Alprazolam

Bula de Alprazolam

Bula do remédio genérico Alprazolam. Classe terapêutica dos Ansiolíticos. Princípios Ativos Alprazolam.

publicidade

Indicação

Para quê serve Alprazolam?

Alprazolam comprimido é indicado no tratamento de ansiedade.

Os sintomas de ansiedade podem variavelmente incluir: ansiedade, tensão, medo, apreensão, intranquilidade, dificuldades de concentração, irritabilidade, insônia e/ou hiperatividade neurovegetativa, resultando em manifestações somáticas variadas.

Alprazolam também é indicado no tratamento de ansiedade associada com outras manifestações, como a abstinência
ao álcool.

Alprazolam também está indicado no tratamento do transtorno do pânico, com ou sem agorafobia. A sua principal característica é crise de pânico não esperada, um ataque súbito de apreensão intensa, medo ou terror.

Uso adulto - Uso oral

Farmacocinética

Como funciona este medicamento?

Alprazolam é um medicamento com ação no sistema nervoso central, utilizado no tratamento de estados de ansiedade no tratamento dos estados de ansiedade associados com outras manifestações como a abstinência ao álcool, ou para o tratamento do transtorno do pânico com ou sem agorafobia.

Os sintomas do estado de ansiedade podem variavelmente incluir ansiedade, tensão, medo, apreensão, intranquilidade, dificuldades de concentração, irritabilidade, insônia e/ou hiperatividade neurovegetativa, resultando em manifestações somáticas variadas, alprazolam não deve ser administrado a pacientes com sintomas psicóticos.

Contraindicações

Quando não devo usar este medicamento?

Alprazolam está contra-indicado em pacientes com hipersensibilidade conhecida a essa droga ou a outros benzodiazepínicos e em pacientes portadores de miastenia gravis.

Alprazolam pode ser usado em pacientes com glaucoma de ângulo aberto que estão recebendo um tratamento apropriado, mas está contra-indicado em pacientes com glaucoma de ângulo estreito agudo.

Posologia

Como usar Alprazolam?

A dose ótima de Alprazolam deve ser individualizada com base na gravidade dos sintomas e na resposta individual do paciente.

A dose habitual (vide abaixo) é suficiente para as necessidades da maioria dos pacientes.

IndicaçãoDose inicial *Limites da dose habitual
Estados de ansiedade0,25 mg a 0,5 mg, administrados três vezes ao dia.0,5 a 4,0 mg ao dia, administrados em doses divididas.
Estados de pânico
0,5 - 1,0 mg antes de dormir, ou 0,5 mg
administrados três vezes ao dia.
A dose deve ser ajustada à resposta do paciente. Os ajustes de
dose devem ser aumentados no máximo 1 mg a cada três ou quatro dias.
Doses adicionais podem ser adicionadas até que seja alcançada uma posologia de 3 ou 4 vezes diariamente.
A dose média em um grande estudo multiclínico foi 5,7 ± 2,27 mg,
ocasionalmente com pacientes necessitando de um máximo de 10 mg diariamente.
Pacientes geriátricos ou na presença de condições debilitantes
0,25 mg administrados duas ou três
vezes ao dia.
0,5 a 0,75 mg ao dia, administrados em doses divididas; poderão ser gradualmente aumentadas, se necessário e tolerado.

Recomenda-se que a dose de Alprazolam seja limitada a menor dose eficaz. Portanto, não aumente a dose prescrita sem consultar o seu médico, mesmo que você ache que o medicamento não está mais fazendo efeito.

Nos poucos pacientes que requeiram doses mais elevadas,
estas deverão ser aumentadas com cautela, a fim de evitar reações adversas.

Quando for necessário o aumento da dosagem diária, deve-se incrementar inicialmente a dose noturna.

Em geral, os pacientes que não tenham sido previamente tratados com medicamentos psicotrópicos necessitarão de doses menores que aqueles previamente tratados com tranquilizantes menores, antidepressivos ou hipnóticos ou aqueles que tiveram antecedente de alcoolismo crônico.

Recomenda-se usar a menor dose eficaz para os pacientes idosos ou debilitados para evitar sedação excessiva ou ataxia.

*Se ocorrerem efeitos colaterais, a dose deve ser diminuída.

Efeitos Colaterais

Quais os males que este medicamento pode me causar?

Informe ao seu médico o aparecimento de reações desagradáveis, tais como sedação, sonolência, fadiga, ataxia / falta de coordenação, tontura ou vertigem e fala pastosa.

Advertências e Precauções

O que devo saber antes de usar este medicamento?

Não deve ser administrado em pacientes com miastenia gravis e com glaucoma de ângulo estreito agudo.

Durante o tratamento, não se deve dirigir veículos ou operar máquinas até que se tenha certeza de que não sinta sonolência ou tontura enquanto utilizar o medicamento, pois sua habilidade e atenção podem estar prejudicadas.

Alprazolam na gravidez: Não deve ser utilizado durante a gravidez e a amamentação, exceto sob orientação médica. Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se ocorrer gravidez ou iniciar amamentação durante o uso deste medicamento.

