de ácido no estômago; antes de uma anestesia geral; se você tem síndrome do intestino curto, e você está sofrendo de perda de líquidos ou seu corpo tem problemas em absorver fluidos.

Uso adulto e pediátrico - Uso oral - Uso intramuscular ou intravenoso

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

A cimetidina é contraindicada em pacientes com conhecida hipersensibilidade à cimetidina, ou a qualquer outro componente do medicamento.

Este medicamento é contraindicado na faixa etária de 0 a 1 ano.

Posologia

Como usar Cimetidina?

Cimetidina comprimido

Normalmente, a dose diária total não deve exceder 2,4g.

A dose deve ser reduzida em pacientes com função renal prejudicada.

Adultos:

Para pacientes com úlcera gástrica duodenal ou benigna, recomenda-se uma dose diária única de 800mg ao deitar. Do contrário, a dose usual é de 400mg duas vezes ao dia no desjejum e ao deitar. Outros esquemas posológicos eficazes são de 200mg três vezes ao dia às refeições e 400mg ao deitar (1,0g/dia) e, se esse esquema for inadequado, 400mg quatro vezes ao dia (1,6g/dia) também ás refeições e ao deitar.

O alívio sintomático em geral é rápido. O tratamento deve ser administrado inicialmente por pelo menos quatro semanas (seis semanas na úlcera gástrica benigna, oito semanas em úlcera associada com o tratamento contínuo com agentes anti-inflamatórios não esteroidais). A maioria das úlceras já estará cicatrizada neste estágio, mas aquelas que não tiverem ainda sido curadas geralmente o serão após um curso de tratamento adicional.

O tratamento pode prosseguir por períodos mais longos naqueles pacientes que podem ser beneficiados pela redução da secreção gástrica e a dose pode ser reduzida, conforme apropriado, para 400mg ao deitar ou 400mg pela manhã e ao deitar.

Em pacientes com úlcera péptica benigna, a recorrência pode ser prevenida pelo tratamento continuado, geralmente com 400mg ao deitar. O esquema de 400mg pela manhã e ao deitar também tem sido usado.

Na doença de refluxo esofágico, o esquema de 400mg quatro vezes ao dia, com as refeições e ao deitar, por quatro a oito semanas, é recomendado para curar a esofagite e aliviar os sintomas associados.

Em pacientes com secreção gástrica muito alta (ex: síndrome de Zollinger-Ellison), pode ser necessário aumentar a dose para 400mg quatro vezes ao dia, ou ainda mais em casos ocasionais.

Antiácidos podem ser colocados à disposição de todos os pacientes até que os sintomas desapareçam.

Na profilaxia da hemorragia por úlcera de estresse em pacientes gravemente doentes, doses de 200-400mg podem ser administradas a cada quatro a seis horas.

Em pacientes considerados em risco de síndrome de aspiração ácida, uma dose oral de 400mg pode ser administrada 90-120 minutos antes da indução da anestesia geral, ou, na prática obstétrica, no início do trabalho de parto. Enquanto tal risco persistir, uma dose de até 400mg pode ser repetida em intervalos de quatro horas, conforme necessário, até a dose diária máxima de 2,4g.

As precauções usuais para evitar a aspiração ácida devem ser tomadas.

Na síndrome de intestino curto, ex: após ressecção substancial para doença de Crohn, a faixa de doses usual (ver acima) pode ser empregada, de acordo com a resposta individual.

Para reduzir a degradação dos suplementos de enzimas pancreáticas, 800-1600mg ao dia podem ser administrados, de acordo com a resposta, em quatro doses divididas, de 1h a 1h e 30min antes das refeições.

Crianças:

A experiência em crianças é inferior do que em adultos. Em crianças com mais de um ano de idade a dose 25-30mg/kg de peso corporal por dia em doses divididas pode ser administrada por via oral.

