Bromazepam

publicidade

Bula do remédio genérico Bromazepam. Classe terapêutica dos Ansiolíticos. Princípios Ativos Bromazepam.

Indicação

Para que serve Bromazepam?

Ansiedade, tensão e outras queixas somáticas ou psicológicas associadas à síndrome de ansiedade.

Uso adjuvante no tratamento de ansiedade e agitação associadas a transtornos psiquiátricos, como transtornos do humor e esquizofrenia.

Os benzodiazepínicos são indicados apenas quando o transtorno submete o indivíduo a extremo desconforto, é grave ou incapacitante.

Via oral - Uso adulto

Farmacocinética

Como funciona este medicamento?

Em doses baixas, bromazepam reduz seletivamente a tensão e a ansiedade; em doses elevadas, tem efeito sedativo e relaxante muscular.

Sua ação se inicia cerca de 20 minutos após sua administração.

Posologia

Como usar Bromazepam?

Dose média para o tratamento de pacientes ambulatoriais: 1,5 a 3 mg até 3 vezes ao dia.

Casos graves, especialmente em hospital: 6 a 12 mg, 2 ou 3 vezes ao dia.

Estas doses são recomendações gerais e a dose deve ser estabelecida individualmente.

O tratamento de pacientes ambulatoriais deve ser iniciado com doses baixas, aumentadas gradualmente, até se atingir a dose ideal.

Para minimizar o risco de dependência, a duração do tratamento deve ser a mais breve possível.

O paciente deve ser reavaliado regularmente e a necessidade de continuação do tratamento deve ser analisada, especialmente se o paciente estiver assintomático.

O tratamento total geralmente não deve exceder o período de 8 a 12 semanas, incluindo a fase de descontinuação gradual do medicamento.

Em certos casos, a manutenção por tempo superior ao máximo recomendado pode ser necessária, não devendo, entretanto, ocorrer sem reavaliação especializada da condição do paciente.

Instruções posológicas especiais:

Idosos e pacientes com comprometimento da função hepática necessitam doses menores, em razão de variações individuais em sensibilidade e farmacocinética.

Interrupção do tratamento: seu médico sabe o momento ideal para suspender o tratamento.

Entretanto, lembre-se de que bromazepam não deve ser tomado indefinidamente.

Se você toma bromazepam em altas doses e deixa de tomá-lo de repente, seu organismo pode reagir.

Assim, após dois a três dias sem qualquer problema, alguns dos sintomas que o incomodavam podem reaparecer espontaneamente.

Não volte a tomar bromazepam.

Esta reação, da mesma maneira que surgiu, desaparece em dois ou três dias.

Para evitar este tipo de reação, seu médico pode recomendar que você reduza a dose gradualmente durante vários dias, antes de suspender o tratamento.

Um novo período de tratamento com bromazepam pode ser iniciado a qualquer momento, desde que por indicação médica.

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Informe ao seu médico o aparecimento de reações desagradáveis.

Em doses terapêuticas, bromazepam é bem tolerado.

Cansaço, sonolência e, em raros casos, relaxamento muscular, podem ocorrer quando se usam altas doses.

Estes sintomas desaparecem com a redução da dose.

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

O bromazepam não deve ser administrado a pacientes com reconhecida hipersensibilidade aos benzodiazepínicos, insuficiência respiratória grave, insuficiência hepática grave (benzodiazepínicos não são indicados para tratar pacientes com insufi ciência hepática grave, pelo risco de encefalopatia) ou síndrome de apneia do sono.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

Bromazepam na gravidez e lactação: informe ao médico a ocorrência de gravidez durante o tratamento ou após o seu término e se está amamentando.

Você não deverá amamentar durante o tratamento com bromazepam.

O bromazepam passa para o leite materno, podendo causar sonolência e outros efeitos prejudiciais ao bebê e, por isso, não deve ser usado por mulheres que estejam amamentando.

