Artane

Bula do remédio Artane. Classe terapêutica dos Antiparkinsonianos. Princípios Ativos Derivado do de Fenilciclohexilpropanol e Triexifenidila.

Bula de Artane

Indicação

Para que serve Artane?

É indicado como coadjuvante no tratamento de todas as formas de parkinsonismo (pós-encefalítico, arteriosclerótico e idiopático. É freqüentemente útil como terapia adjuvante ao se tratar estas formas de parkinsonismo levodopa.
Além disso, é indicado para controle de distúrbios extrapiramidais, causados por medicamentos que agem sobre o sistema nervoso central como as benzodiazepinas, fenotiazinas, tioxantenos e butirofenonas.

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

Pacientes com glaucoma de ângulo agudo. Hipersensibilidade conhecida a qualquer componente.

Posologia

Como usar Artane?

A posologia deve ser individualizada. A dosagem inicial deve ser baixa e então aumentada gradualmente, especialmente em pacientes com mais de 60 anos de idade.
A ingestão de ARTANE* antes ou após as refeições deve ser determinada de acordo com a reação do paciente. Pacientes pós-encefalíticos, que geralmente tendem a salivação excessiva, podem preferir a ingestão após as refeições e podem ainda necessitar de pequenas doses de atropina, o que, em tais circunstâncias, pode ser uma adição eficaz. Se ARTANE* tender a ressecar a boca em excesso, pode ser melhor tomá-lo antes das refeições, a não ser que cause náusea. Se for tomado após as refeições, a sede pode ser controlada por doces de menta, gomas de mascar, ou água. Parkinsonismo Idiopático:
Como terapia inicial para parkinsonismo, 1 mg de ARTANE* pode ser administrado no primeiro dia.

A dose pode ser então aumentada em 2 mg, em intervalos de três a cinco dias, até que um total de 6 a 10 mg seja dado diariamente. A dose diária total dependerá do que se considerar um nível ideal. Muitos pacientes obtêm benefício máximo do total diário de 6 a 10 mg, mas alguns pacientes, principalmente aqueles do grupo pós-encefalítico, podem requerer uma dose diária total de 12 a 15 mg. A ingestão diária total de comprimidos de ARTANE* é melhor tolerada se dividida em 3 doses e tomada às refeições.
Doses altas (10 mg ao dia) podem ser divididas em 4 partes, com 3 doses administradas às refeições e a quarta na hora de dormir. Parkinsonismo induzido por medicamento: A quantidade e a freqüência da dosagem de ARTANE * necessárias para controlar reações extrapiramidais aos tranqüilizantes comumente usados, notavelmente as fenotiazinas, tioxantenos e butirofenonas, devem ser determinadas empiricamente.
A dosagem diária total geralmente varia entre 5 e 15 mg, embora, em alguns casos, estas reações tenham sido controladas satisfatoriamente com uma dose de até 1 mg. Se as manifestações extra-piramidais não forem controladas em algumas horas, as doses seguintes podem ser progressivamente aumentadas, até que se obtenha um controle satisfatório.
Este controle pode ser mais rapidamente obtido através da redução temporária da dosagem de tranqüilizante ao se introduzir a terapia com ARTANE* e, então, ajustando-se a dosagem dos dois medicamentos, até que o efeito desejado seja obtido sem o início de reações extrapiramidais.

publicidade

Efeitos Colaterais

Quais os males que pode me causar?

Cerca de 30% a 50% dos pacientes terão efeitos colaterais leves como boca seca, visão turva, tontura, náusea leve ou nervosismo. Estas sensações, porém, são muito menos problemáticas com ARTANE* do que com alcalóides de beladona e geralmente causam menos mal-estar do que o parkinsonismo não-controlado.
Estas reações tendem a se tornar menos acentuadas e até mesmo a desaparecer, à medida que o tratamento continua. Mesmo antes destas reações terem desaparecido espontaneamente, elas podem ser freqüentemente controladas através do ajuste cuidadoso da dosagem, quantidade de medicamento ou intervalo entre as doses.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

Os pacientes a serem tratados com ARTANE* devem realizar uma avaliação gonioscópica e monitorização cuidadosa da pressão intra-ocular em intervalos periódicos regulares. Pacientes com distúrbios cardíacos, hepáticos ou renais, ou com hipertensão, devem ser mantidos sob observação rigorosa.

Composição

Cada comprimido contém:
Cloridrato de triexifenidila 2 mg ou 5 mg.

Apresentação

20 comprimidos de 2 mg. 20 comprimidos de 5 mg.

Laboratório

Laboratório Wyeth-Whitehall Ltda.

publicidade