O uso de cimetidina em bebês menores de um ano de idade não foi inteiramente avaliado. A dose de 20mg/kg de peso corporal em doses divididas tem sido usada.

Cimetidina solução injetável

Adultos:

  • Via intramuscular:

Administrar 300mg de cimetidina (1 ampola), a cada 4 a 6 horas. A aplicação deve ser feita nas nádegas.

  • Via intravenosa:

Para infusão intermitente: Administrar lentamente 300mg do medicamento diluído em 100mL de solução intravenosa compatível, aplicados durante um período nunca inferior a 30 minutos, a dose diária total não deve exceder 8 infusões ou 2400mg.

Infusão contínua: 300mg de cimetidina diluído em 100mL de solução de cloreto de sódio a 0,9%. A infusão intravenosa contínua deve ter, normalmente, velocidade média que não exceda 75mg/h durante 24 horas. A dose máxima para infusão intravenosa não deve exceder 2400mg/dia.

Para injeção simples: Administrar 300mg em até 20mL de uma solução intravenosa compatível, por no mínimo 2 minutos. A dose diária é de 800mg a 1600mg, em doses individuais.

Crianças:

  • Recém-nascidos: Administrar 10 a 15mg/kg/dia, divididos a cada 4 a 6 horas.
  • Menores de 1 ano: Administrar 20mg/kg/dia, divididos a cada 4 a 6 horas.
  • De 1 a 12 anos: Administrar 20 a 25mg/kg/dia, divididos a cada 4 a 6 horas.

A cimetidina pode ser usada por via intramuscular ou intravenosa, quando necessário, nas seguintes condições: hemorragias digestivas, ulcerativas e por erosões no trato gastrintestinal; também em anestesia geral. Sendo que a dose total diária não deve exceder a 2400mg.

A aplicação da injeção deve ser feita por um profissional competente, observando-se as devidas informações técnicas.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Como todo medicamento, a cimetidina pode causar efeitos colaterais.

Raramente, este medicamento pode ser associado com alguns efeitos colaterais graves: sinais repentinos de reação alérgica como manchas vermelhas na pele, coceira, urticária, inchaço na face, ou outras partes do corpo, respiração ofegante, chiado no peito ou dificuldade para respirar.

Se estes sintomas ocorrerem, procure tratamento imediatamente.

Alguns pacientes do sexo masculino podem apresentar crescimento das mamas, contate seu médico se isto lhe ocorrer.

Outros efeitos que ocorrem raramente são:

  • diarreia;
  • reações alérgicas, geralmente na pele;
  • úlceras na boca, infecção na garganta;
  • contundir-se mais facilmente;
  • problemas renais (os sintomas incluem alteração na quantidade e coloração da urina, náuseas, vômitos, confusão, febre e manchas ​vermelhas);
  • confusão (usualmente em pacientes idosos ou gravemente enfermos);
  • inflamação do fígado, podendo causar um ou mais dos seguintes sintomas: náusea, vômito, perda de apetite, sensação de mal-estar, febre, coceira, olhos e pele amarelos e urina escura;
  • batimento cardíaco diminuído ou irregular, tontura, cansaço, desmaio;
  • sensação de tristeza, depressão;
  • ver/sentir/ouvir coisas que não estão realmente ali (alucinações).

Estas condições devem voltar ao normal quando você parar de usar Cimetidina.

Se você sentir estes efeitos colaterais ou qualquer efeito colateral não mencionado nesta bula, por favor informe seu médico.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

Converse com seu médico antes de usar este medicamento, principalmente se você tem problemas nos rins, se sofre de asma ou de epilepsia, pois o seu médico pode lhe receitar uma dose menor do que a usual.

Cimetidina na gravidez e amamentação: avise seu médico se ficar grávida, se está planejando uma gravidez, ou se está amamentando, ele alertará caso você precise trocar o medicamento.

Não deve ser utilizado durante a gravidez e a amamentação, exceto sob orientação médica.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se ocorrer gravidez ou iniciar amamentação durante o uso deste medicamento.