Este medicamento é bem tolerado pela maioria dos pacientes, porém, informe seu médico:

  • se estiver tomando ou precisar tomar outros remédios.
  • Não use e não misture remédios por conta própria, mesmo remédios naturais ou fitoterápicos;
  • se sentir sonolência, cansaço, relaxamento muscular e dificuldade para andar;
  • se ficar muito agitado, irritado, agressivo ou se tiver pesadelos.

Somente o médico sabe a dose ideal de bromazepam para o seu caso. Siga suas recomendações.

Não mude as doses por sua conta.

Se você tem mais de 60 anos, sua sensibilidade ao bromazepam é maior do que a de pessoas mais jovens.

É possível que seu médico tenha receitado uma dose menor e lhe tenha solicitado observar como reage ao tratamento.

Assegure-se de que você está seguindo estas instruções.

Os comprimidos devem ser tomados com um pouco de líquido (não alcoólico).

Sedação, amnésia e redução da força muscular podem prejudicar a capacidade de dirigir ou operar máquinas.
Este efeito é potencializado se o paciente ingerir álcool.

Interações Medicamentosas

Não faça uso de bebidas alcoólicas enquanto estiver em tratamento com bromazepam.

O álcool intensifica o efeito do bromazepam e isto pode ser prejudicial.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?

Como outros benzodiazepínicos, superdose isolada, intencional ou acidental, de bromazepam raramente acarreta risco de vida, exceto quando associada a outros depressores do sistema nervoso central (incluindo álcool).

Superdose de benzodiazepínicos em geral se manifesta em graus diversos de depressão do sistema nervoso central, variando da sonolência ao coma.

Em casos leves, os sintomas incluem sonolência, confusão mental e letargia.

Na maioria dos casos, é sufi ciente monitorizar as funções vitais e aguardar a recuperação.

Doses mais elevadas, especialmente associadas a outras substâncias de ação central, podem resultar em ataxia, hipotonia, hipotensão, depressão respiratória, raramente coma e, muito raramente, morte.

No tratamento da superdose de qualquer produto medicinal, deve-se ter em mente que múltiplos agentes podem ter sido ingeridos.

Em seguida à superdose de benzodiazepínicos por via oral, deve-se induzir vômito (dentro de uma hora) se o paciente estiver consciente, ou realizar lavagem gástrica, com proteção de vias aéreas, se inconsciente.

Se não houver vantagem em esvaziar o estômago deve-se administrar carvão ativado para reduzir a absorção.

Deve-se controlar as funções respiratórias e cardíaca, em terapia intensiva.

O flumazenil pode ser utilizado como antagonista.

O flumazenil não é recomendado a pacientes com epilepsia que estejam em tratamento com benzodiazepínicos, pois, nestes pacientes, o antagonismo pode produzir convulsões.

Composição

Cada comprimido de bromazepam 3 mg contém:

bromazepam ........................................................................................ 3 mg

excipientes q.s.p. ...................................................................... 1 comprimido

(celulose microcristalina, corante laca vermelho eritrosina, dióxido de silício, estearato de magnésio, lactose monoidratada, talco).

Cada comprimido de bromazepam 6 mg contém:

bromazepam ........................................................................................ 6 mg

excipientes q.s.p. ...................................................................... 1 comprimido

(celulose microcristalina, corante laca azul indigotina, óxido de ferro amarelo, dióxido de silício, estearato de magnésio, lactose monoidratada, talco).

OBS: quimicamente o bromazepam é o 7-bromo-1,3-diidro-5-(2-piridil)-2H-1,4-benzodiazepina-2-ona.

Apresentação:

  • Comprimidos de 3 mg: caixas com 20 e 30
  • Comprimidos de 6 mg: caixas com 20 e 30

Armazenamento

Onde como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

Conservar em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC).

Proteger da umidade.

Prazo de validade de 24 meses a partir da data de fabricação impressa na embalagem externa do produto.

Número do lote - Data de fabricação - Vencimento: vide cartucho.

Laboratório

Medley S.A. Ind. Farm

SAC: 0800 7298000

Dizeres Legais

Farm. Resp.: Dra. Miriam Onoda Fujisawa - CRF-SP nº 10.640

MS - 1.0181.0372

publicidade