Balcor E.v.

publicidade

Bula do remédio Balcor E.v.. Classe terapêutica dos Antiarritmicos. Princípios Ativos Diltiazem.

Indicação

Para que serve Balcor E.v.?

Fibrilação atrial ou flutter atrial; taquicardia supraventricular paroxística.

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

Doença do nódulo sinusal, bloqueio AV de 2 º e 3 º graus (exceto em pacientes com marcapasso ventricular funcionante), hipotensão arterial grave ou choque cardiogênico; em pacientes hipersensíveis à droga; uso combinado ou dentro de poucas horas após administração de betabloqueadores intravenosos; na fibrilação ou flutter associados com uma via anômala, tal como a síndrome WPW ou do PR curto; na taquicardia ventricular a administração de outros bloqueadores dos canais de cálcio, em pacientes com complexo alargado (QRS ³ 0,12 segundos), tem determinada deterioração hemodinâmica e fibrilação ventricular.
É importante determinar a origem da taquicardia ventricular ou supraventricular com complexo QRS alargado antes da administração do produto.

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Podem ocorrer reações no local da injeção (prurido, ardor), vasodilatação (vermelhidão) e arritmia (ritmo juncional ou dissociação isorrítmica).

Composição

25 mg de cloridrato de diltiazem + diluente de 5 ml (água bidestilada); 50 mg de cloridrato de diltiazem + diluente de 10 ml (água bidestilada).

Apresentação

Na forma de liófilo injetável em: Frasco-ampola de 25 mg de cloridrato de diltiazem + diluente de 5 ml (água bidestilada). Frasco-ampola de 50 mg de cloridrato de diltiazem + diluente de 10 ml (água bidestilada).

Laboratório

Laboratórios Baldacci S.A.

publicidade