O uso de cimetidina não deve alterar a sua habilidade de dirigir e operar máquinas com segurança.

Interações Medicamentosas

Avise seu médico caso esteja fazendo uso de qualquer medicamento, mesmo aqueles que tenha comprado por conta própria e especialmente os listados abaixo:

  • Medicamentos para prevenir coágulos (varfarina);
  • Medicamentos para tratar epilepsia (fenitoína);
  • Medicamentos para tratar asma ou bronquite (teofilina);
  • Anestésicos locais (lidocaína);
  • Medicamentos para tratar artrite ou dores articulares.

Farmacocinética

Como funciona este medicamento?

Este medicamento contém como princípio ativo a cimetidina, que reduz a acidez do seu estômago, sendo eficaz no tratamento de úlcera gástrica e duodenal e em algumas outras situações onde seja necessário reduzir a quantidade de ácido.

Cerca de 70% da dose oral é aproveitada, sendo o pico de concentração sanguínea alcançado em 60 e 90 minutos, guardando correlação com a dose empregada.

Ao contrário de outros antagonistas H , a biodisponibilidade de cimetidina é muito uniforme.

A 2cimetidina reduz a acidez, mantendo as flutuações fisiológicas do pH intragástrico.

A meia-vida de cimetidina é de, aproximadamente, duas horas e sua principal via de eliminação é a urina; 60% a 70% de cimetidina é excretada de forma inalterada.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Se você ingerir acidentalmente, uma dose de cimetidina maior do que deveria, avise seu médico ou farmacêutico imediatamente.

Mostre a embalagem do medicamento para que o médico saiba o que tomou.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar este medicamento?

Se você esquecer uma dose, tome-a assim que se lembrar, e então tome a próxima dose no horário normal.

Não tome uma dose dupla de modo a compensar doses esquecidas.

Composição

Cimetidina comprimido

Cada comprimido de 200mg contém:

cimetidina........................................................................................................................200mg

Excipiente q.s.p.....................................................................................................1 comprimido

Excipientes: álcool etílico, amido, estearato de magnésio, povidona, amidoglicolato de sódio, celulose microcristalina e laurilsulfato de sódio.

Cada comprimido de 400mg contém:

cimetidina........................................................................................................................400mg

Excipiente q.s.p.....................................................................................................1 comprimido

Excipientes: álcool etílico, amido, estearato de magnésio, povidona, amidoglicolato de sódio, celulose microcristalina e laurilsulfato de sódio.

Cimetidina Solução injetável

Cada mL da solução injetável contém:

cimetidina..............................................................150mg

Veículo q.s.p..............................................................1mL

Excipientes: ácido clorídrico e água para injeção.

Apresentação:

  • Cimetidina comprimido 200mg - embalagens contendo 10, 20, 40 e 100 comprimidos;
  • Cimetidina comprimido 400mg - embalagens contendo 8, 16, 32 e 80 comprimidos;
  • Cimetidina solução injetável 150mg/mL - embalagens contendo 6, 100 e 120 ampolas com 2mL.

Armazenamento

Onde como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

Durante o consumo este produto deve ser mantido no cartucho de cartolina, conservado em temperatura ambiente (15 a 30ºc).

Proteger da luz e umidade.

Aspecto físico:

  • Cimetidina comprimido 200mg - circular de cor branca;
  • Cimetidina comprimido 400mg - oblongo de cor branca;
  • Cimetidina solução injectável límpida, incolor a levemente amarelada e inodora.

Laboratório

Teuto Brasileiro S.A.

SAC: 0800 621 800

Dizeres Legais

M.S. n 1.0370.0402 - Cimetidina comprimido

M.S. n 1.0370.0285 - Cimetidina solução injectável

Farm. Resp.: Andreia Cavalcante Silva - CRF-GO nº 2.659

publicidade