Interações Medicamentosas

Bebidas alcoólicas não devem ser ingeridas durante o tratamento com benzodiazepínicos.

Se Alprazolam for combinado com outros agentes psicotrópicos ou anticonvulsivantes, deve-se considerar cuidadosamente a farmacologia desses agentes, particularmente, tratando-se de agentes que possam potencializar a ação dos benzodiazepínicos.

Deve-se observar as mesmas precauções habituais com outros agentes psicotrópicos no que se refere à administração da droga e quantidade prescrita em pacientes gravemente deprimidos ou pacientes nos quais planos ou ideias suicidas mascaradas são presumidos.

Superdosagem

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada deste medicamento?

As manifestações de superdosagem do alprazolam incluem sonolência, confusão, comprometimento da coordenação, reflexos reduzidos e coma.

Foi relatada a ocorrência de morte em associação com doses excessivas de alprazolam, assim como outros benzodiazepínicos. Além disso, foram relatadas mortes em pacientes que receberam doses excessivas de uma combinação de um benzodiazepínico isolado, incluindo o alprazolam, e álcool; os níveis de álcool observados em alguns desses casos foram inferiores aos associados habitualmente com relatos de fatalidade induzida por álcool.

Tratamento geral da superdosagem: os relatos de superdosagem de alprazolam são limitados. Como em todos os casos de superdosagem, a respiração, o pulso e a pressão arterial devem ser monitorados. Devem ser instituídas medidas gerais de suporte, juntamente com lavagem gástrica imediata. Devem ser administrados líquidos intravenosos e a permeabilidade das vias aéreas deve ser mantida. Se ocorrer hipotensão, ela pode ser tratada com vasopressores. A diálise tem um valor limitado.

Como em todos os casos de superdosagem intencional de qualquer droga, deve-se ter em mente que múltiplos agentes podem ter sido ingeridos.

O flumazenil, um antagonista específico dos receptores de benzodiazepínicos, está indicado na reversão completa ou parcial dos efeitos sedativos dos benzodiazepínicos e pode ser usado em situações em que a superdosagem de benzodiazepínicos foi confirmada ou é presumida. Antes da administração do flumazenil, devem ser instituídas as medidas necessárias para assegurar a permeabilidade das vias aéreas, ventilação e um acesso intravenoso. O flumazenil destina-se a ser usado como um adjuvante do tratamento apropriado da superdosagem de benzodiazepínicos e não como um substituto. Os pacientes tratados com flumazenil devem ser monitorados para diagnosticar nova sedação, depressão respiratória e outros efeitos residuais dos benzodiazepínicos durante um período apropriado após o tratamento.

O médico deve estar ciente do risco da crise convulsiva em associação com o tratamento com flumazenil, particularmente nos pacientes que recebem, durante períodos prolongados, benzodiazepínicos e na superdosagem de antidepressivos cíclicos.

Armazenamento

Onde como e por quanto tempo posso guardar este medicamento?

Manter à temperatura ambiente (15˚C a 30˚C).

Proteger da luz e manter em lugar seco.

Aspecto físico: comprimidos circulares biconvexos.

Composição

Alprazolam 2 mg

Cada comprimido de 2 mg é composto por:

alprazolam ......................................................................................................................2 mg

excipiente* q.s.p. ................. ................................................................................1 comprimido

*lactose monoidratada, celulose microcristalina, laurilsulfato de sódio, benzoato de sódio, dióxido de silício, amido, estearato de magnésio.

Alprazolam 1 mg

Cada comprimido de 1 mg é composto por:

alprazolam ......................................................................................................................1 mg

excipiente* q.s.p. ................. ................................................................................1 comprimido

*lactose monoidratada, celulose microcristalina, laurilsulfato de sódio, benzoato de sódio, dióxido de silício, amido, estearato de magnésio, corante vermelho eritrosina 3, corante azul brilhante FCP.

Alprazolam 0,5 mg

Cada comprimido de 0,5 mg é composto por:

alprazolam.......................................................................................................................0,5 mg

excipiente* q.s.p. ................. ................................................................................1 comprimido

*lactose monoidratada, celulose microcristalina, laurilsulfato de sódio, benzoato de sódio, dióxido de silício, amido, estearato de magnésio, óxido de ferro amarelo, óxido de ferro vermelho.

Alprazolam 0,25 mg

Cada comprimido de 0,25 mg é composto por:

alprazolam......................................................................................................................0,25 mg

excipiente* q.s.p. ................. ................................................................................1 comprimido

*lactose monoidratada, celulose microcristalina, laurilsulfato de sódio, benzoato de sódio, dióxido de silício, amido, estearato de magnésio.

Apresentação:

  • Comprimidos 0,25 mg, 0,5 mg, 1,0 mg, 2,0 mg - cartuchos contendo 20 comprimidos ou 30 comprimidos.
  • Embalagem hospitalar contendo 500 comprimidos de 0,25 mg, 0,5mg, 1,0mg e 2,0mg.

Laboratório

Germed Farmacêutica Ltda.

Dizeres Legais

Reg. MS nº 1.0583.0351
Farm. Resp.: Drª Maria Geisa P. de L. e Silva – CRF-SP nº 8.082

publicidade